Entrevista 1#: Eliane Quintella

Saudações Leitores!
E hoje vai ao 'ar' uma nova seção no DLL: Entrevistas, em que eu estarei entrevistando pessoas do ramo literário, especialmente autores.
Como primeira entrevistada temos a querida Eliane Quintella, autora de Pacto Secreto, de quem já falamos aqui no blog em algumas postagem (confira aqui), que aceitou responder algumas perguntas.


Olá Eliane Quintella?! Gostaria de parabenizá-la pela publicação de seu primeiro livro, Pacto Secreto, e dizer que é um prazer poder realizar esta entrevista com você, principalmente após a leitura de seu livro, que simplesmente amei.
Olá Camila. Fico muito feliz em saber que você curtiu o livro. É muito legal quando encontramos um leitor que realmente leu o livro da forma que escrevemos para ser lido. E, saiba, que para mim é um prazer dar essa entrevista a você.


DLL- Acredito que todo leitor gosta de saber um pouco da vida do escritor além das páginas de seus livros. Então, conte-nos um pouco quem é a Eliane Quintella quando não esta escrevendo?
E.Q- Eu adoro assistir a filmes de suspenses e seriados interessantes como Damages, Tudors ou Spartacus. Adoro ler e de tudo, desde filosofia até ficção. Odeio ter perguntas em minha mente sem respostas, então estou sempre fuçando na internet ou em livros sobre essas curiosidades que brotam em minha mente. Não gosto de conversas vazias. Gosto de desafios. Quero sempre ouvir a verdade, mesmo que possa doer e também quero sempre poder falar a verdade, mesmo que possa machucar. Não acredito mesmo em camuflagens inúteis ou em bolhas de ilusão. Adoro passar tempo com minha cachorrinha e meu marido. Adoro brigadeiro. E todos os doces derivados do leite condensado. Perco a paciência ao discutir com pessoas que não estão dispostas a dar argumentos, a ouvir argumentos ou a mudar de ideia. Não acho que se aprende muito fechando-se em sua própria concha. Acho que se estivermos sempre dispostos a isso, podemos sempre aprender alguma coisa nova. Odeio pessoas que se posam como vítimas do mundo, acho que as pessoas devem ir atrás do que querem ao invés de perderem tempo reclamando. Sou bem idealista. Valorizo pessoas com caráter e honra. Odeio pessoas tidas como “espertas” que se vangloriam por viver da exploração de outras. Acredito mesmo que o mundo deveria ser regido por justiça, caráter e honra para que as pessoas que não tenham mérito e que sugam da energia e da inteligência alheia recebessem o valor na sociedade que realmente possuem. Acredito que temos que lutar duro pelo que queremos e não acreditar em desculpas. Tenho saudades de um tempo em que não conheci em que se valorizava mais o ser do que o ter. Porém, sou realista o suficiente para aceitar o mundo em que eu vivo e saber lidar com ele do jeito que ele é. Ser utópica demais, eu sei, não é a melhor solução, quando o problema bate na porta, é preciso encarar a realidade de frente, agir de acordo com suas convicções e aceitar as consequências por seus atos.

DLL- Sempre sonhou ser escritora?
E.Q- Sempre, sempre e sempre.

DLL- Que tipos de Livros você costuma ler? Algum autor preferido? Obra?
E.Q- Como eu já disse acima, eu gosto de ler de tudo. Atualmente me encantei com a obra de ficção de Ayn Rand, chamada A Revolta de Atlas, pela filosofia que ela traz. Eu adoro o jeito com que a Clarice Lispector compreende a alma humana e como ela é capaz de mostrar isso por sua escrita. Adoro o humor do Nelson Rodrigues, violento, mas fenomenal. Adoro os mistérios da Agatha Christie e seu Hercule Poirot. Adoro uma ótima história esteja ela onde estiver. Também me encantei com Nietzsche, Adriano Camargo Monteiro e Morbitvs Vividvs enquanto lia suas obras para escrever minha trilogia formada por PACTO SECRETO, PRAZER SECRETO e HISTÓRIA SECRETA.

DLL- De onde você buscou inspiração para escrever Pacto Secreto? Como surgiu a história?
E.Q- Eu sempre explico que a inspiração veio da minha infância. Desde muito pequena, assistia com meu adorado pai a filmes de terror e suspense, como Triângulo das Bermudas, A Profecia, O Retrato de Dorian Gray, Janela Indiscreta, Um corpo que cai, Festim Diabólico, entre outros. Apesar de não ser muito convencional para uma criança assistir a esses filmes, eu realmente adorava. Também foi por influência do meu pai que me encantei com os livros de Agatha Christie na minha adolescência. Assim, com toda essa influência e bagagem foi muito natural para mim pensar em uma história relacionada a um pacto com o diabo, mas eu queria, diferentemente do que já tinha visto a respeito, realmente adentrar nesse pacto, realmente me aprofundar a respeito. Por isso, quem ler PACTO SECRETO poderá saborear também um pouco da pesquisa que fiz sobre o assunto e se surpreender, tal como eu, com a temática.

DLL- A história estava pronta. Como foi, a partir daí, o processo para a publicação?
E.Q- Sempre digo que é preciso uma boa dose de paciência ao escritor. Esqueça o mundo acelerado que hoje você vive se quer publicar seu primeiro livro. As respostas das Editoras custam a vir, depois custa para você ter seu livro revisado e publicado. Felizmente a Novo Século deu sua resposta positiva, após quatro meses contados da data em que eu enviei a obra, o que foi extremamente satisfatório, fiquei tão feliz com a resposta positiva que fechei na hora o contrato.

DLL- A partir de sua experiência como escritora, o que é mais difícil para escrever: o começo, o meio ou o final de um livro?
E.Q- Eu sempre acho o começo mais difícil, pois temos que desenvolver os personagens, explicar suas características, ambientar a história e etc. Posso também alertar que é possível que o final da história te dê muitas dúvidas, pois é possível levarmos os personagens para muitos caminhos e não são sempre caminhos fáceis de escolher. Por exemplo, no Pacto Secreto eu queria um final surpreendente para o leitor, enfim, bem elaborado e inteligente, por isso demorei um tempo em minha mente para criar esse final, além de ter tido que realizar pesquisa para sustentá-lo materialmente. Não queria que a solução fosse mágica, eu queria a solução real, baseada na verdade.

DLL- Qual o momento da trama que mais te emocionou? Qual o personagem que você tem mais ‘carinho’? A personagem Valentina poderia ser seu alter-ego?
E.Q- Particularmente o sofrimento da Valentina na hora do acidente me emocionou. Foi uma delícia descrever a cena. Imaginei, tal como se estivesse no corpo de Valentina, como ela realmente se sentiria ao ver sua amada irmã gêmea estirada na pedra tetraplégica, por sua exclusiva culpa, já que era assim que Valentina se via.
Eu tomei gosto por todos meus personagens, devo confessar, mas tenho um carinho especial ao pai da Valentina, já que não em todo livro, tampouco em todas passagens, mas boa parte dele foi inspirada no meu próprio pai.
Em relação à sua última pergunta, eu não acredito que a Valentina seja meu alter-ego. A Valentina foi simplesmente inspirada em heróis e outros personagens que admiro. Eu quis que ela fosse forte, corajosa, perseverante, questionadora, realmente livre, seguisse sua própria consciência e princípios entre outras características que eu admiro e que por admirar aspiro para minha própria vida.

DLL- Conte-nos seus projetos para o futuro: como sabemos a saga da Valentina tem prosseguimento com mais dois livros Prazer Secreto e História Secreta, já tem previsão para publicá-los? Ademais, alguma história nova já mora em seus pensamentos?
E.Q- Ainda não tenho previsão para publicação de PRAZER SECRETO e HISTÓRIA SECRETA. Estou na busca de Editoras dispostas a comprar a ideia da saga. Aliás, aqui mando um recado para meus leitores, façam campanha do PACTO SECRETO comigo junto às Editoras, pois elas precisam acreditar que o livro agradou os leitores. E quanto à sua última pergunta, eu tenho uma ideia nova brotando em minha cabeça sobre um suspense, contudo, mais voltado ao lado psiquiátrico dos personagens, será muito divertido! Me aguardem!

DLL- Eliane, muito obrigada pela entrevista, foi realmente um prazer saber um pouco mais de você, de seu trabalho e do processo de criação. Espero que tenha gostado. Quero reafirmar o quanto gostei de ler seu livro, foi realmente um prazer enorme. Então, para finalizar esta entrevista gostaria que você deixasse um recado para os leitores do De Livro em Livro...

E.Q- Sou eu quem lhe agradeço pela entrevista maravilhosa. Novamente agradeço por você partilhar comigo seu interesse pelo PACTO SECRETO, é sempre importante eu saber que existem por aí leitores realmente meus. Bem, para os meus leitores eu gostaria de agradecer por terem lido PACTO SECRETO e para aguardarem PRAZER SECRETO e HISTÓRIA SECRETA, a história vai esquentar e vocês não vão se arrepender!

Mais uma vez Obrigada pela Entrevista Eliane! Foi um prazer fazê-la!

Gostaram da Entrevista? Das Respostas da Eliane? Então deixem seus comentários...

Pessoal, não deixem de acessar o blog da autora: http://elianequintella.wordpress.com ou ainda http://pactosecreto.wordpress.com. Pra quem tiver twitter não deixem de seguir a autora @eliquintella.

4 comentários:

  1. Amei a entrevista!
    Estou louco para ler este livro! Só estou procurando um tempinho livre para começar a devorá-lo!

    "Palavras ao Vento..."
    www.leandro-de-lira.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Camila!
    Ganhei o livro da Eliane e descobri que é uma saga! Muito legal isso!
    Também adoro conhecer um pouco mais sobre os autores. Com as histórias maravilhosas que eles escrevem acabamos esquecendo que existem pessoas reais por trás dessas histórias!
    Assim como a Eliane, lia muito Agatha Christie na adolescência. E, pra finalizar, a Eli é muito bonita! rs

    =)

    ResponderExcluir
  3. Mila que entrevista boa, achei as perguntas muito bem elaboradas e as respostas foram ótimas!

    Parabéns à você pela sua primeira entrevita e Parabéns a Eliane Quintella, que ela colha os frutos de seu trabalho como escritora!!!!


    Abraços!

    ResponderExcluir
  4. Bom, acho que você Mila, sabe melhor melhor do que ninguém, como Pacto Secreto foi uma das melhores leituras nacionais de 2011 e o carinho enorme que tenho pela Eliane né? Sem palavras para descrever a ansiedade de ler Prazer Secreto e História Secreta, e eu realmente espero que isso não demore a acontecer.

    Sobre a entrevista, é sempre muito bom ler o que ela diz, e a resposta da segunda pergunta foi INCRÍVEL e sempre descubro mais coisas sobre a Eliane, e essa é só uma das dezenas de entrevistas que já li *-* Parabéns Mila, e claro, parabéns Eliane.

    Beijos

    ResponderExcluir

Muito obrigada pelo Comentário!!!!