Séries Assistidas em Julho 2020

terça-feira, agosto 11, 2020

Saudações Leitores!
Séries foi um ponto bem sensível no mês de julho, apesar de estar acompanhando alguns dramas (no entanto os episódios ainda estão sendo liberados), não tive muito tempo e nem sucesso para acompanhar com mais afinco as séries que já tem todos os episódios disponíveis.

Porém, mesmo diante desse panorama complicado eu assisti uma série, na verdade está mais para uma minissérie, só que ela foi muito especial (literalmente), então vem conferir!


Special (1ª Temporada)

Título Original: Special (Season 1)
Gênero: Comédia. Drama. Romance.
Duração: 130 min. (8 episódios)
Ano: 2019
País de Origem: Estados Unidos
Minha Avaliação 
Sinopse: Um manifesto que destaca a hilariante e reconfortante história de um homem gay lidando com paralisia cerebral leve, que reescreve sua identidade como vítima de acidente, a fim de alcançar a vida que ele sempre sonhava em ter.

O QUE ACHEI

Já faz um tempo que tinha essa série na minha lista para assistir na Netflix e finalmente zapeando pela lista resolvi apertar o play: qual foi minha surpresa?

A série é mais uma minissérie, tem apenas 8 episódios de 15 minutos. Fiquei CHOCADA, porque eu não sabia disso, então pensei: "Por que diacho não observei isso antes? Eu já teria maratonado!". Foi o que resolvi fazer em uma noite que não conseguia ler e a única coisa que conseguiria me manter acordada por mais tempo era uma série!

Definitivamente, fiquei encantada por Special que foge completamente ao clichê ou padrão americano, entretanto, é algo completamente pertinente para a Netflix que tem apostado em coisas fora da caixinha 👏 ou seja, a série tem uma premissa absolutamente fora do comum, ao passo que é muito real e dá margem para reflexões múltiplas.

A série mostra a vida de um homem com limitações em seu cotidiano por ter paralisia cerebral, mas que não o torna imprestável como muita gente pode pensar de pessoas que tem o mesmo problema.

Tudo isso ainda é intensificado por conta do personagem ser gay e ter que lidar ainda mais com este estigma social, principalmente por ainda ser virgem e morar com a mãe super protetora. Só o que falei nesse parágrafo já explora várias problemáticas e temas.

Mas a jornada desse personagem é ainda mais intensa do que aparenta, mesmo com episódios de apenas 15 minutos: temos ele aprendendo a lidar com ele mesmo, com a sociedade, com seus desejos, suas inseguranças e o preconceito que sofre quando as pessoas sabem de sua paralisia cerebral, então ele acaba tendo que esconder isso e vai perceber que meias-verdades não o possibilitam viver plenamente.

O mais impressionante é que Special não vai explorar a vida apenas deste protagonista, mas de todos que interagem com ele, sua dinâmica família, profissional e amorosa: Suas Descobertas!

Tudo bem.... apenas 15 minutos em cada episódio é pouco, ficamos querendo mais, até porque acaba explorando de forma rasa todos os arcos, mas nem por isso a série deixa a desejar, inclusive porque tem um tom super engraçadinho e fofo, então não vemos, em momento algum, nosso protagonista como vítima e nem vilão (porque a vida real não podemos definir as pessoas dessa maneira), mas sim como uma pessoa como qualquer outra: acertando, errando, se apaixonando, se frustrando, criando expectativas, magoando e sendo magoado. APRENDENDO.

Ao final da temporada eu estava com um quentinho no coração e desejando mais, muito mais! Para a felicidade total, dona Netflix já confirmou uma segunda temporada, então... tô feliz e aguardando.

ENTÃO, VOCÊ JÁ ASSISTIU E JÁ CONHECIA SPECIAL? POR FAVOR, SE VOCÊ JÁ ASSISTIU ME CONTA O QUE ACHOU, SE VOCÊ QUER ASSISTIR TAMBÉM ME FALA.... ALIÁS, VÁ LOGO ASSISTIR PORQUE VALE SUPER A PENA!

  • Share:

You Might Also Like

0 comentários

Muito obrigada pelo Comentário!!!!