Resenha: "Moedas para o Barqueiro - contos sobre a morte (Vol.III)" de Cristina Gimenes (org)

Saudações Leitores!
Um livro com contos interessantes e cuja temática é sempre atual: morte, entretanto ler vários contos em que a morte está presente é uma situação complicada, então aconselho a leitura entremeada por outras leituras mais 'alegres'.
Gostaria também de agradecer ao Ricardo Biazotto (um dos contistas) por ter me enviado o exemplar para a resenha, demorei a ler e também a postar a resenha, peço desculpas por isso, mais eis aqui e espero que todos possam apreciá-la.


Moedas Para o Barqueiro Vol.3: Contos sobre a Morte, Cristiana Gimenes (organizadora), vol.3, São Paulo: Andross, 2012, 128 pág.

São coletâneas de contos cuja colaboração de jovens escritores que me deixam encantada com o resultado. Mordas Para o Barqueiro têm no total 25 contos escritos por 25 autores diferentes cuja temática principal é a morte e, claro, o amor.
Os contos são curtos, mas repassam bem a qualidade da narrativa e do enredo. Dois contos que me chamaram bastante atenção foram: Sete Vezes Ofélia (Lívia Stevaux) que foi o conto que abriu o livro e que é fabuloso, tem todo um mistério e um contexto histórico que deixa o leitor encantado. O outro conto que me chamou atenção foi Flores São Delicadas (Gabriella Lara Silva) cuja delicadeza e o sentimentalismo brotam de cada uma das palavras.
É claro que não poderia deixar de falar, também, do conto intitulado Reencontro (Ricardo Biazotto) que de uma maneira romântica traça os contornos, através das palavras, do verdadeiro amor, aquele que é capaz de superar a distância e as impossibilidades, pois se existe o amor (é claro que existe), com certeza ele foi feito para durar, sobretudo após a morte.
A diagramação do livro é simples, mas boa. Não vi muitos erros de revisão o que é um ponto positivo dado o descaso de algumas editoras ao publicar literatura nacional. Por ser um livro de contos curtos em pouco tempo pode se realizar a leitura, entretanto acho uma leitura muito mórbida, pois tem muita morte em um único livro (já que este é o tema), portanto aconselho entremear a leitura com outro livro, talvez um romance, aventura ou algo mais leve, mas de um modo geral o livro é ótimo e cada contista é um potencial escritor, que deveriam pensar na possibilidade de escreverem livros mais longos (romances), pois já são ótimos escritores. Indico!

Camila Márcia

6 comentários:

  1. já ouvi falar neste livro, mas não me interessei muito pelo fato de não gostar muito de contos.

    ResponderExcluir
  2. Primeira vez que ouço falar desse livro, mas nao me interessei muito *9
    Um beijo.
    http://livrodagarota.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Nunca tinha ouvido falar desse livro, mas o título me chamou bastante a atenção. O único livro de contos que eu li foi Formaturas Infernais e eu ODIEI! Pelo que você disse, parece que não vou ter problemas com esse. Vou ver se consigo ler algum dia.

    Beijos,
    Monique <3

    ResponderExcluir
  4. Não tô numa vibe de livros mórbidos, ainda mais contos...rs Mesmo se for bem escrito, passo a leitura desse livro. rs

    Parabéns pela análise. :)

    Beijoooos

    Gleice
    www.murmuriospessoais.com

    ResponderExcluir
  5. Não gosto muito de contos, mas sempre que aparece um BOM mesmo, até que leio...
    Mas achei o título bem legal..!

    http://feliciity-unjourdepluie.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Mila, muito obrigado por sua resenha e por sempre estar me apoiando, independente da situação. Fico muito feliz por contar com sua amizade, e nesse caso, por ver sua visão sobre o meu conto, que como você disse, tem a intenção de mostrar que o amor está sempre presente, mesmo que depois da morte.
    Muito obrigado mesmo!

    Beijos!
    Ricardo - www.blogovershock.com.br

    ResponderExcluir

Muito obrigada pelo Comentário!!!!