Resenha: “Confissões de um Turista Profissional” de Kiko Nogueira

Saudações Leitores!
Este livro... que posso dizer: não estava na minha lista e nem nas minhas metas de leitura, mas o ganhei da Novo Conceito (muito obrigada!) e como ele é bem ligth (fininho: apenas 94 páginas) coloquei ele no meio de uma leitura e o li rapidinho, não só por ele ser pequeno, mas por ele ser muito bom de se ler. Leiam a resenha e descubram o que mais achei desse livro:


Confissões de um Turista Profissional, Kiko Nogueira, São Paulo: Novo Conceito, 2011, 94 pág.

        Em “Confissões de um Turista Profissional: tudo o que você queria saber sobre viagens e que os guias jamais vão contar” é um livro de pequenas crônicas, contadas pelo alter ego de Kiko Nogueira: Pinto Fernandes.
        Neste livro são apresentadas 37 crônicas cujo assunto é turismo, viagens, etc., além de um prefácio especial da Tati Bernardi. As crônicas apesar de breves apresentam-se bem sutis e vêm entremeadas de um humor por vezes ácido e irônico, ou melhor, Pinto Fernandes (Kiko se preferirem) não tem papas na língua.
        De certa forma o livro é realmente um guia: conta fatos reais e algumas pegadinhas que o turista por vezes cai sem saber – por serem turistas muitos estabelecimentos comerciais querem explorá-los financeiramente, etc. – conta micos que quem viaja geralmente paga, também retrata as diferenças que as pessoas colocam entre turista, viajante e mochileiro. Enfim, o livro é bem realista e muito bom.
        Ainda gostaria de falar um pouco sobre o título que é bem interessante e tem tudo a ver com o conteúdo, pois acredito que o livro seja realmente uma confissão, tendo em vista que ninguém nem mesmo os mais ‘turistados’ teriam coragem de sair por aí falando as coisas ruins que aconteceram nas viagens, geralmente as pessoas só falam das coisas boas mostrando que as viagens são perfeitas! O que quero dizer é que Kiko mostra as duas faces da moeda: pontos bons e ruins. E em algumas viagens os pontos ruins suplantam os bons ou vice-versa. 
        Entretanto, achei meio exagerado o subtítulo “tudo o que você queria saber sobre viagens e que os guias jamais vão contar”, claro que realmente o que tem no livro nenhum guia de viagem vai contar, pois eles sempre se prendem aos detalhes positivos, mas apenas uma palavra do subtítulo me deixou angustiada: “tudo”, acho desnecessário, porque não se pode generalizar “tudo” (que é muita coisa) em um livro de 94 páginas, acho que cortando a palavra “tudo” que realmente não se encaixa (pelo menos para mim) o título e o subtítulo ficariam perfeitos! (Confissões de um Turista Profissional: tudo o que você queria saber sobre viagens e que os guias jamais vão contar). Apesar disso, reconheço que essa palavra no subtítulo é bem impactante do tipo “Puxa, preciso desse livro porque ali tem t-u-d-o o que eu preciso saber em apenas 94 páginas!”, uau... é um milagre...
        Valendo também dizer que o livro começa e fecha com chave de ouro, a primeira crônica “Ráu match?” e a última “Viva o portunhol!!” são muito, muito boas, claro que no decorrer do livro somos apresentados a muitas crônicas ótimas, entre minhas preferidas estão: Made in Brazil”, “O Rio do João”, “Le grand micô”, “Selva de Pedra” (na verdade gostei de todas).
        Enfim, só tenho a dizer que o livro é bem bacana. É sempre bom saber umas dicas de viagens, porque querendo ou não sempre viajamos. O livro é bem curto, se tiver tempo você consegue ler em uma única tarde ou dia, a linguagem é bem fluída. Muito bom. Indicadíssimo!

Lembrem-se:

"O mico em uma viagem é algo que nos engrandece. Você só se torna um ser humano completo depois de encarar uma situação constrangedora. Bem constrangedora." (Le grand mico, p. 44)

"Nenhum viajante é invencível." (O fascínio do rico, p. 69)

Camila Márcia

5 comentários:

  1. Ótima a sua resenha, e quanto a sua observação sobre o subtítulo do livro achei bem pertinente...
    Confesso que antes não tinha curiosidade para ler esse livro, mas agora já estou curiosa.

    bjs.

    ResponderExcluir
  2. Olá Camila!

    Li este livro no ônibus e me diverti muito. Também encaixei no meio da minha lista enorme! Seguindo! Vou passar mais vezes por aqui!


    (:
    http://janinestecanella.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Mila :)
    Você sabe como esse livro também não estaria na minha lista caso a Novo Conceito não tivesse mandado provavelmente não leria, pelo menos não antes de ler duas resenhas, sendo que uma delas é a sua. Parece interessante e será inclusive minha próxima leitura. Vamos ver o que me espera né? rsrs

    Beijos
    Ricardo (www.overshock.blogspot.com)

    ResponderExcluir
  4. Confesso que me senti atraída por esse livro mais por questões profissionais. Faço curso técnico em Guia de Turismo, e vi o título por alto. Imagino que esse seria um bom gás no meu interesse pelo ramo. (:

    ResponderExcluir

Muito obrigada pelo Comentário!!!!