Série: Memórias de Alhambra

segunda-feira, fevereiro 25, 2019

Saudações Leitores!
Ao longo de algumas semanas fiquei absolutamente obcecada por Memórias de Alhambra, tanto que não via a hora da Netflix ir disponibilizando os episódios e quando saia no streaming não pensava duas vezes em assistir imediatamente.

Memórias de Alhambra
Título Original: Alhambeura Goongjeonui Chooeok (알함브라 궁전의 추억)
Roteiro: Song Jae Jung
Direção: Ahn Gil-Ho
Duração: 1120 min (16 episódios)
Gênero: Drama, Fantasia, Romance
Ano: 2018
País de Origem: Coreia do Sul

SINOPSE: Em busca do criador de um jogo de realidade aumentada, um executivo coreano vai à Espanha. Lá, ele embarca numa estranha jornada com a irmã do homem que procura.
FIQUEI VICIADA NA SÉRIE
Sou grande fã de Doramas, ou Dramas Coreanos/Asiáticos e, por já ter assistindo uma boa cota deles, acabei sendo cativada por alguns atores, e o casal protagonistas desse drama são atores que admiro de outras séries que já assisti, então admito - sem vergonha nenhuma - que fui assistir a esse drama por conta dos atores, já que a sinopse mesmo não me chamou nenhum pouco a atenção, pelo contrário, fez eu virar a cara. Parecia tão bizarro.
Contudo, percebi que sair da zona de conforto, dar oportunidade a outros "gêneros" pode nos reservar boas surpresas. Foi isso que aconteceu imediatamente ao apertar o play nessa série. A proposta era bastante inusitada e atrevo-me a dizer que nunca assisti algo nesse estilo que me surpreendesse tanto, para completar, o enredo, a forma não linear, as atuações, tudo "casou" tão bem com o que a série se propôs.

Tinha momentos que minha cabeça embaralhava com tantas informações e detalhes, mas depois conectava alguns fatos e tudo se esclarecia. Sério: o criador e o roteirista dessa série são geniais!
SHIPPEI FORTE O CASAL PRINCIPAL
O romance nesse drama teve um ponto alto, mas não foi, necessariamente, o foco da série, achei um romance maduro, sem mimimis, sem aquelas dúvidas do tipo: eu o amo? eu a amo? O casal era bem decidido e tiveram várias cenas tão fofas que me fizeram suspirar loucamente. Aliás queria que tivessem tido mais cenas fofas entre os dois.
SOBRE O LANCE JOGO COM REALIDADE AUMENTADA
Jurava que ia detestar todo esse lance de jogo que a série propunha, mas o negócio foi tão envolvente, que era quase como se eu estivesse jogando junto com os personagens em suas realidades aumentadas, eu achei tão incrível que ficava ansiando pelas partes com mais detalhes sobre a "missão", como um jogo de RPG - que de longe eram os meus favoritos quando jogava.

Sem contar que adorei os efeitos especiais do drama, porque, sinceramente, de todos os dramas que já assisti - e já foram muitos, meu povo - esse foi o que mais apresentou efeitos especiais e foram absolutamente convincentes. Sério.

Enquanto assistia e esperava os episódio saírem na Netflix, consegui indicar a série para boa parte dos meus amigos, porque quando a série é boa a gente indica geral, não é mesmo?
Quando cheguei aos três últimos episódios da série é que senti uma quebra do ritmo no drama, algumas coisas também ainda restavam para serem explicadas e teve alguns fatos que não me convenceram (como terem lançado o jogo, mesmo depois de todo o ocorrido). Para completar o último episódio foi um pouco frustrante com o acontecimento final que deixou todo um ponto de interrogação, como se a série precisasse de uma nova temporada ou como se não houvesse solução para o ocorrido.

Pois é meu povo, continuo amando Memórias de Alhambra e já quero assistir tudo de novo, mas vou admitir para vocês que o final foi um verdadeiro balde de água fria, não fez jus à série que foi tão maravilhosamente desenvolvida, mas mesmo com este final insosso, a série ainda é uma das minhas favoritas, com certeza.

  • Share:

You Might Also Like

0 comentários

Muito obrigada pelo Comentário!!!!