Blogagem coletiva: PROFUNDO e INTENSO, de Robin York‏


Saudações Leitores!
A Editora Arqueiro junto com seus blogs parceiros estão promovendo uma blogagem coletiva sobre uma duologia PROFUNDO e INTENSO, de Robin York, que está lançando agora em março que tem um tema bastante importante, embora o livro seja ficção, este é mais um caso em que a ficção imita a vida e, o tema é um bem recorrente na mídia: vingança pornô (revange porn).

Com certeza, vocês já ouviram ou já presenciaram casos de vingança pornô, o mais comum é quando um ex-namorado inconformado acaba postando fotos nuas ou comprometedora da ex e isso deixa a vida da garota exposta numa verdadeira montanha russa. Não só pela situação em si, de ser exposta, mas pelo fato de - aparentemente - todos tomarem o direito de julgar, falar e humilhar a pessoa que está sofrendo.

"Ah, mas quem mandou tirar essas fotos?", sinto muito em dizer, mas isso não é da nossa conta, e não é porque as fotos foram tiradas que o ex pode postar e divulgar, os motivos da foto existir, neste caso, não contam, o que conta é você está compartilhando as fotos, denegrindo uma imagem, sendo que a nudez ou a intimidade de outras pessoas nada tem a ver com ninguém.

Robin York, autora dos livros, com certeza encontrou um assunto incrivelmente pertinente para ser abordado, discutido e principalmente mostra como as pessoas envolvidas sofrem com a situação: as consequências podem ser além de devastadoras, destruidoras!

Agora vamos conhecer mais um pouco sobre Profundo e Intenso

PROFUNDO: Caroline Piasecki vê sua vida se transformar em um pesadelo quando o ex-namorado espalha fotos dela nua na internet. De uma hora para outra, sua reputação é arruinada e o futuro promissor que a aguardaria após a faculdade já não parece tão garantido. Desesperada, ela tenta fazer com que as imagens sumam da rede e, ao mesmo tempo, procura se defender da multidão de pessoas que a julgam.
Um dia, quando um cara que ela mal conhece sai em sua defesa e dá uma surra em seu ex-namorado, tudo muda. À primeira vista, West Leavitt é a última pessoa de quem Caroline deveria se aproximar – ele tem um ar sombrio e ganha a vida de forma ilícita. Ela, por sua vez, é o tipo de garota que West sempre tentou evitar. Rica e privilegiada, jamais entenderia as dificuldades pelas quais ele já passou.
Mesmo com todas as diferenças, os dois se tornam amigos. Com Caroline, West sente que fará de tudo para ser um homem melhor, e ela encontra nele a força para reagir. Quando parece impossível resistir à paixão avassaladora, West e Caroline descobrem que às vezes a única opção que resta é ir mais fundo.

INTENSO: A vida de West Leavitt foi do céu ao inferno em poucos meses. Ele achava que era possível ter um futuro melhor, mas acabou retornando para os dramas diários de sua família. Agora, em meio a uma tragédia, o rapaz não sabe o que fazer para ajudar Frankie, sua irmã caçula. Quando ele está prestes a desmoronar, só uma pessoa lhe vem à mente: a jovem segura e determinada que ele um dia pensou merecer.
Longe dali, Caroline Piasecki sonha mais uma vez com West: a pele contra o seu corpo, o cheiro dele, a mão deslizando pela sua barriga... Mas sonhos são apenas sonhos. Ela sabe que o ex foi embora e não vai voltar. Por mais doloroso que seja, Caroline precisa se esquecer do tempo que passaram juntos. Até que seu celular toca e um West transtornado está do outro lado da linha. Sem pensar duas vezes, Caroline vai ao seu encontro.
Só que muita coisa mudou desde que eles terminaram. West tenta afastar Caroline de sua vida de todas as maneira...

VALE RESSALTAR!

No Brasil temos lei para isso, através da lei PL 2793/2011 sancionada em 2013, apelidada de Lei Carolina Dieckmann em decorrência do caso acontecido com a atriz e a sua luta em prol de justiça.
São crimes previstos pela lei e que cabem punição:
1) Art. 154-A - Invasão de dispositivo informático alheio, conectado ou não à rede de computadores, mediante violação indevida de mecanismo de segurança e com o fim de obter, adulterar ou destruir dados ou informações sem autorização expressa ou tácita do titular do dispositivo ou instalar vulnerabilidades para obter vantagem ilícita. Pena - detenção, de 3 (três) meses a 1 (um) ano, e multa.
2) Art. 266 - Interrupção ou perturbação de serviço telegráfico, telefônico, informático, telemático ou de informação de utilidade pública - Pena - detenção, de um a três anos, e multa.
3) Art. 298 - Falsificação de documento particular/cartão - Pena - reclusão, de um a cinco anos, e multa.
4) Art.154-B
A "Lei Carolina Dieckmann" entrou em vigor no dia 02 de abril de 2013.
Fonte: "PL 2793/2011". Câmara dos Deputados. Consultado em 15  de março de 2016.Conhecida como Lei Carolina Dieckmann.

2 comentários:

  1. acho super válido a editora abrir um espaço para promover essa discussão!
    os casos de exposição pública de algo intimo tem ganhado mais força com as redes sociais e internet em larga escala, ao passo de que as leis precisam ser ajustadas e prever punição, como no caso da nossa lei brasileira, o mais bacana é que essa divulgação maciça leva o diálogo e principalmente a informação!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo Thaila, achei a proposta da blogagem coletiva uma iniciativa fabulosa e que deveria seguir, pois promove um debate maior e um esclarecimento mais interativo e sobre assuntos tão ruins que devem ser expostos para que todos entremos na luta.

      xoxo
      Mila F.

      Excluir

Muito obrigada pelo Comentário!!!!