Resenha: “Noah Foge de Casa” de John Boyne

Saudações Leitores!
Hoje disponibilizo uma resenha especial de um livro maravilhoso e fofo do escritor John Boyne, que vocês já sabe, sou fã. Espero que gostem da resenha e já aproveito para agradecer a Companhia das Letras pelo exemplar enviado. Obrigada!


Noah Foge de Casa. John Boyne, São Paulo: Companhia das Letras, 2011, 200 pág.
Ilustração de Oliver Jeffers
Tradução de Eduardo Brandão 

Noah Foge de Casa (Noah Barleywater runs away) é mais um livro do autor best-seller John Boyne, autor de O Garoto no Convés, O Menino do Pijama Listrado e O Palácio de Inverno.
Se eu já gostei de John Boyne quando li O Menino do Pijama Listrado e O Garoto no Convés, com este outro livro eu me rendo e me torno fã assumida do autor, que de uma maneira peculiar consegue transmitir sentimento e delicadeza nas palavras, além de adequar a linguagem ao público alvo e mesmo assim agradar a todos os públicos (seja alvo ou não).

"Noah Barleywater saiu de casa ainda cedo, antes do sol raiar, antes dos cachorros acordarem, antes do orvalho parar de cair nos campos." (p.07)

O enredo parece simples: Noah, um garoto de 8 anos, foge de casa e o leitor não consegue entender o motivo da fuga, mas na trajetória de Noah para descobrir o melhor lugar para morar vamos descobrindo algumas sutis pistas. Neste ínterim, John Boyne, coloca em sua história fatos fantásticos como animais e objetos com vida e é incrivelmente bem estruturada a narrativa, que por sinal, começa a ficar bem mais interessante quando Noah encontra uma loja de brinquedos e ao entrar nela acaba dialogando com o velho dono, que é um personagem misterioso, mas tal como Noah, vamos conhecendo-o a medida que a narrativa segue seu curso.

"Uma vez perdi um ano inteiro, pode acreditar. Botei o ano em algum lugar daqui e quando fui procurá-lo não houve jeito de achar. Tenho sempre a sensação de que um dia desses ele vai reaparecer, quando eu menos esperar." (p.46)

É praticamente impossível não se imaginar lendo um conto de fadas ou associar algumas passagens da obra com outros livros clássicos como Alice no País das Maravilhas, O Pequeno Príncipe entre outros. Ademais o enredo traz uma ‘quê’ de fábula, pois há uma moral, um sentido e uma lição.

"Noah sacudiu a cabeça rápido, jogando a risada para longe da sua boca, em direção a um canto da loja de brinquedos, onde ela aterrissou numa pilha de tijolos de madeira e não seria descoberta antes do próximo inverno." (p.54)

Ao final do livro o leitor fica a par do motivo de Noah ter fugido de casa, e verdade seja dita: o motivo é realmente intenso para um menino de oito anos compreender e entender. Sem contar que também se descobre quem é o velho da loja de brinquedos e devo admitir: esse personagem me intrigou e me arrependo de o ter considerado um velho gagá no principio, pois percebo o quão sábio ele era, ainda mais depois de tantas experiências.

"Um menino que foge de casa tem de estar sempre andando. Não pode parar em lugar nenhum, para não ser encontrado. E pode correr o risco de fazer amigos, se ficar muito tempo em algum lugar." (p.179)

Vale ressaltar alguns detalhes sobre a narrativa: ela acontece em terceira e primeira pessoas. A história de Noah é contada em terceira, mas no decorrer da mesma são intercaladas as histórias que o velho da loja de brinquedos conta  e acontecem em primeira pessoa. Tal estilo dá uma dinâmica na narrativa.
Noah Foge de Casa foi uma leitura encantadora e fluida, o livro é pouco volumoso e em pouco tempo dá para ler. Entretanto, o leitor deve ter em mente que vai ler algo surreal e real ao mesmo tempo, que da narrativa vai tirar uma lição de vida e durante a leitura vai ficar se questionando se tudo não passa de um sonho. O mistério da fuga também é envolvente e para os curiosos de plantão é um prato cheio.

Camila Márcia

6 comentários:

  1. Nunca tinha lido esse livro e agora fiquei com vontade de ler!
    Um beijo.
    http://livrodagarota.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Eu vou dizer, tenho trauma com esse autor, porque eu não gostei, por incrível que pareça, de o menino do pijama listrado, mas fiquei curiosa para ler esse, parece ser tão melhor, adorei a dica Cami (;

    beijos, Lu
    Lendo ao Luar

    ResponderExcluir
  3. Conheci o autor graças as suas resenhas e comentários, mas até então não conhecia o livro. Acho que qualquer livro que prenda o leitor e possui uma história interessante deve ser lido, e se tratando de um livro de um autor que você gosta tanto (e outras pessoas também), tenho certeza de que vou gostar. Só preciso adquirir (ou ganhar) e encaixá-lo na minha lista :x

    Beijos
    Ricardo - www.blogovershock.com.br

    ResponderExcluir
  4. Nunca li nada do autor, e com sua resenha, me senti tentada em procurar conhecer suas obras, e como sou muito curiosa, esse misterio sobre a fuga de Noah, é um chamariz para mim =D

    Bjs

    daimaginacaoaescrita.com

    ResponderExcluir
  5. esta é a 2° resenha deste livro que eu leio, e fiquei com mais vontade ainda de ler ele!
    adorei a sua resenha, e os quotes me deixaram mais ainda com vontade de ler o livro!!!

    ResponderExcluir
  6. adoorei o livro, nao tinha ouvido falar ainda!, amor adorei o blog nova seguidora o/
    acervo-de-livros.blogspot.com
    vamos fazer uma afiliaçao? querendo aceitar avise-me!

    ResponderExcluir

Muito obrigada pelo Comentário!!!!