Resenha: “Dias Contados Vol.2”, Alex Mir (organizador)

Saudações Leitores!
Minha resenha de hoje é de um livro de contos - detalhe, esta é a minha primeira resenha aqui, no DLL, de um livro de contos! - e este livro tem um valor muito, muito, muito especial, pois nesta antologia de contos há um conto escrito pelo meu amigo Ricardo Biazotto. Já falei sobre esse lançamento aqui (leia a matéria). Quero aproveitar este momento para agradecer ao Rick por ter me enviado um exemplar do livro autografado com uma dedicatória linda que fez meus olhos se encherem de lágrimas de felicidade. Muito obrigada meu querido!


Dias Contados Vol.2: Contos sobre o Fim do Mundo, Alex Mir (organizador), vol.2, São Paulo: Andross, 2011, 96 pág.

        A segunda antologia de contos “Dias Contados” foi organizada por Alex Mir que, além de escritor, é roteirista de quadrinhos. É o autor dos livros “Marcas na Parede”, “Histórias Liliputianas” entre outros.
Nesta antologia somos apresentados a 19 contos, cada um escrito por um autor diferente. Apesar de o tema ser o mesmo: O Fim do Mundo, os contos são bem ecléticos, ou seja, retratam este mesmo fato apocalíptico de diversas formas: profecias que se realizam ou não, invasões alienígenas, catástrofes naturais entre muitos outros meios de o mundo ter fim. Criatividade foi o que não faltou aos autores!
        Os contos que presentes na antologia e seus autores são: Quando o Céu Caiu (O. A. Secatto); Viva! (Marcel Colombo); A Última Guerra (Alexandre Matheus Bliska); A Última Chuva (Victor Lorandi); O Amor Nunca Morre (Ander Navarro); A Profecia Não Se Realizará (Ricardo Biazotto); Queimemos (L. E. Haubert); Apocalipse Digital (Victor Vargas); 24 Horas (Paulo França); Relatos de Um Morador de Rua (Eddy Khaos); Conquista (Paulo Cilas); Carta ao Capital (NikaSanc); Holocausto (Gabriel Valeriolete); Faltou ao Trabalho (Leandro Lorusso); Túnel Rebouças (Anderson S. Costa); T-4 (Lipe Ralf); Quem Realmente Precisa de Salvação (Diego “Drugue” Queiros); Adeus, Humanidade (Bruno Pinto) e Ordem (Paulo Romão).
        Todos os contos apresentam uma linguagem de fácil compreensão e são narrados de diversas formas, uns em terceira pessoa, outros em primeira, alguns são relatos, outros já apresentam uma narrativa com diálogos, variedade pra ninguém colocar defeito. Um ponto importante desta antologia é que, por ela ser escrita por vários autores (veteranos e iniciantes) é que cada um deles tem sua forma peculiar de construir a narrativa e embora o leitor não goste de um ou outro conto (porque de fato é impossível agradar a todos), tenho certeza que de algum irá gostar.
        Particularmente os que mais gostei foram: A Última Chuva, O Amor Nunca Morre, A Profecia Não Se realizará, 24 Horas, Túnel Rebouças e Ordem. Mas vou dar um destaque especial ao conto A Profecia Não Se Realizará, conto escrito pelo meu querido Ricardo Biazotto. Este conto fala do fim do mundo através das profecias de N. S. de Fátima, pois no mundo já são vistos muitos dos sinais profetizados e, portanto, o fim se aproxima a passos largos. Desse modo o autor focaliza na figura de um Padre que fica desesperado com o fim do mundo. É muito interessante o desenrolar do conto e o final bem inusitado.
        Realmente esta antologia de contos é boa, e ainda me sinto impulsionada a falar do livro em si, pois é bem bacana e ainda trás uma breve biografia de cada autor. Acerca da capa, eu não gostei muito da imagem, mas acho que expressa bem o conteúdo do livro.
        Em suma, o que, de fato, ficou bem claro é que há muitas formas de se chegar ao fim do mundo e que será algo inevitável. Qual caminho será trilhado? Este é um verdadeiro mistério, e é exatamente este mistério que impulsiona a criatividade de muitos escritores. Enquanto o fim não chega vamos continuar a escrever e... a ler...

Camila Márcia

3 comentários:

  1. Sua resenha está realmente boa Mila, mas o livro não faz meu genero.

    Beijos, bom domingo!

    ResponderExcluir
  2. Mila, Mila, mais uma vez eu não sei como te agradecer por tudo o que você tem feito, antes e depois que Dias Contados foi publicado. Sua resenha está fantástica, e gostei muito da forma como você disse sobre o meu conto, principalmente por dar um destaque maior para ele. E como você disse: o fim está realmente próximo, mas há uma escolha que pode ser feita. Um caminho para ser seguido.

    Ia falar contigo dps, mas já aproveito: você se importar que eu coloque a resenha no blog Mila? :D

    Beijos e novamente obrigado!!

    ResponderExcluir
  3. Como já tinha mencionado antes, tenho uma veneração grande por livros de contos, por serem tão práticos e simples de ler, reunidos de vários autores diferentes que pensam de formas diferenças, unidos apenas por um tema em comum que os faz virar, finalmente, uma coletânea. Adorei a capa do livro, muito bem feitas e condiz com o tema. A resenha também está muito boa, a opinião imparcial foi mantida, e isso é digno de bons escritores. (:

    ResponderExcluir

Muito obrigada pelo Comentário!!!!