Resenha: "Laços de Sangue" de Richelle Mead

Saudações Leitores!
Recebi o livro Laços de Sangue da Editora Seguinte e, portanto, quero agradecê-la pelo envio. Apesar de não conhecer a série Academia de Vampiros quis aproveitar a oportunidade de conhecer a escrita e o estilo da Richelle, em uma palavra: encantador. E exatamente hoje, em homenagem ao aniversário da escritora vários blogs, inclusive o DLL estão postando a resenha desse livro, espero que gostem da minha resenha, comentem e sintam-se estimulados a lerem este livro.


Laços de Sangue, Richelle Mead, São Paulo: Seguinte, 2013, 432 pág.
Traduzido por Ana Ban

Laços de Sangue é o primeiro livro da série Bloodlines que, por conseguinte, trata-se de um spin-off da série Vampire Academy. Richelle Mead, a escritora norte-americana que imaginou todo esse novo mundo fictício em que há duas raças de vampiros, dampiros, alquimistas e humanos.
Como sabemos, um spin-off é algo derivado ou que se originou de outra coisa, no caso a série Bloodlines se originou de Vampire Academy, mas vale ressaltar que um spin-off traz histórias diferentes e até mesmo personagens diferentes e pode também ter relação parcial ou nula com a série de origem, portanto, basicamente não ter lido a série que originou o spin-off não tem importância e nem vai prejudicar a leitura. O mesmo também acontece para quem não leu a série de origem, pode ler tranquilamente e depois, querendo ler a outra também pode.
Desse modo, estou salientando aqui em termos gerais que se você acompanha VA pode ler Laços de Sangue ou se não acompanha também, pelo menos foi isso o que me informaram afinal, não acompanho VA, mas confesso que após a leitura de Laços de Sangue vai ser difícil resistir à tentação de começar a ler VA.
No princípio da narrativa, contada em primeira pessoa: pela alquimista Sydney, tudo é muito confuso, afinal eu não sabia o que era um vampiro Moroi ou Strigoi, nem o que era um Dampiro, então todo esse universo, para quem não está por dentro, vai causar estranhamento, entretanto a narrativa é tão saborosa que você continua a leitura e acaba desvendando os significados.
Como a missão dos alquimistas é proteger os humanos e esconder de todos a existência de vampiros, Sydney, por medo que sua irmã Zoe seja enviada para uma missão se coloca a frente dessa missão: cuidar de Jill, uma vampira Moroi que quase foi morta em um atentado de rebeldes à realeza vampírica, com Jill vai um dampiro, Eddie, que é uma espécie de guardião real e também o Moroi Adrian. A partir desse momento muita coisa vai rolar, desde Sydney que, como todo alquimista, é ensinado a odiar vampiros, tem que se adaptar como guardiã de Jill, além de ter que lidar com uma situação mistérios na escola e descobrir os mistérios do irritante alquimista Keith.
Vale salientar que a história em si acontece de forma bem lenta, e acredito – pelo menos foi o que aconteceu comigo –, Laços de Sangue só veio a me conquistar depois da metade do livro, até lá eu sentia como se Richelle estivesse enrolando a narrativa para que o livro tivesse mais volume, entretanto quando o enredo começa a fazer sentido é quase impossível soltar o exemplar, ruim mesmo é quando chega ao final e você fica torcendo por mais.
Para alegria dos fãs, o segundo volume da série Bloodlines, intitulado Lírio Dourado chega agora em novembro e por esse titulo, que para quem leu o livro sabe o significado do lírio já devem ter mais ou menos noção do que vai se tratar, já que o título Laços de Sangue também teve um grande sentido no final.
Para finalizar, o posso indicar essa série para quem gosta de livros de fantasia e vampiros, é uma ótima pedida, tem personagens bem maduros e cativantes, além do mais tem muitos segredos e mistérios que espero que sejam desvendados até o fim da série.

Camila Márcia

2 comentários:

  1. Como nao li a AV fico perdida na resenha, porem tenho uma grande curiosidade de ler todos os livros da autora, acho que ela tem ma criatividade enorme de ler os livros dela.


    xx

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também não conheço nada de Academia de Vampiros e de fato isso foi muito confuso no principio do livro, mas a medida que lemos, vamos entendendo e nos divertindo com a história.

      xoxo
      Mila F.

      Excluir

Muito obrigada pelo Comentário!!!!