Resenha: "Orange, vol.1" de Ichigo Takano

Orange, vol. 1, Ichigo Takano, São Paulo: JBC, 2015, 224
Tadução: Naguisa Kushihara

Saudações Leitores!
Orange originalmente publicado em 2012 é uma série composta por 5 volumes, os mangás foram escritos por Ichigo Takano e segue a vertente de mangá shoujo. Esse mangá fez um sucesso estrondoso no japão, tanto que conta com uma adaptação cinematográfica, live action (2015) e um anime (2016).

O primeiro volume de Orange é praticamente a introdução dos personagens e do tema. Conhecemos Naho Takamiya que recebe uma carta do "Eu" dela do futuro e nessas cartas, aqui teremos em xeque 4 cartas enviadas onde Naho do futuro dirá coisas que acontecerão para a Naho do presente e coisas que ela deve fazer para que evite os inúmeros arrependimentos que ela terá no futuro.

Além de Naho vamos acompanhar também a história de vida dela com os seus amigos: Azusa Murasaka; Takako Chino; Saku Hagita; Hiroto Suwa e com o mais novo integrante do grupo e aluno da escola Kakeru Naruse.

_ Se sempre ficar "aguentando" tudo... vai sempre sair perdendo.
_ Se for para perder sozinha, sem problemas. Eu só não quero atrapalhar os outros. Só eu vou precisar aguentar e ninguém vai perceber. Foi assim que eu sempre fiz.
_ Eu percebo. E eu... me preocupo. (p.46)
As cartas que a Naho do futuro manda para a Naho do presente tem tudo a ver com a chegada de Kakeru Naruse na cidade de Matsumoto, pois os maiores arrependimentos de Naho são em relação a ele.Nas cartas ficamos a par que Kakeru cometerá suicídio, mas que Naho e seus amigos poderiam ter olhado com mais atenção para  Kakeru e talvez até evitado, portanto, Naho precisa a todo custo tentar mudar o futuro.
Nesse primeiro volume acompanhamos os lanços de amizade sendo construídos e o surgimento do primeiro amor, mas também o silêncio dos sentimentos o que levam tanto Naho e Kakeru a cometerem alguns erros, como o fato de Kakeru começar um relacionamento com a veterana Ueda e assim partir o coração de Naho.
O futuro do Kakeru poderia ter sido salvo. Se tivéssemos olhado melhor por ele... se não tivéssemos deixado ele só... talvez ele não tivesse escolhido o céu no lugar da gente.(p.112)
Se você pudesse saber o que aconteceria no futuro e pudesse apagar os arrependimentos, você o faria? Acha que mudar algumas coisas pode mudar o futuro? Orange vem tratar desses questionamentos filosóficos existenciais e que nos remetem a reflexão de que temos apenas uma vida: será que temos o direito de errar? Quando iremos aprender que a vida que levamos hoje não é um rascunho e sim a obra completa?
Ichigo Takano nos faz refletir tanto nas consequências de nossos atos, na profundidade dos acontecimentos quando simplesmente decidimos calar ou ocultar pensamentos e sentimentos e até que ponto conseguimos viver com arrependimentos.

Esse mangá é lindo, delicado, fofo, doloroso, agoniante e triste; realmente não sei o que esperar dos próximos volumes, mas sei que irei chorar, me surpreender, ficar com o coração partido... irei, sim, compartilhar dos mesmos sentimentos dos personagens enquanto morar nestas páginas.
Acho que viver sem arrependimentos é uma coisa difícil, mesmo sabendo o futuro... ainda sou eu quem faz as escolhas. (p.159)

0 comentários:

Deixe seu comentário

Muito obrigada pelo Comentário!!!!