Resenha: "A Promessa da Rosa" de Babi A. Sette

A Promessa da Rosa, Babi A. Sette, Barueri, SP: Novo Século, 2015, 423 pág.
COMPRAR: Amazon

Saudações Leitores!
A Promessa da Rosa, foi escrito pela brasileira Babi A. Sette e não é bem um lançamento, mas somente agora que uma amiga me encheu muito para ler que li, aliás, como não tenho o livro físico e não fazia ideia se gostaria comprei o e-book. Babi A. Sette é uma das principais autoras de romance de época do Brasil, seus livros já publicados são: Entre o Amor e o Silêncio, O Despertar do Lírio, Senhorita Aurora e Não me Esqueças. Aliás, existe um spin-off (conto) de A Promessa da Rosa que se chama A Sombra da Rosa (preciso ler!).

Já estou meio cansada de dizer por aqui, e vou parar de dizer isso, mas não sou fã de romance de época, acho sempre clichê e muito batido, mas uma amiga falou tanto é tão bem de A Promessa da Rosa, afirmando - categoricamente - que ele era imprevisível e diferente de qualquer outro romance de época que leu, que eu pensei: "Ok, vamos lá!"
Após a leitura só posso dizer isto: Nenhum romance de época foi capaz de me surpreender tanto quanto este! Fui ler bem cética, mas amei, me surpreendi e não consigo falar nada mais além de FODA. Quem me acompanha no Instagram e/ou Twitter deve ter visto minhas postagens surtando durante a leitura.
"Sempre foi esse o problema em vestir saias. Ela gostava demais da queimação do perigo, da emoção, de poder ser descoberta, daquele estado excitante em que entram todos os sentidos diante de um desafio - suor nas palmas das mãos, calor das bochechas, frio entre as costelas. Às vezes, até mesmo, um formigar por cima da pele e um tremor nas pernas. Seja o desafio qual fosse. Gostava de todos eles."
De início fui cética pois: a narrativa é  ambientada  em  Londres, berço dos romances  de época  (já imaginei que  seria  mais do mesmo) e acompanhamos Kathelyn que acaba sendo a típica garota dos romances de época que querem quebrar a convenção social da época (aí que clichê), depois, em um baile de máscaras ela conhece um homem, o duque Belmont, genioso, solteirão sedutor e cobiçado além de pooooooodre de rico (está feito o par romântico e protagonista de cenas picantes de deixar qualquer um excitado) (Mas clichê e clichê) é obvio que ele se apaixona pelo espírito livre de Kathy (alguma novidade?). 
"Um baile de máscara é tão atrativo porque ele evidencia a nossa necessidade de fingirmos ser quem não somos. Por proteção ou por diversão ou por qualquer que seja o interesse... Quando vestimos uma, esquecemos por um tempo aquelas que levamos naturalmente e nos permitimos sermos mais... O que somos."
Pronto acabou o senso comum de romances de época, tudo o que vai se desenvolver após minhas explicações acima será inusitado, improvável, imprevisível, chocante e inimaginável. Eu não quero estragar a leitura de quem ainda não leu este romance, então não arrisco falar mais, só quero fazer algumas considerações: Kathy come o pão que o diabo amassou, mas em cima de um salto 15cm.
"Maldição, o cheiro de rosas era o principal culpado. Ela estava ferida e ele só conseguia imaginá-la sem roupa, com os cabelos soltos jogados no travesseiro, com ele por cima dela, com ela por cima dele, em volta dele. Gemendo e gritando de prazer."
Antes de começar a ler A Promessa da Rosa você precisa saber que:
a) Se você gosta de romance de época, este vai se tornar o seu favorito;
b) Se você, durante a leitura, imaginar algo, com certeza NÃO será o que você imaginou;
c) Você vai amar os personagens;
d) Você também vai odiá-los;
e) Nenhum outro livro e/ou nenhum outro romance te preparou para cada "tiro", "porrada" e "bomba" presentes em A Promessa da Rosa;
f) Você vai ficar apaixonadinha pelas partes românticas e declarações;
g) Vai Rir de muitas situações engraçadas.
h) Vai se surpreender tanto, tanto que não terá outra opção a não ser Favoritar este livro.
"_Eu não pertenço a ninguém _Tudo o que mais temeu estava ali, jogado na cara dela. _Eu não sou um objeto ou um cavalo, eu não pertenço a você _olhou para o pai _e nem a você _terminou olhando para o duque. Correu para dentro de casa."
Para finalizar, deixo expressa minha indicação de leitura A Promessa da Rosa é surpreendente, o tipo de livro que vai te acompanhar mesmo quando você fechar as páginas de tão marcante que é. Fãs de romance de época o que vocês estão esperando? Quer ler algum romance de época? siga esta dica. Não gosta de romance de época? Experimente este. SIMPLESMENTE LEIAM ESTE LIVRO!
"A sociedade jamais levantaria a defender uma mulher quando um homem a acusa. Sabe quem nos condena? Nós mesmas nós. As mulheres, condenamos umas às outras a honra ou a desgraça. Como a honra sempre está a favor da palavra do cavalheiro, não nos resta apelo algum."

0 comentários:

Deixe seu comentário

Muito obrigada pelo Comentário!!!!