Resenha: "O Outro Cão que Guarda as Estrelas" de Takashi Murakami

O Outro Cão que Guarda as Estrelas, Takashi Murakami, Sao Paulo: JBC, 2015, 176 pág
Tradução: Denis Kei Kimura

Saudações Leitores!
O Outro Cão que Guarda as Estrela (Zoku Hoshi Mamoru Inu) é considerado um Spin-off de O Cão que Guarda as Estrelas, também escrito por Takashi Murakami, logo após o sucesso do primeiro volume (lembrando que os mangás podem ser lidos individualmente).
Neste mangá, vamos acompanhar a história do outro cãozinho abandonado junto com Happy (o do mangá O Cão que Guarda as Estrelas) só que é o cãozinho que fica por ter uma saúde debilitada, mas ele é encontrado por uma idosa rabugenta que o adota só para vê-lo morrer e incentivá-la a morrer também. No entanto, esse cãozinho acaba se recuperando e também servindo de inspiração para a velha ranzinza e o melhor: muda as atitudes e expectativas da idosa.
Mas a estória do irmãozinho de Happy é algo que serve como uma ponte entre as outras estórias: a que está no mangá O Cão que Guarda as Estrelas e a que segue em O Outro Cão que Guarda as Estrelas, assim, aqui, também vamos acompanhar a trajetória do garotinho que roubou um senhor que só lhe ajudou (o Papai presente em O Cão que Guarda as Estrelas) a fim de ir encontrar-se com seu avô já que ele está praticamente abandonado pela mãe e sofrendo.
Nesse meio tempo, ele entra numa jornada e durante ela encontra um cachorrinho de raça pug e o rouba para lhe acompanhar, assim faz uma amizade importante e para toda a sua vida, já que o cachorro passa a lhe amar e ser fiel.
Essa história também emociona muito e, como eu disse, pode ser lida sem a necessidade da leitura do mangá anterior, mas creio que esses detalhes que citei só serão perceptíveis para quem leu O Cão que Guarda as Estrelas e são esses detalhes que deixam o leitor ainda mais emocionado, porque percebemos que todos os personagens tiveram suas vidas modificadas e acalentadas por esses anjos de quatro patas. 
Tanto O Cão que Guarda as Estrelas, quanto O Outro Cão que Guarda as Estrelas são mangás sensíveis e emocionantes, ambos podem ser lidos de uma sentada só e em menos de uma hora de tão agradáveis. Por exemplo: eu os li em uma única manhã, um seguido do outro e amei a experiência, portanto, fica aqui a dica de leitura, sobretudo para quem ama mangás e bichinhos de estimação.

0 comentários:

Deixe seu comentário

Muito obrigada pelo Comentário!!!!