Resenha: “Invisível ao Toque” de Nat Bespaloff

Saudações Leitores!
Esse livro foi enviado pela própria escritora: Nat Bespaloff e veio autografado e tudo, muito obrigada querida, eu amei. Primeiramente quero dizer que esse livro foi uma incrível surpresa e me deixou mais do que encantada, após esta leitura: divertida e apaixonada, Invisível ao Toque, tornou-se um livro que desejo que todos os meus amigos leiam. A escritora tem um potencial incrível de nos prender a narrativa. Confiram a resenha, espero que gostem e comentem!


Invisível ao Toque, Nat Bespaloff, Campos do Jordão, SP, 2013, 248 pág.

Primeiro livro da paulista Nat Bespaloff, Invisível ao Toque, publicado de forma autônoma é capaz de conquistar o leitor logo nas primeiras linhas.
Svektlana, 20 anos, mais conhecida como Svek é uma garota normal, mas não consegue se apaixonar por ninguém e carrega a culpa de ter provocado o suicídio de seu ex-namorrado: Caíque. Além disso, ela tem sonhos todas as noites. Sempre os mesmos sonhos de uma época remota em que sonha com uma mulher chamada Victória, um padre chamado Laurent e bruxaria.
Svek é uma personagem bem madura e ao mesmo tempo tem suas infantilidades provenientes de seus traumas e medos – acredito que todo ser humano tem isso – e quer viver uma vida apagada, entretanto gosta de esportes radicais e evita a todo o custo o amor, pois não se sente capaz de amar ninguém e não deseja que ninguém sofra por amá-la. Entre eles está Felipe, seu amigo, que diz amá-la. Ela o rejeita.

"Não tinha o porquê de pular da cama, nada me fazia explodir de alegria. Quisera eu inflar o coração como o milho da pipoca ao estourar. Um coração que infla nunca mais volta ao seu tamanho original, e isto não é mal de Chagas, é mal de amor." (p.13)

Contudo, em um dia Svek acaba conhecendo Zac (Zachary) e uma amizade passa a ser construída e da amizade surge o amor, mas Zac esconde um segredo e evita conhecer a todos que cercam Svek o que a deixa intrigada e a leva a conhecer o segredo de Zac. Segredo que a incomoda, mas que não faz com que o amor que criou diminua.

"Não quero me limitar e me conformar com o que tenho. Sei que existe um amor só para mim, não daquele tipo que serve para qualquer um. Quero o requinte da fragrância feita sob medida para mim." (p.49)

Nat Bespaloff tem uma escrita cativante, durante todo o livro você fica preso a cada palavra, tem sarcasmos, ironia e piadinhas tudo na medida certa e muitas referências musicais [acho isso muito legal nos livros]. Ela criou personagens fantásticos embora tenha que confessar que Svek é um pouco desastrada e meio que negligência seus amigos Felipe e Sammy e inclusive sua mãe, senti que a autora não quis focar nesses laços, mas sim no romantismo e no sentido de uma vida e do amor. Não vou dizer que o livro não é chichê, pois ele é bem previsível, mas ao mesmo tempo guarda muitas surpresas e isso cativa demais.

"Às vezes... sei lá, acho que minha alma está encoberta por um tecido impermeável, pois quando olho para o espelho vejo apenas o reflexo de dias de trabalho, de relacionamentos frustrados, dinheiro contado, mas eu não sou isso que está refletido: há uma pessoa melhor, feliz e linda aqui dentro. Estremeço em cogitar a hipótese de nunca saber quem realmente sou, de nunca conseguir enxergar além de aparências." (p.27)

Em suma, gostei bastante do livro, pela história, pela narrativa, enredo e diagramação tudo muito caprichado. Invisível ao Toque, definitivamente é aquele livro que desejo que todos tenham a oportunidade de ler e mais, boto muita fé na Nat, uma talentosíssima escritora a qual espero que nos presentei com um novo livro em breve. Para finalizar essa resenha deixo uma da mais bela citação do livro:

"Por mais que não saibamos o que é certo e o errado, sabemos o que causa dor em nós e em outras pessoas. E dor nunca será amor." (p.224)

Camila Márcia

Quer adquirir o livro? É simples e barato, basta acessar o site da própria escritora e comprá-lo por apenas R$ 16,00 - Loja Virtual

7 comentários:

  1. O livro realmente parece ser incrível e tem uma capa de tirar o fôlego de tão linda que é! Adorei os quotes e espero um dia ter a oportunidade de lê-lo!
    Beijos
    http://eternamente-crazy.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Awnnnnnnnn, que resenha linda.
    Hahahahah
    Obrigada pelo carinho.
    =D

    ResponderExcluir
  3. Opa, Mila, mais um livro pra lista. Adorei a resenha e que quotes fantásticos, estou pirando pelo livro.

    beijos.
    JU.

    ResponderExcluir
  4. Eu comprei o livro e recebi em menos de 5 dias(frete grátis) e li em 4 dias... muito bom! sem contar a dedicatória, tudo muito bonitinho. adorei!!! espero os próximos livros da nat, com certeza serão ótimos...

    ResponderExcluir
  5. Mila, você me deixou desejando esse livro, é a primeira resenha que leio dele e já estou encantada, vou juntar dinheirinho para compra-lo... fiquei bastante interessada.

    xeru.

    ResponderExcluir
  6. Eu admiro muito quando um escritor se joga e publica seu livro de forma independente, precisa-se de muita garra para fazer isso e portanto já estou torcendo muito pela Nat. Além disso, sua resenha mostra que o enredo é legal e divertido, tenho interesse nessa leitura.

    ResponderExcluir
  7. Nossa, deve ser um livro lindo!
    Já me apaixonei pelo título, é tão "sensível" <3
    Eu não ligo de ser clichê, pois eu adoro - só precisa ser bem contado, como deve ser o caso, né?
    Vou comprar, pois além de tudo, me apaixonei pela capa =)

    Beijos!

    ResponderExcluir

Muito obrigada pelo Comentário!!!!