Resenha: "A Lista de Brett" de Lori Nelson Spielman

Saudações Leitores!
O primeiro motivo que me fez desejar ler A Lista de Brett* foi essa capa belíssima [e que tem tuuuudo a ver com o livro], reparem só: tem uma árvore, uma mulher numa mesinha de café lendo e um cachorrinho do lado... xonei na capa, of course, então fiquei muito contente em poder ter esse belo livro em minha estante e o principal: conhecer sua história. Agora vejam o que achei [não tem spoiler, ok?]

A Lista de Brett, Lori Nelson Spielman, Campinas, SP: Verus, 2014, 364 pág. 
Tradução de Ana Death Duarte

The Life List na tradução brasileira A Lista de Brett é um daqueles livros que não tem nada de pretencioso e peculiar, mas acaba se tornando uma leitura marcante e deliciosa. Uma ótima pedida para um fim de semana ocioso acompanhado com cookies e chocolate quente.
Brett Bohlinger, 34 anos, acaba de perder a mãe – sua melhor amiga – e está sofrendo devastadoramente pela perda. Como a mãe de Brett era rica ela e os irmãos, juntamente com as cunhadas vão para a leitura do testamento.

"Acredito que todo mundo mereça uma amiga escandalosamente ousada, que ao mesmo tempo nos mortifica e eletriza, e cujos comentários nada sutis nos fazem ter ataques histéricos enquanto olhamos por cima do ombro para ter certeza de que ninguém está ouvindo." (p.52)

No testamento, todos recebem a parte de suas heranças, mas quando o Brad – advogado responsável pela leitura do testamento e distribuição dos bens de acordo com o desejo da falecida – diz que ao invés de Brett ser a presidente da empresa de cosméticos que pertencia a família Bohlinger, a presidência vai para a nora da dona.
Brett recebe de herança um papel amassado com uma antiga lista de sonhos que escreveu quando adolescente e que desejava realizar. Quando ela confere os itens da lista fica claro que ela não conseguiu realizar todos os sonhos. Para receber sua herança Brett precisa realizar os sonhos ainda não realizados e a cada sonho ela recebe um envelope de Brad que sua mãe deixou para ser entregue em cada etapa.

"Com frequência, escolhemos relacionamentos que espelham nosso passado." (p.59)

A Lista de Brett é um livro leve, doce, delicado que com certeza muita gente pode se identificar com várias partes e situações. Este livro tem sua dose de assuntos familiares, de dúvidas sobre a vida, de romance, de mistério, traição, perdão, bondade e discussões.
Os personagens são o mais real possível, embora Brett seja um pouco ‘avoada’ e doida. Uma coisa que me chocou foi a facilidade dela aceitar as adversidades em sua vida, talvez por eu não ter essa facilidade achei tão estranho, mas é notável na narrativa e em alguns exemplos de vida que conheço que isso é possível.
O fim do livro é inesperado porque nos surpreendemos com o que acontece e a forma como acontece, mas ao mesmo tempo é previsível já que Lori Nelson Spielman vai deixando dicas no decorrer da narrativa.

"Eu achei que a minha vida tinha sido despedaçada naquele dia, e isso realmente aconteceu, mas, tal como um membro fraturado, hoje ela está mais forte nos pedaços partidos, agora já cicatrizados." (p.346)

Enfim, eu achei A Lista de Brett um livro adorável, sim, está é a palavra que mais se encaixa ao sentimento que este livro me despertou e, analisando todas as minhas leituras desse ano, esta foi a leitura mais adorável que já fiz em 2014. Pela experiência ter sido tão gostosa e peculiar eu fico desejando um outro livro que me remeta a este sentimento. 
Detalhe: este livro me remeteu muito a livros que tem listas, bilhetes e cartas envolvidos (PS. Eu Te Amo, Um Amor para Recordar, Uma Carta de Amor), portanto, se você curte o estilo, certamente, irá se encantar com este livro.


*Este livro foi cortesia da Verus Editora, para saber mais sobre ele clique AQUI.

6 comentários:

  1. Eu gosto de livros que tem essa pegada da "Lista de Brett". Que nos convidam a repensar nossos vidas a nos perguntar se estamos mesmo vivendo do melhor jeito possível, do jeito que sonhamos... E sim, também amo quando a capa do livro além do linda dialoga com a história.

    Adorei a resenha, foi terna e me deixou com uma grande vontade de ler o livro.
    Pandora
    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Pandora!
      Obrigada pela visita e comentário, puxa eu acho, sim, que você deve ler esse livro é muito fofo e adorável. Definitivamente, faz refletirmos sobre nossa própria vida, fiquei até meio triste porque eu também já tive uma lista de sonhos e, bem... não consegui realizar tudo... dá vontade de voltar no tempo.

      xoxo
      Mila F.

      Excluir
  2. Oi Ca tudo bem amore?
    Quando surgiu esse livro para eu pegar na Editora, acabei por não pega-lo pois fiquei muto em dúvida mesmo! Porém lendo sua resenha me deu uma vontade de lê-lo, necessito de livros leves mas que possuam aquele conteúdo que te faz refletir, isso que acho bacana em muitos livros.
    Ótima resenha!
    Beijos
    http://livrosimaginarios.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Camila, que bom que gostou da resenha e fico feliz por tê-la incentivado a ler... eu achei esse livro uma fofura, era o que eu precisava ler nesse meu momento de vida... Indicadíssimo!

      xoxo
      Mila F.

      Excluir
  3. Olá Mila,
    também fiquei encantada com essa capa e a sinopse.... agora após sua resenha eu só digo uma coisa: quero esse livro pra ontem!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Adélia,
      não perca a oportunidade, esse livro é maravilhoso... amei, ameih, ameih...

      xoxo
      Mila F.

      Excluir

Muito obrigada pelo Comentário!!!!