As Brumas de Avalon (Filme)

sexta-feira, maio 17, 2019

Saudações Leitores!
Sei que vocês já devem estar cansados de verem posts sobre As Brumas de Avalon, aqui no blog e nas outras redes sociais, mas quando uma série é boa a gente precisa mesmo enaltecer, não é? Além do mais, hoje o post não é sobre o livro, mas sobre um filme feito especialmente para a televisão (aliás, o filme foi exibido em formato de minissérie) e já que assisti precisava comentar com vocês, afinal este filme foi baseado na obra de Marion Zimmer Bradley.

As Brumas de Avalon
Título Original: The Mists of Avalon
Direção: Uli Edel
Duração: 183 min
Gênero: Drama, Fantasia
Ano: 2001
País de Origem: Alemanha , Estados Unidos da América, República Checa

SINOPSE: Uma sacerdotisa prepara o nascimento de Arthur, que viria a se tornar rei para comandar a Bretanha e salvar Avalon. Com Joan Allen, Anjelica Huston e Julianna Margulies.

FIEL AO LIVRO NÃO É, MAS DÁ PRA MATAR A SAUDADE DE AVALON
É quase impossível uma adaptação ser fiel a obra literária, não é mesmo? Então isso também acontece por aqui, apesar de ter sido inspirado no livro de Zimmer, o filme mostra praticamente uma versão da história de Zimmer.

Tal ponto pode, sim, incomodar muito. Em vários momentos me peguei incomodada, sobretudo porque mudaram bastante a personalidade dos personagens, mas de certa forma, eu consegui ver esse filme como um presente, uma forma de "matar" a saudade que eu estava dos livros, da história, dos personagens, então consegui me conformar (não completamente, claro).
O QUE HÁ DE DIFERENTE?
São tantos pontos diferentes que fica meio difícil comentar todos, mas a principal mudança do livro para o filme foi a personalidade dos personagens, com isso mudado, muitas coisas acabaram ficando diferentes do livro, por exemplo:
Morgana não é tão manipuladora, calculista e cruel quanto nos livros
O Rei Artur não é tão manipulável e inocente quanto no livro (isso eu gostei).
Viviane também não é a vilã do filme e teve um fim bem diferente ao dos livros.
Guinevere é calma, e compreensiva, coisa que nos livros nunca foi.
Lancelote não é apaixonado por Artur, apenas por Guinevere.
O Merlin se tornou um bom velhinho, coisa que no livro ele não é.
Morgause se tornou a vilã cruel e diabólica, isso foi uma grande surpresa, porque no livro ela é apenas manipuladora, mas ela não tem muita culpa dos acontecimentos envolvendo o futuro da Bretanha, como aqui no filme.

O QUE NÃO TEM NO FILME?
Essa é uma parte que me deixa um pouco angustiada, pois tantas coisas incríveis ficaram de fora:Os padres cristãos tem um papel muito grande nos livros e no filme não foram quase mencionados!
A forma como Guinevere foi dada em casamento para Artur não apareceu, foi diferente.
Morgana se casou de forma totalmente diferente do que tinha no livro e para completar ela não tem que cuidar dos filhos do marido, já que no filme eles nem existem! Isso é revoltante.
A morte de Acolon pouco teve a ver com as tramoias de Morgana.
Lancelote se casa, mas depois disso sua esposa e seu casamento JAMAIS são mencionados e tão pouco seus herdeiros. Aff.
Não existe um novo Merlin.
Não tem nada falando sobre o Santo Graal.
E inúmeras outras mudanças e cortes de coisas que tem no livro.
MAS NEM POR ISSO FICOU RUIM
Quem leu minhas considerações acima pode até pensar que não gostei do filme/minissérie, mas não é verdade, eu gostei, é bom, me diverti, matei a saudade, mas como li a obra e amei cada detalhe, cada tramoia, cada coisinha, fiquei ligeiramente chateada pelas mudanças

Outro ponto que, provavelmente, me fez amar o filme foi a escolha dos atores para representarem os personagens: Juro que eles foram quase semelhantes aos que eu tinha imaginado, excetuando Lancelote, eu tinha feito uma imagem mental dele durante minha leitura bem diferente do ator que o interpretou.
Em suma, foi uma produção que me satisfez, mas creio que poderia ter sido bem melhor, sobretudo em algumas partes que foram bem corridas e não muito explicadas como o que temos no livro. Acho que não quiseram estender tanto o filme e pularam muitas explicações, deixaram muita coisa de fora.

Só digo mais uma coisa: já quero assistir novamente, porque eu achei tão foda a escolha dos atores, achei tão sensacional que eu preciso ver suas atuações novamente. É sempre assim quando a gente gosta quer dar replay quase imediatamente após terminar de assistir.

  • Share:

You Might Also Like

0 comentários

Muito obrigada pelo Comentário!!!!