SOCIAL MEDIA

A Sala das Borboletas - Lucinda Riley (resenha)

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2021

A Sala das Borboletas. Lucinda Riley. São Paulo: Arqueiro. 2019. 496 págs.
Tradução: Alves Calado
COMPRAR: Amazon | Outras Lojas

A Sala das Borboletas é uma verdadeira lição de vida e amor em forma de livro!

Saudações Leitores!

A Sala das Borboletas (The Butterfly Room, 2019) é mais um livro da escritora irlandesa Lucinda Riley, umas das minhas escritoras favoritas, diga-se de passagem, então, sempre que tiver oportunidade de ler a autora irei abraçá-la.

É impressionante como os livros de Lucinda Riley sempre me tocam de uma maneira diferente e trazem uma experiência completamente nova, mesmo estando "acostumada" com o estilo de narrativa da escritora, por exemplo, quando peguei A Sala das Borboletas não consegui parar até terminar a leitura de quase 500 páginas!

Nesse volume vamos acompanhar a história de Posy que já é uma senhora de quase 70 anos e vive numa mansão chamada Admiral House, no entanto, manter a mansão exige muito dinheiro e Posy terá que tomar a difícil decisão de vendê-la, já que não tem dinheiro para reformar, porém, sofre ao pensar nessa possibilidade pois a propriedade está há mais de 100 anos em sua família.

Com essa difícil decisão para ser tomada por Posy, ainda neste volume vamos acompanhar as histórias dos filhos dela: Sam e Nick que tem seus problemas e frustrações. Sam é casado com Amy, mas vive uma ida difícil porque seus negócios nunca vão para frente o que acaba fazendo com que Amy (esposa) sustente a casa. Já Nick está envolto em dúvidas sobre voltar para Inglaterra após mais de 10 anos morando na Austrália e sendo um homem bem sucedido por lá.

O mais incrível e também algo que já faz parte das narrativas de Lucinda Riley é que em A Sala das Borboletas vamos acompanhar dois tempos de narrativa: uma que se situa no passado - contando a infância, amadurecimento e formação de Posy -, e outra no "presente" falando sobre os dilemas de Posy com seus quase 70 anos além dos problemas de seus filhos, ao passo que também traz um amor do passado de Posy que irá colocar em cheque grandes revelações e segredos virão à tona.

Como estava com saudades de ler Lucind Riley e poder A Sala das Borboletas foi um verdadeiro presente, amo como a escritora consegue alternar entre passado e presente, nos fazer ficar envolvidos com todos os acontecimentos e personagens de cada tempo em que a narrativa está.

Além desse aspecto, em A Sala das Borboletas levantou várias outras questões bastante contemporâneas e que desde de sempre são temas recorrentes, mas que antes eram considerados mais tabus ou eram tratados com mais discrição dentro das famílias.

E para fechar com chave de ouro Lucinda Riley sempre fala de amor em seus livros e de como devemos seguir o coração porque são nossos sonhos e anseios que nos levam para o caminho da felicidade. Sem dúvida, durante toda a leitura de A Sala das Borboletas me vi diante de grandes lições de vida e amor que merecem ser compartilhadas, por conta disso, claramente, super indico o volume. Boas Leituras!

COMPRAR: Amazon | Outras Lojas


Um comentário :

  1. Oi Mila!
    Não tem como, eu amo os livros da Lucinda. Minha vontade era ter todos, mas por hora não posso.
    Ainda não li esse, mas lerei.
    Beijos

    Quanto Mais Livros Melhor

    ResponderExcluir

Muito obrigada pelo Comentário!!!!

Instagram