Resenha: "Chasing Spring" de R.S. Grey

Chasing Spring, R.S. Grey, Independent, 2016, 249 pág.

Saudações Leitores!
Não sei muito bem por onde começar, pois Chasing Spring me bombardeou com um arsenal de emoções, e o mais incrível é que quando comecei a ler eu nem sabia muito bem o que esperar, apenas estava na Amazon olhando livros e me deparei com ele, o título e a capa me fizeram sofrer de amor a primeira vista.  Escrito por R.S. Grey e publicado de forma independente, eu não conhecia a escritora, mesmo ela já tendo escrito diversos livros (os quais agora quero ler todos)

Infelizmente Chasing Spring  não tem tradução para o português, no entanto o inglês não é tão difícil, mas é necessário, sim, ter um bom entendimento do idioma para poder acompanhar a história. Chasing Spring me fisgou logo no prólogo, ali a narrativa prende o leitor, e por vezes temos capítulos narrados por Lilah e outras vezes por Chase, que é o casal de personagens principais.
Vamos acompanhar a história da jovem Lilah Calloway, que se vê obrigada a voltar para Blackwater, Texas, para terminar seu último ano escolar, a jovem é atormentada por seu passado que tem várias feridas ainda não cicatrizadas. Lilah está envolta em escuridão, tristeza e inseguranças. Quando ela se muda para a casa do pai em Blackwater, descobre que Chase Matthews - seu amigo de infância - também está se mudando para a casa dela, para se afastar do pai alcoólatra. 

Quando Lilah foi morar com sua tia em Austen a amizade dos dois foi quebrada e, portanto, agora quando ela volta para Blackwater ela pretende manter distância de Chase, até porque ele conhece os piores segredos da vida de Lilah, sobretudo, aqueles que ela quer esquecer.
A relação de Lilah e Chase não é nada fácil, na verdade, Lilah está sempre soltando farpas ou ignorando o rapaz, que é sempre um fofo com ela e com o pai dela. Lilah passa a se envolver em diversos problemas e a seguir alguns passos da mãe. Nesse ínterim Chase se torna um verdadeiro herói para Lilah.

Chasing Spring aborda muito o tema família, relações de amizade e amor, mas sobretudo a fachada que pode ser a vida de algumas pessoas, já que todos querem passar que tem uma vida perfeita, mas no fundo sempre há segredos que maculam a perfeição da vida. Por ter uma vida tão imperfeita Lilah procura descobrir os segredos mais negros de todas as pessoas de sua cidade e usá-los em benefício próprio.
Adoro começar a ler um livro e me ver surpreendida pela facilidade com que me apeguei a história e aos personagens. Foi isso que aconteceu durante minha leitura de Chasing Spring me apeguei aquilo que eu estava lendo que passei a conviver do lado de Lilah e Chase, entendi o lado de ambos, os medos juvenis, os anseios, as descobertas, o amor e o ódio, além disso, conhecer o lado sombrio das famílias de ambos tornou o significado das ações do casal ainda mais compreensível e coerente. 

Não conhecia o livro, nem a escritora R.S. Grey, mas agora que conheço fico surpresa por este livro tão bom ainda não ter sido comprado e traduzido para nosso idioma, afinal já li muitos outros livros traduzidos que não chegam nem aos pés de Chasing Spring. Bom seria que alguma editora nacional descobrisse a obra e a escritora e fizesse a tradução e venda do exemplar, assim daria a oportunidade de muitas outras pessoas poderem conhecer essa linda e envolvente história.

0 comentários:

Deixe seu comentário

Muito obrigada pelo Comentário!!!!