Resenha: “O Monstrologista” de Rick Yancey

Saudações Leitores!
Como prometi, mais uma resenha de um dos livros que indiquei para quem quisesse ler. Livro que fiquei super empolgada apesar de não fazer meu gênero, mas puxa, o livro vale todas as 474 páginas que tem. Em nenhuma delas pensei em desistir, pelo contrário, a cada página ficava mais e mais descontrolada para ler.


O Monstrologista, Rick Yancey, São Paulo: Farol Literário, 2011, 474 pág.
Traduzido por Ana Carolina Mesquita         

“The Monstrumologist” foi publicado originalmente em 2009, trata-se de um livro de ficção científica escrita pelo americano Rick Yancey, autor da premiada trilogia juvenil Alfred Kropp e de muitos romances para adultos.
A história se passa no século XIX, especificamente na primavera de 1888 e conta a história de Will Henry, um garoto de 12 anos, órfão. Após o falecimento de seus pais Will passa a morar no antigo casarão Harrington Lane com o Dr. Pellinore Warthrop, especialista em uma ciência inusitada: a Monstrologia.
Apesar de todas as bizarrices que acontecem na mansão Harrington Lane, algo inusitado e assustador estavam ainda para acontecer. Certa madrugada, um ladrão de túmulos, Erasmus Gray, aparece na mansão trazendo um horripilante achado: um cadáver de um antropófago.
O Dr. Pellinore Warthrop e Will dissecam o cadáver, mas este é só o começo, o mais assustador estava por vir. Muitas coisas seriam descobertas a partir desse cadáver: como a certeza de que existiam outros antropófagos na região. Começa uma verdadeira aventura: sinistra, tenebrosa e arrepiante, ademais, nos defrontamos com a incansável tentativa de montar um quebra cabeça cujas peças se encontram no passado: Como esses monstros foram parar ali? Por quê? São inúmeros questionamentos, que a cada página vão sendo respondidos. Um verdadeiro mistério que vai sendo desvendado paulatinamente.
“O Monstrologista” é um livro que deixa o leitor numa expectativa muito grande, prende o leitor e o deixa tenso, nervoso, apreensivo. Tem muitas descrições, que apenas enriquecem a obra, pois facilita a imaginação de todo o cenário, os diálogos são extremamente pertinentes. Enfim, o conjunto da obra mostra-se em perfeita harmonia, contagiando o leitor.
É um livro indicado para todos que curtem o gênero de ficção, fantástico, aventura, monstros, em suma, creio que qualquer pessoa que se dispuser a lê-lo se encantará, pois apesar de ter cenas fortes e assustadoras, depois de ler a primeira página e a curiosidade for despertada, você não consegue parar de virar as demais páginas.
Entretanto, este livro não é recomendado para aqueles que esperam uma história de amor ou fantasias amorosas, mas sim para aqueles que quiserem descobrir o que há por trás da mente humana, pois descobrirá que o ser humano não mede consequências para adquirir ou descobrir aquilo que deseja.
... então há monstruosidades ainda mais terríveis no mundo do que os Anthropophagi. Monstruosidades que, com um sorriso e um carinho reconfortante na cabeça, desejam sacrificar uma criança em favor da própria ambição e orgulho desmesurados.” (p. 50)

Camila Márcia

1 comentários:

  1. Eu li esse livro e gostei muito. Gostei da história e do jeito como ela foi contada. Apesar de ser uma história muito sinistra prendia a atenção, pois eu sempre ficava querendo saber o que acontecia depois. Não consegui soltar o livro!

    Abraços!

    ResponderExcluir

Muito obrigada pelo Comentário!!!!