Resenha: “Ponte Para Terabítia” de Katherine Paterson

Saudações Leitores!
Já faz algum tempo que li e resenhei esse livro, hoje estou postando a resenha, é um livro bem legal, espero que gostem da resenha e sintam-se motivados a conhecerem a obra.


Ponte Para Terabítia, Katherine Paterson, São Paulo: Salamandra, 2 ed,  2006, 160 pág. (traduzido por Ana Maria Machado)

        O livro “Ponte para Terabítia” (Bridge to Terabithia) foi publicado pela primeira vez em 1977 nos Estados Unidos é uma obra de literatura infanto-juvenil escrita por Katherine Paterson - que nasceu na China em 1932 - e conta a história de Jess Aarons e sua amiga Leslie Burke.
        Jess é um garoto de dez anos de idade, vive no interior dos EUA e tem como principal objetivo ser o garoto mais veloz da escola e da quinta série, mas vê seus planos naufragarem após a chegada de Leslie, uma garota de, também, dez anos, que o vence nas corridas, bem como a todos os outros meninos da escola.
        De principio Jess não gosta da idéia de Leslie seguindo seus passos, pois ele não queria ser amigo de uma garota e também por ela o ter ganhado na corrida. Mas aos poucos a amizade vai nascendo, até porque, apesar de conviver com suas irmãs e as considerar chatas, Leslie era diferente de todas as outras garotas.
        Com a amizade fixada os dois através de sua imaginação criam Terabítia, um lugar onde é só deles, a única coisa que eles precisam fazer para chegar em Terabítia é atravessar um pequeno riacho dependurados numa corda. Em Terabítia Leslie e Jess são rainha e rei, respectivamente.
        Realmente esse livro tem uma mensagem muito boa e apesar de um final um tanto quanto triste, mostra que a vida nem sempre é como se quer, mas que tudo o que acontece nela há um motivo e de qualquer situação se pode tirar um aprendizado.
        A partir de um grande sofrimento Jess consegue se aproximar da família, e crescer de forma a perceber que a vida real pode e deve ser mesclada com a fantasia, pois é está que deixa mais doce a vida.
Ao terminar de ler “Ponte para Terabítia” não me surpreendi por Katherine Paterson (a autora) ter ganhado a Medalha Jhon Newbery em 1978 por esta obra, também não é surpresa que o livro tenha ganhado adaptações para a TV (1985) e cinema (2007) já que conta uma história tão linda.
        Recomendo a obra para todos os apaixonado por literatura infanto-juvenil e para aqueles que gostam e são capazes de se emocionar ao ler um bom livro repleto de situações envolventes.

Camila Márcia

4 comentários:

  1. Como sempre Mila suas resenhas são ótimas e eu particularmente não conheço o livro, mas já assisti ao filmeembora eu achasse que o filme seria outra coisa. Não gostei muito do filme porque não correspondeu ao que eu esperava, mas acredito que gostaria do livro, pois já tenho noção de como é a história.
    Fiquei curiosa para ler.

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelo comentário.
      Chato quando esperamos algo que não encontramos no filme. Particularmente eu gostei bastante do filme.

      xoxo
      Mila F.

      Excluir
  2. Não entendi muito o título do livro. A história também não me chamou a atenção, e por ser uma pessoa que não gosta muito de literatura infanto-juvenil, não me interessei muito pela leitura desse livro... Infelizmente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Maria Luiza,
      Obrigada pelo comentário.
      Bem, o título do livro remete a uma "ponte" [há uma simbologia] feita para atravessar um rio e após atravessá-lo temos um mundo fictício e encantado criado pela imaginação de Jess e Leslie chamado Terabítia.
      Acredito que o livro encanta qualquer tipo de leitor e o mais engraçado é que é quase impossível alguém não gostar de literatura infantojuvenil tendo em vista que todos as lemos: O Pequeno Príncipe, Harry Potter, Percy Jackson entre outros...

      xoxo
      Mila F.

      Excluir

Muito obrigada pelo Comentário!!!!