Resenha: "Sempre Haverá Você" de Heather Butler

Sempre Haverá Você, Heather Butler, São Paulo: Novo Conceito, 2017, 256 pág.
Tradução: Denise Tavares Gonçalves

Saudações Leitores!
Sempre Haverá Você (Us minus mum) é um livro tocante e tem uma narrativa peculiar, como se o livro fosse o diário da personagem principal, um garotinha chamado George. Agora eu pergunto: será que existe alguém que não se emociona com livro com personagens infantis?
Nessa história, George vai nos contando seu dia a dia, suas descobertas infantis e suas proezas e peraltices com seu irmão e seu cachorro. Tudo vai bem até que ele descobre que sua mãe tem câncer e esse tipo de doença é algo muito complicado de se explicar para uma criança: explicar que sua mãe irá morrer.

George fica sem chão com a descoberta e ao mesmo tempo não consegue entender o que está acontecendo, mas vê sua mãe aos poucos ficar mais e mais debilitada e assim deixar de brincar com ele e o irmão, de cozinhar, de sair com os filhos.
Confesso que foi bastante doloroso ler o sofrimento de George e que, mesmo sendo uma história escrita com uma delicadeza que só a "voz" de uma criança poderia dar, é assustador imaginar que essa história pode ser a realidade de muitas pessoas: ter que conviver com pessoas com câncer, perder entes queridos, crescer sem uma mãe por perto, é como se sempre fosse faltar uma parte do corpo, uma parte da alma, sabe?
Pode até parecer bobagem, mas histórias assim me comovem, gostei muito de Sempre Haverá Você sobretudo pelo tom inocente que expôs um assunto tão pesado, a forma como foi contada com capítulos curtos, quase como um diário também foi dinâmica e facilitou a leitura.

Todo o conjunto desse livro foi uma ferramente importante para sua apreciação, no entanto, não sei se indico este livro para todos os leitores, pois traz esse assunto que pode ser espinhoso para quem viveu, vive ou conhece alguém que passa por uma situação semelhante.

0 comentários:

Deixe seu comentário

Muito obrigada pelo Comentário!!!!