Entrevista 3#: J. S. Dalmolin

Saudações Leitores!
A entrevistada do mês é J. S. Dalmolin que é parceira do DLL e é autora do livro: Invasora – A Convocação (leia resenha AQUI). Desde já super indico este livro, também quero agradecer a autora por ter aceitado fazer a entrevista. Espero, queridos leitores, que gostem. Confiram:


Olá J. S. Dalmolin?! Gostaria de parabenizá-la pela publicação de seu primeiro livro Invasora – A Convocação (leia resenha AQUI) e dizer que é um prazer poder realizar esta entrevista com você. 

DLL: Acredito que todo leitor gosta de saber um pouco da vida do escritor além das páginas de seus livros. Então, conte-nos um pouco quem é J. S. Dalmolin quando não esta escrevendo?
Dalmolin: Está pergunta é bem forte. Muitas vezes já perguntei isso para meus alunos em uma aula inaugural no início do ano letivo, nunca imaginei que alguém me fizesse essa pergunta, rs.
Sou alguém que acredita que os sonhos podem se realizar e, a realização desses sonhos depende exclusivamente de você. Do quanto você se dispõe a lutar por eles.
A disciplina sempre me acompanhou e, se consegui realizar o sonho de ter um livro publicado é porque usei de muita disciplina e persistência para isso. Sou professora e quando não estou em sala de aula estou ajudando meu marido no salão (ele é cabeleireiro), tenho duas filhas (na época em que estava escrevendo o livro elas eram adolescentes) e minha mãe que mora comigo. Então o tempo precisou ser bem administrado para conseguir dar conta de tudo.
Sou viciada em romances e histórias fantásticas, vocês dificilmente me verão lendo drama, eles me fazem chorar e eu não gosto de chorar, rs. Sei que talvez alguns vão me achar velha para ler séries como “Diários do vampiro”, “House of night”, “Os imortais”, “Hush, hush”, etc. mas eu simplesmente esqueço de dormir quando inicio um livro desses.
Gosto de ouvir música mas não tenho um estilo musical preferido, depende muito de meu estado de espírito.
Não gosto de conviver com pessoas preguiçosas e que vivem achando desculpas para não fazer as coisas e isso me torna um pouco impaciente. Acho a vida muito curta para perdermos tempo com a preguiça e viver é algo incrível e deve ser aproveitado ao máximo. Bom, acho que essa sou eu.

DLL: Você fez faculdade de Letras, não foi? Gostaria de saber se foi a partir da faculdade que você decidiu escrever um livro ou já tinha esse sonho antes de fazer a faculdade? Sempre sonhou ser escritora?
Dalmolin: Acho que sonho em ser escritora há muito tempo. Fiz a faculdade de Letras pensando em realizar esse sonho, eu precisava de conhecimento, precisava saber como escrever e, ainda na faculdade iniciei um romance, mas não consegui concluir.  Na época as minhas filhas eram pequenas e o tempo que eu tinha quando não estava trabalhando eu passava com elas. Mas valeu a pena, rs.

DLL: Que tipos de Livros você costuma ler? Algum autor preferido?
Dalmolin: Machado de Assis é meu autor favorito, ele consegue prender o leitor com narrativa de uma maneira incrível, sem contar o exemplo de superação que ele foi como pessoa. Gostaria de ter um pouco do talento dele.

DLL: De onde você buscou inspiração para escrever Invasora – A Convocação? Como surgiu a história?
Dalmolin: Como já mencionei, adoro histórias fantásticas e a idéia de dar vida a seres fantásticos sempre me acompanhou desde a infância. Se você observar um pouco os personagens do livro, como o Ian e a Sammy, por exemplo, os poderes mentais deles são parecidos com o professor Xavier dos X-MEN.
Quando li Drácula, fiquei fascinada com os vampiros e quando, por acaso, assisti ao filme Crepúsculo com a nova versão de vampiros percebi que era hora de por todos esses seres para fora.
Eu queria algo novo, mas não consegui me livrar dos personagens que me acompanharam na infância e adolescência. 

DLL: A Sammy e o Ian são inspirados em alguém ou em algum personagem de livro que você já leu?
Dalmolin: Acho que eles são uma mistura de ambas as coisas. O Ian é um vampiro com poderes mentais (X-MEN) e personalidade superprotetora. A Sammy é uma adolescente em fase de transição como muitas meninas que descobre o quão difícil é tomar decisões e para piorar tudo para ela, aparecem poderes inimagináveis e sem explicação científica (X-MEN) que começam a transformá-la.
Acho que você encontrará semelhanças com muitos personagens de outros livros pois acredito que todo o escritor leva consigo um pouco do que já leu.

DLL: Invasora – A Convocação dá margem para outros livros (inclusive o final deixa o leitor muito, muito curioso), a ideia é escrever uma trilogia ou série? Como você me disse por e-mail, já está escrevendo a continuação, dá para nos adiantar alguma coisa sobre ela?
Dalmolin: Será uma trilogia. O segundo livro é “Invasora – Revelações”.
Como muitos comentaram, ficou muita coisa em aberto, muita coisa sem explicação e nesse segundo livro muitos mistérios serão esclarecidos, porém outros ainda ficarão para o terceiro livro.
Segue um lembrete, nem tudo é o que parece ser.

DLL: Conte-nos seus projetos para o futuro: já tem algum outro livro para ser publicado ou alguma história já mora em seus pensamentos?
Dalmolin: A sequência de Invasora está toda na minha cabeça, fora os romances que iniciei. Idéias surgem, mas pela pura falta de tempo não consigo escrever muito.

DLL: J. S. Dalmolin, muito obrigada pela entrevista, foi realmente um prazer saber um pouco mais de você, de seu trabalho e do processo de criação. Espero que tenha gostado e para finalizar gostaria que você deixasse um recado para os leitores do De Livro em Livro...
Dalmolin: Adorei responder as suas perguntas. Agradeço pela oportunidade e para todos aqueles que gostam do fantástico mundo da leitura, espero vê-los em breve. Que seus sonhos se realizem, lutem para isso. Beijos e que Deus esteja sempre com vocês. J. S. Dalmolin.

Gostaram? Então não deixem de comentar!
Para saberem mais sobre a autora e seus trabalhos acessem o site do livro: http://www.invasora.com.br/

3 comentários:

  1. Ótima entrevista Mila, adorei saber que a J. S. Dalmolin é professora, pois também sou, só que estou aposentada.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  2. Ah, que coincidencia, encontrar a entrevista da J.S. o livro dela chegou hoje e já estou louca pra ler, a sinopse é super interessante. Não vejo a hora de terminar os que estou lendo para ler o dela.

    Amei seu blog e ja estou seguindo.
    Te espero lá no www.pausaparaumcafe.com.br

    ResponderExcluir
  3. Parabéns pela entrevista Mila *-*
    A Invasora é um livro surpreendente, e a autora, além de simpática, tem muita coisa interessante pra dizer. Gostei principalmente da primeira pergunta, principalmente quando ela disse que: "Sou alguém que acredita que os sonhos podem se realizar e, a realização desses sonhos depende exclusivamente de você. Do quanto você se dispõe a lutar por eles."

    Parabéns
    Ricardo - www.overshock.blogspot.com

    ResponderExcluir

Muito obrigada pelo Comentário!!!!