Resenha: “Em Chamas - JV” de Suzanne Collins

Saudações Leitores!
Li esse livro em Dezembro e foi uma experiência fantástica, muitas emoções me invadiram durante a leitura e sei que esta resenha não chega aos pés do que senti ao ler e que nem mesmo é digna do livro, provavelmente, o leitor só entenderá esta minha afirmação se conhecer ou após conhecer a obra que, já adverto, merece ser lida. Tem muita crítica social e nos faz refletir acerca da sociedade, política, humanidade e ideologias.
Um ponto que preciso salientar é que é impossível resenhar uma série ou trilogia sem soltar spoiller, então já os deixo avisados: contém spoiller!


Em Chamas. Suzanne Collins. Rio de Janeiro: Rocco, 2011, 413 pág.
Tradução de Alexandre D’elia.

Catching fire é o segundo livro da trilogia Jogos Vorazes (ler resenha do primeiro livro Aqui) e foi publicado em 2009, mas ganhou maior destaque depois da adaptação cinematográfica de Jogos Vorazes (ler minha opinião do filme Aqui). O livro foi escrito pela norte-americana Suzanne Collins, autora também de As Crônicas do Subterrâneo.
Após os trágicos acontecimentos em Jogos Vorazes, Em Chamas temos a continuação dos fatos, um ano após os Jogos, há a preparação para a Septuagésima Quinta Edição dos Jogos Vorazes, que vem marcada por um evento que acontece a cada 25 anos que é o Massacre Quaternário. Os vitoriosos também tem que sair em uma turnê pelos 12 distritos de Panem a fim de provar que o amor entre eles continua.
Entretanto, após a edição anterior dos Jogos Vorazes começam a existir uma onda de insatisfação em alguns distritos a qual o presidente Snow tenta contornar com tirania e manipulação de ideologias e informações.
A narrativa se desenvolve e para tentar contornar a catástrofe geral e “comemorar” a nova edição dos jogos e o Massacre Quaternário, o presidente Snow anuncia que dois dos vitoriosos de cada distrito terão de voltar à arena e jogar até a morte ou matar.

"Sim, os vitoriosos são os nossos mais fortes. São os que sobreviveram à arena e escaparam das agruras da pobreza que estrangula o esto de nós. Eles,ou será que deveria dizer nós, somos a própria esperança encarnada onde não há nenhuma esperança. E agora vinte e três de nós serão mortos para mostrar como até mesmo a esperança era uma ilusão." (p189)

É terrível tudo o que Katniss e Peeta vão passar nesse segundo livro da trilogia, mas é incrível o que o leitor pode conhecer dos personagens. Confesso que minha admiração por Peeta cresceu consideravelmente e percebi o quanto ele é genial (principalmente com uma afirmação bombástica na entrevista que ele deu – quem leu saberá o que estou falando).
Enquanto na arena dos Jogos um verdadeiro terror se instaura e formam-se aliados é incrível e ao mesmo tempo assustador o que acontece lá. Durante os jogos são terríveis as provações para todos os participantes.
É também nesse volume que conhecemos melhor o presidente Snow e o quanto ele pode ser um vilão terrivelmente cruel e impassível. Eu o detestei mais que tudo nessa vida, a cada aparição dele ou menção de seu nome eu ficava revoltada.
Também é em Em Chamas que conhecemos novos personagens (Johanna, Beetee, Finnick) que são imprescindíveis e muito misteriosos e que o leitor passará o livro inteiro se questionando se pode ou não confiar nestes novos personagens. Claro que Effie, Cinna, Prim, Gale, Haymitch também continuam dando o ar da graça e ao mesmo tempo irritando o leitor ou fazendo o coração ficar apertadinho de emoção.
Só posso dizer que nem bem começou o livro e já estava revoltada com a Capital, os Pacificadores, os Jogos e toda a manipulação. Definitivamente, essa trilogia mexe com meus sentimentos e Suzanne Collins merece o meu total e completo respeito. Caramba, tem cenas no livro que espero urgentemente ver no próximo filme (que será lançado agora em 2013). Outra coisa que não posso deixar de dizer é a respeito da arena dos Jogos Vorazes: eu achei fabuloso o local, foi uma ótima sacada!
Em Chamas é dividido em três partes: A Fagulha, O Massacre, O Inimigo e Suzanne Collins, novamente, foi capaz de proporcionar um final tipo: cadê A Esperança? Quero ler, quero ler!

Camila Márcia

5 comentários:

  1. Não me matem...mas, acho que sou o único que não teve interesse no livro e no filme Jogos Vorazes.

    Não sei...mas, não me encanta.

    abs

    ResponderExcluir
  2. até ver o filme não tinha interesse em ler a serie, apesar de várias resenhas positivas dela. não é o gênero literário fiquei fissda....
    mas quando assisti ao filme fiquei morrendo de vontade de ler todos os livros de uma vez só!

    ResponderExcluir
  3. Oi, Camila!
    Eu AMEI Em Chamas, mas acho que Jogos Vorazes teve mais impacto em mim, sabe?
    Quero ver como algumas cenas vão ficar no filme, tipo o "final" do Massacre - no livro achei tão corrido e louco que a sequência na tela deve ficar eletrizante!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Ainda não li nenhum livro e nem vi filme da trilogia, acredita? Praticamente todas as pessoas do universo literário falam demais desses livros e elogia...eu ainda não li! kkkkkk Mas é assim mesmo. Fico super ansiosa a cada resenha que vejo e a sua foi mais uma que me instigou a ler a trama.
    # Estou louca para Ler o livro da Lola tbm! Fico feliz que você aprovou...fiquei mais curiosa.
    Beijos!
    Paloma Viricio- Jornalismo na Alma

    ResponderExcluir
  5. Estou adorando a trilogia.
    Te seguindo e convido você a me fazer uma visita.
    http://vergostarler.blogspot.com.br/

    Beijos

    ResponderExcluir

Muito obrigada pelo Comentário!!!!