Resenha: “Perdidos na Tradução” de Iuri Abreu

Saudações Leitores!
Quero inicialmente agradecer a Belas-Letras por ter me enviado o exemplar para resenhar e hoje estou disponibilizando a resenha para vocês conferirem o que achei desse livro, não vou me estender muito aqui, caso contrário, acabo falando o que achei e não terão mais nada para ler...


Perdidos na Tradução, Iuri Abreu, Caxias do Sul, RS: Belas-Letras, 2013, 288 pág.

Perdidos na Tradução é daqueles livros que devem agradar em especial que gosta de inglês, cinema e traduções, o público alvo é realmente esse, mas, é claro, que todo e qualquer tipo de leitor curioso pode apreciar essa leitura.
Particularmente, não sei o que esperava realmente desse livro, mas sei que não foi o que encontrei nele. Quando li a sinopse fiquei bastante curiosa e achei que fosse um livro engraçado, tá o livro não é sem graça, em algumas partes ele é bem divertido, mas na grande maioria não.
Trata-se apenas de exposição do título de filmes em inglês, a tradução literal, a tradução lusa e a brasileira, após isso há sempre uma breve explanação sobre as traduções: tecendo algumas comparações e críticas (positivas ou negativas).
O autor, Iuri Abreu, até tenta ser engraçado, mas não posso dizer que acertou em todas as ‘piadas’.  Uma coisa que achei bem interessante no livro foram as divisões em: 1 A Maldição do Subtítulo; 2 Poesia Pura; 3 Liberdade Total; 4 Fiéis ao Original; 5 Entregando o Jogo. Essa divisão é autoexplicativa.
Não obstante, o livro perdeu ponto quando ao falar de um filme não colocava a ficha técnica, acho que não custava nada colocar o nome do diretor e a data de lançamento. Mas ganha ponto com a edição, apesar do livro não ter orelhas e a capa não ser tão bonita, percebe-se o cuidado com o interior do livro: não recordo de ter visto nenhum erro ortográfico/digitação e as divisões são bem bonitas e ilustradas.
Enfim, só posso dizer que se você tiver curiosidade não perca a oportunidade de ler, mas aviso: não espere por algo incrível e engraçado: dificilmente você gostará desse livro se criar muitas expectativas. Acho que foi isso que aconteceu comigo: esperei algo engraçado, o livro tomou outro rumo e eu fiquei perdida na espera que ele fosse o que eu pensei que seria.

Camila Márcia

3 comentários:

  1. Resenhas sinceras são sempre bem vindas, gostei muito da sua resenha, eu não conhecia o livro e acho que se fosse julgar pela capa e o título eu iria esperar o mesmo que você!

    Estandy Books - A Estante Da Andy

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exato... acho que só me frustrei porque esperei demais, mas isso não quer dizer que o livro seja ruim, pode agradar a muitas pessoas, só não correspondeu as minhas expectativas...

      obrigada pela visita e comentário!!
      xoxo
      Mila F.

      Excluir
  2. No início até tinha interesse em conhecer o livro, mas aos poucos fui perdendo o interesse. Saber que ele tem essas falhas não ajudou para que o interesse voltasse. Acho que apenas os fanáticos por filmes vão aproveitar, o que não é o meu caso, já que gosto apenas de assistir e não ir além.
    De qualquer forma, sei que a Belas-Letras faz sempre um trabalho muito bacana no acabamento, então não me surpreendo por isso.

    Beijos, Mila!
    Ricardo - www.overshockblog.com.br

    ResponderExcluir

Muito obrigada pelo Comentário!!!!