Resenha: Teto para Dois - Beth O'Leary

segunda-feira, janeiro 06, 2020

Teto para Dois, Beth O'Leary, Rio de Janeiro: Intrínseca, 2019, 400 págs
Tradução: Carolina Selvatici
COMPRAR: Amazon | Outras Lojas

Saudações Leitores!
Teto para Dois (The Flatshare, 2019) escrito pela inglesa Beth O'Leary foi, para mim, uma das maiores surpresas de 2019.

Peguei o e-book para ler na expectativa de que seria uma leitura leve e divertida, afinal, pela sinopse, deixava a entender isso: algo como um chick-lit, a surpresa é que apesar de ser um livro fluído e divertido, há temas bem importantes e pesados abordados em suas páginas.

Em Teto para Dois vamos acompanhar Tiffy Moore e Leon Towney, um dos casais protagonistas mais amorzinhos que conheci.

É preciso dizer uma coisa sobre o desespero: ele deixa a cabeça da gente muito mais aberta.


Tiffy está saindo de um relacionamento conturbado, cheio de idas e voltas com seu ex, que decidiu, dessa vez, despejar a jovem de seu apartamento. Então, Tiffy precisa urgentemente de um lugar para ficar, porém, ela tem várias dividas e o local precisa ser barato.

Leon Towney decidiu que precisava dividir seu apartamento para conseguir uma grana extra, já que ele tem algumas dívidas a mais e, como ele trabalha a noite toda ele achava que poderia dar certo arranjar alguém para dividir as despesas.

Estou começando a achar esquisito o fato de sermos amigos sem nunca termos nos encontrado. E é exatamente o que sinto: que somos amigos. Não acho que poderia ser diferente, já que estamos sempre ocupando o espaço um do outro.

É nesse meio tempo que Tiffy vê o anúncio de Leon no jornal e, por ter um preço acessível, ela resolve arriscar entrar em contato para dividirem o apartamento em horários completamente diferentes, o que faria com que eles nunca se vissem.
A situação parece super bizarra: Leon e Tiffy dividem o mesmo apartamento, mas nunca se encontram, na realidade nem sequer se conhecem, mas passam a conversar por meio de bilhetes e post-its espalhados pela casa.

Enquanto tiro os Post-its e os pedaços de papel presos com fita de armários, mesas, paredes e (em uma ocasião) da tampa da lixeira, eu me pego sorrindo. Foi uma maneira estranha de conhecer Leon, escrever todos esses bilhetes nos últimos meses, e meio que aconteceu sem que eu percebesse.

A proposta de Teto para Dois é extremamente fabulosa e eu fiquei super ansiosa pela parte clichê onde os dois iriam se encontrar finalmente. Quando isso acontece é a da forma mais inesperada e sensacional possível e me rendeu uma boa risada.

Porém, Teto para Dois não é apenas um livro divertido e fofinho, como esperei que fosse, na verdade ele dá um tapa na nossa cara por conta dos temas pesados que aborda e tem a ver com os dramas pessoais de Leon e Tiffy, ambos estão passando por situações tensas e encontram um no outro uma rede de apoio muito importante para lidar com as situações.
Os temas mais densos abordados em Teto para Dois foram tão divinamente desenvolvidos e de uma forma que eu ainda não tinha visto em nenhum livro que já li e achei que tanto foi um tapa na cara como uma puxada de orelha para que possamos enxergar alguns sinais que deixamos passar despercebidos em questões de relacionamentos e amizade.

Para finalizar, preciso dizer que além de bem escrito, narrativa fluída, personagens extremamente cativantes, temas pertinentes e bem desenvolvidos era praticamente inevitável que Teto para Dois não se tornasse um dos meus livros favoritos do ano.

Lembro a mim mesmo que não posso salvar ninguém: isso está nas mãos da própria pessoa. O melhor que podemos fazer é ajudar quando elas estiverem prontas.

Ao finalizar a leitura fiquei desejando ter um exemplar físico desse livro, porque é o tipo que vezenquando a gente fica querendo revisitar. Já coloquei na minha lista de futuras compras.

COMPRAR: Amazon | Outras Lojas

  • Share:

You Might Also Like

0 comentários

Muito obrigada pelo Comentário!!!!