Resenha: “Hathor” de Markus Thayer

Saudações Leitores!
Faz alguns dias que terminei de ler o livro Hathor, mas a correria me impediu de postar a resenha antes, espero que gostem e sintam-se motivados a ler. Quero agradecer muito ao autor parceiro Markus Thayer pela oportunidade que me deu de ler seu livro, adorei. Agora vamos a resenha:


Hathor, Markus Tayer, São Paulo: Novo Século, 2010, 349 pág.

     Hathor foi publicado pelo selo da Novo Século: Novos Talentos da Literatura Brasileira, portanto trata-se de um livro de autor nacional chamado Markus Thayer. Markus é formado em Ciência da Computação e MBA em Controladoria.
     Esse livro conta uma história fantástica e inusitada que começa na Inglaterra em 1856, numa aula do professor Oliver Stwart, em que este pede um trabalho para seus alunos. John McBrian e seu amigo William Kenward decidem fazer o trabalho juntos. Durante as pesquisas John descobre um livro muito antigo contendo um mapa e mensagens criptografadas. O aluno surpreende-se e mostra ao seu mestre, Sir. Oliver, a descoberta. Após isso os três: Oliver, John e William decidem ir à procura do tesouro.
     Neste ínterim, um grupo de ladrões descobrem que os três estão procurando o tesouro e decidem roubá-los, mas por fim o grupo de ladrões torna-se aliado dos três. Mas adiante o grupo descobre que outros indivíduos os perseguem para lhes roubarem.
     É quando descobrem que o tesouro está escondido no Brasil e todos partem para a Serra do Roncador onde supostamente está o tesouro. Eles não sabem o que os espera: aventura, amizade, suspense e amor são a receita certa deste livro.
     A história de Hathor, para mim, foi uma verdadeira surpresa, nunca pensei que o livro seria do jeito que foi, mas achei muito bom, porque é diferente, manteve uma linguagem boa e fluida, a divisão dos capítulos e partes foram ótimas. É um livro bem fragmentando o que, para mim, é algo bom quando você está naquela correria do dia e não tem muito tempo dedicado a leitura, principalmente quando os capítulos são grandes.
     Outro ponto maravilhoso no livro é a riqueza de detalhes oferecidas por Thayer, por se tratar de um livro em que ele criou todo um mundo novo os detalhes e descrições são peças fundamentais para infiltrar o leitor nesse novo mundo e, por conseguinte, cativá-lo.
     Depois dessa leitura, não tem como não indicar este livro, pois só vem a reafirmar que os autores brasileiros têm uma qualidade peculiar de criar e que escrevem muito bem! Leiam!

Camila Márcia

4 comentários:

  1. Oii,,,

    Eu li este livro e gostei eu achei um livro leve comparado com os que qiue estou lendo ultimamente... É um livro de aventura bem legal!

    Beijos
    Cartas para Ficção

    ResponderExcluir
  2. Olá, parabéns pelo seu blog.
    Te convido a conhecer o meu,
    http://carmasepalavras.blogspot.com/

    ;)

    ResponderExcluir
  3. Resenha muito bem elaborada, mas o livro não me encantou.

    Bjs Mila.

    ResponderExcluir
  4. O livro tem uma boa capa, muito bem feita por sinal. Adorei o contraste de cores. A história, em si, não me fez curiosa em lê-lo...

    ResponderExcluir

Muito obrigada pelo Comentário!!!!