Resenha: “O Preço de Uma Lição” de Federico Devito e Gutti Mendonça

Saudações Leitores!
Comecei a ler O Preço de Uma Lição já tem um tempinho, mas a correria foi tanta nesse início de semestre que a leitura meio que foi arrastada. Ao terminar a leitura confesso que o livro não se tornou um dos meus favoritos, mas me encantei com a forma dos autores narrarem a história e por algumas partes serem parecidas com fatos da minha vida. Agora, chega desse meu papo furado,  confiram a resenha:


O Preço de Uma Lição, Federico Devito; Gutti Mendonça, São Paulo: Novo Conceito, 2011, 366 pág.

      “O Preço de Uma Lição” foi escrito pelos jovens Federico Devito e Gutti Mendonça e publicado pela Editora Novo Conceito Jovem. O livro vem a contar a história de um personagem cujo nome não sabemos (pois os autores não o nomeiam) e tudo o que este jovem passa em busca de compreender e entender o amor, o preço que esse garoto paga para aprender uma das maiores lições da vida.
      O livro é todo narrado em primeira pessoa numa linguagem bem coloquial, o que facilita muito a leitura. Durante a narrativa o personagem vai apresentando alguns amigos, alguns rolos que ele teve e apresenta em especial o quarteto 21 que é formado por ele, Paulinho, Cláudia e Manu que são amigos de infância. O quarteto é uma graça.
      Entretanto o foco do livro está no relacionamento do personagem com Juliana, um relacionamento que acontece mesmo com tantos pontos desfavoráveis: diferenças de idades, cidades diferentes. Mas dizem que ninguém escolhe quem amar, apenas ama. Então nosso querido personagem vai se entregar a esse amor e descobrir que amar também tem um preço e que a cada dia da existência de uma pessoa há sempre uma lição a ser aprendida, basta que todos tenham a sensibilidade de perceber essa lição: “Às vezes, a gente tem que abrir mão de certas coisas para ter outras.” (p. 335).
      Particularmente “O Preço de Uma Lição” não se tornou um dos meus livros favoritos, porque a história apesar de ser bem real, e poderia ser a história de qualquer pessoa comum, e até mesmo o leitor pode realmente se identificar com algumas partes da história ela não chega, de fato, a ser envolvente. É uma história simples e apesar de boa o leitor não fica com aquela curiosidade de saber o que vai acontecer no final.
      Outro ponto é a forma como o livro termina, é quase como se os autores, Devito e Mendonça, quisessem deixar o fim em aberto para que eles possam continuar a história em outro livro, na perspectiva de Juliana (é uma hipótese) ou fazer com que o leitor imagine o próprio fim.
      Alguns dos pontos que mais gostei no livro foi: o humor (tem partes bem engraçadas), os integrantes do quarteto 21, o fato dos autores terem frisado a importância da amizade e o apoio da família na vida de qualquer pessoa. Também gostei muito dos autores mostrarem a perspectiva de um homem em relação ao amor, pois muitas vezes a sociedade prega a imagem de que homens não sofrem, e nesse livro a gente percebe que não é bem assim. Também gostei do personagem principal não ter nome, achei criativo e possibilita o leitor se colocar no lugar desse personagem.
      Enfim, creio que esse livro é mais indicado para adolescentes, porque como disse: trata de conflitos comuns para a juventude: amor, lição de vida, entender a si mesmo. Também pelo fato de que, um leitor mais proficiente, isto é, aquele que tem já uma boa bagagem de literatura não se agradaria muito desse livro, a história estaria longe de chamar atenção. Então, é isso, adolescentes não percam a oportunidade de conhecerem e descobrirem “O Preço de Uma Lição”. Boa Leitura a todos!

Camila Márcia

12 comentários:

  1. Gostei muito da resenha, está muito bem escrita e gostei principalmente da sinceridade. O título do livro já nos leva a acreditar que é um livro bem para jovens. A capa parece-me ser linda. Contudo, não seria um livro que eu leria...

    Abraços!

    ResponderExcluir
  2. De fato um livro para adolescentes, e que não chama atenção do público mais "experiente" no ramo literário - gostei desse ponto que você apontou. Tem muita coisa interessante e assuntos comuns, mas...
    Não tinha pensado na ideia de uma continuação na visão da Juliana, e achei bem interessante. Pode ser legal.

    Beijos Mila e parabéns pela resenha.
    Ricardo - www.overshock.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Oi, querida!
    Obrigada pelo comentário lá no blog! Já estou seguindo o seu por aqui!
    Sabe que eu não gostei taaanto desse livro? Achei muito bobinho e também tive a mesma sensação que você, que era uma história mais adolescente.

    Quem sabe os autores não amadurecem e ainda surpreendem?

    Bjs
    Bia
    www.amormisterioesangue.com

    ResponderExcluir
  4. Muito boa a resenha, Camila!
    Em resenhar um livro, vale muito mesmo a sinceridade. Já vi algumas resenhas deste livro e os pontos de vista são, praticamente, os mesmos. Os comentários apresentam que não é uma história que atrai muito a curiosidade do leitor. Mas isso, ainda desejo comprovar.
    É interessante, porque temos exemplos de livros voltados para os adolescentes, que chamam também a nossa atenção.
    Já tenho o livro e espero lê-lo em breve.
    Será que os autores estão pensando em uma continuação?? Acho que seria muito legal!

    Beeijo*;
    @BrinaSophie

    ResponderExcluir
  5. Oi,linda!
    Bem,eu adorei sua resenha.Não li o livro ainda,pra dizer a verdade sofro uma resistência enorme em relação a ele,mas vou tentar.Você citou algumas coisas favoráveis e isso é para ser levado em conta,não é mesmo?rsss
    Muito boa resenha!
    Bjs..
    Zilda Mara
    Cachola Literária

    ResponderExcluir
  6. Eu queria ler esse livro, mas no momento só ganhando de presente ou em promoções, já que estou proibida de comprar novos livros.
    Mas gostei muito da sua resenha.
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Eu já havia lido alguns outras resenhas desse livro, como lhe falei Camila, esse não é bem meu tipo de leitura, a narrativa até que é boa mas não chega a ser como J. R. R. Tolkein, André Vianco, R. L. Stephes.
    Mas parabéns pela resenha, sintetisou muito bem. ^^
    Bjos linda!

    ResponderExcluir
  8. Bom, na minha opinião, o livro é até bem complexo. Como é narrado em primeira pessoa, dá pra perceber vários elementos subentendidos na trama. Afinal, quando um livro é escrito em primeira pessoa, as chances de que o autor esteja colocando suas próprias opiniões nos seus personagens é de 99,9%. Os autores de dedicaram à expor a mente masculina, as formas que ele pensa e vê as coisas. Muitas vezes, as coisas nem tinham explicação como quando o personagem falava com a Juliana grosseiramente, mas em seguida, após o travessão, era dito "Falei, mas nem sabia o porquê". Desvendar a mente masculina, ih, agora eu já sei. :)

    ResponderExcluir
  9. Bom, eu já tinha lido algumas críticas não muito favoráveis ao livro, mas a gente sempre tem curiosidade de concluir com base na nossa própria leitura. Espero poder ganhar a promoção do blog e conseguir vir aqui com uma impressão mais embasada!! ; )

    ResponderExcluir
  10. Sinceridade é importante na hora de fazer a resenha, vi alguns comentários negativos sobre o livro mas foi o primeiro dos autores então tem que dar um desconto. Tenho muito curiosidade pra ler o livro pois acho que o Federico escreve bem.

    bjos,
    http://www.just-livros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Eu gostei demais desse livro. É um livro diferente, a começar pela capa. E depois que fala de uma lição, e eu adoro livros com lições tbm, livros que mesmo depois de ler, não esquecemos, nos marcam. Todas as resenhas dele são otimas, então, impossivel de nao se esperar muitoooo desse livro *-*

    ResponderExcluir
  12. Eu adorei esse livro!
    E a resenha está otima!

    ResponderExcluir

Muito obrigada pelo Comentário!!!!