Resenha: “Saramago - Biografia” de João Marques Lopes

Saudações Leitores!
Bem, faz um século que comprei esse livro (em outubro de 2011), pois sou fã de Saramago, mas demorei a ler por conta das leituras da faculdade e por causa dos livros das editoras e autores parceiros que estavam super atrasados, já que final de 2011 eu estava super atarefada, mas enfim o li e gostei muitíssimo, talvez por não ter criado expectativa já que não curto muito Biografias e por ter ouvido comentários ruins sobre este livro, mas a verdade é que sou obstinada e já tinha colocado na cabeça que o leria, ademais, sempre tive curiosidade sobre a vida de Saramago, daí arrisquei.


Saramago - Biografia, João Marques Lopes, São Paulo: Leya, 2010, 248 pág.

Livros bibliográficos muitas vezes podem ser enfadonhos, mas João Marques Lopes soube desvendar a receita ao preparar um livro sobre Saramago de forma cativante e apesar de utilizar uma linguagem culta ser ao mesmo tempo acessível ao leitor.
Saramago - Biografia, trata-se de um livro que traz fatos da história desse grande escritor contemporâneo desde a sua mais tenra idade até os anos de 2009, obviamente que o que João Marques Lopes expõe em sua obra são fatos públicos, pois como Saramago era reservado sobre sua vida particular, pouco se sabe sobre ela.
João Marques não deixa de falar sobre a vida do autor relacionado a fatos históricos mundiais, ao pensamento sempre peculiar de Saramago, e relaciona a vida do autor às datas da publicação de suas obras fazendo um relato de como surgiu a ideia de escrever a obra.
“A ideia de Ensio sobre a cegueira ocorrera subitamente a Saramago quando almoçava no restaurante lisboeta Varina da Madragoa e não teria sido nenhum efeito direto do problema com o deslocamento da retina, mas sim uma das iluminações que lhe aparecem sob a forma de título e vão amadurecendo pouco a pouco em resultado da sua maneira de entender o mundo, em algum lugar entre o racionalismo crítico das Luzes e o materialismo histórico.” (p.150-151)
Ademais há algumas curiosidades a respeito do nome de Saramago que eu, particularmente, não conhecia. Sobre a infância sofrida do autor e sua superação e suas conquistas. Adorei saber as coisas que estavam por trás do prêmio Nobel de literatura do qual o autor foi contemplado.
“A mãe era analfabeta e boa parte dos outros parentes próximos também. Leituras, livros e cultura estavam longe dos meios onde se movia. No entanto, a escola haveria de contrabalançar isso e forjar a primeira argamassa de um futuro inesperado”. (p.16)
Novamente quero dizer que a linguagem utilizada no livro é compreensível e que o João Marques soube equilibrar a vida e a obra de Saramago de forma a leitura se tornar agradável. Entretanto, alguns capítulos são cansativos, mais isso não prejudica o livro e outro ponto que achei desfavorável foi o autor tocar em alguns assuntos só pra dizer que posteriormente iria explica-los, sendo que de tanto ele dizer isso você termina o livro e se questiona: será que ele explicou tudo o que realmente disse que ia explicar?
No mais, gostei da obra, surpreendeu-me, pois já tinha visto algumas resenhas não muito favoráveis daí não criei expectativas: li e me surpreendi, talvez por eu ser uma grande fã de Saramago e ter curiosidade de saber mais sobre a vida do autor.
Acredito que nem todos gostem de ler biografias, eu mesma não curto muito, mas devo indicar Saramago - Biografia não só para quem gosta de biografias, mas também para os fãs do escritor português. Acredito ser sempre válido conhecer um pouco dos autores que admiramos.

Camila Márcia

6 comentários:

  1. Odeio quando os autores fazem isso "depois explico"...
    pffs!!!
    O livro perde completamente a credibilidade e as estrelinhas rsrsrs
    Ótima resenha ^^

    Beijos,
    #Resenha falada.

    ResponderExcluir
  2. Saramago foi um genio da escrita e nada melhor do que ser homenageado em uma bibliografia e pelo que vc diz não foi uma bibliografia enfadonha e sim algo prazeiroso

    ResponderExcluir
  3. Sim, é muito importante que conheçamos aos autores que temos admiração. Assim como você, não gosto muito de Biografias. Comprei a da Amy Winehouse (adoro ela) mas, acabei dando de presente para minha amiga, haha. Ai verei se pego emprestada para ler.
    Só de ser uma biografia de alguem que tenhamos admiração, já faz com que seja uma leitura agradável.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Muitoo show! Saramago...ontem vi um documentário com ele, falando sobra a biblioteca de Mindlin. Muito show mesmo, se puder veja!
    Beijocas!
    http://palomaviricio.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Parece ser um livro maravilhoso Mila. Sua resenha como sempre está ótima. Adoro vir aqui te ler. Adoro sua siceridade de resenhista, acho indispensável.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  6. Ótima resenha viu, enfim você leu esse livro, pelos 'anos' que vc me mostrou ele e só agora leu você deve estar - literalmente - atolada nas leituras, pois se vc lê super rápido e não dá conta nem sei como eu daria conta.

    bjs.

    ResponderExcluir

Muito obrigada pelo Comentário!!!!