Resenha: “P.S. Eu Te Amo” de Cecelia Ahern

Saudações Leitores!
Posso apostar que vocês já ouviram falar desse livro, mas caso não conheçam o livro tenho quase certeza que já conhecem o filme. Então, recentemente, o livro foi publicado no Brasil pela Novo Conceito, entretanto essa não é a primeira vez que ele é publicado no país.


P.S. Eu Te Amo. Cecelia Ahern. Ribeirão Preto, SP: Novo Conceito, 2012, 368 pág.
 Tradução: Carolina Caires Coelho.

P.S. Eu Te Amo, cujo título original é P.S. I Love You, foi publicado em 2004 e trata-se do primeiro romance da irlandesa Cecelia Ahern, o livro se tornou um best-seller em vários países obtendo, posteriormente, uma adaptação cinematográfica em 2007 dirigida por Richard LaGravenese.
O enredo é um belo drama que tem todos os ingredientes para dar certo: um casal jovem e perdidamente apaixonado  que sonhava em passar a vida inteira juntos acabam se separando por uma trágica doença: Câncer [isso não é spoiler, juro que não].
“Ninguém havia dito que eles tinham pouco tempo juntos. Aqueles tinham sido seus dias felizes, quando ela vivia bem, como em um sonho, sempre sorrindo, e quando se pegava rindo ao descer a rua e pensar em brincadeiras feitas por eles.” (p.99)
Holly e Gerry são demasiadamente felizes até Gerry morrer e deixar Holly sozinha e devastada. Após a morte de seu marido a querida Holly passa por diversas crises, até descobrir que Gerry deixou algumas cartas para serem lidas a cada mês durante um ano, em cada carta Gerry deixava Holly com uma missão e uma mensagem além de finalizá-las sempre com o tradicional P.S. Eu Te Amo.
"P.S. Eu te amo Holly, e sei que você me ama. Você não precisa de minhas coisas para se lembrar de mim, não precisa guardá-las como prova de que eu existi ou de que ainda existo em sua mente. Não precisa vestir as minhas blusas para me sentir perto; já estou aí... sempre abraçando você." (p.101)

Cecelia Ahern escreveu um livro em que a mensagem principal é não esquecer aqueles que amamos e partiram, mas tentar seguir em frente e perceber quantas outras pessoas temos a nossa volta e que se preocupam e nos amam.
“Cada item guardava poeira, lágrimas, risos e lembranças. Ela guardou todos, limpou a poeira, secou os olhos e arquivou as lembranças.” (p.102)
Em uma palavra P.S. Eu Te Amo, para mim, foi uma linda leitura de um aprendizado infinito, entretanto viver as situações pelas quais Holly passou é muito difícil e a personagem mostrou-se forte apesar de suas fraquezas. Durante todo o livro ficou claro que numa situação devastadora como essa os familiares e amigos são de imprescindível importância, contudo, muita gente costuma desaparecer nos momentos tristes e não ajudar.
"[...] a vida de ninguém é repleta de momentos perfeitos. E se fosse, não seriam momentos perfeitos. Seriam apenas normais. Como você conheceria a felicidade se nunca passasse pelas fases tristes?" (p.301)
A felicidade sempre atrai todos os tipos de pessoas, já a tristeza faz com que permaneçam ao nosso lado as pessoas que realmente se importam. Recomeçar é difícil, portanto continuar é sempre a melhor opção principalmente quando se tem apoio.
O leitor que tiver a oportunidade de ler esse livro agarre-a. Ele tem uma beleza enorme e mensagem incrível!

Camila Márcia

6 comentários:

  1. Eu quero mtmtmt ler esse livro, eu tenho o filme e não me canso de assistir hihi.
    Um beijo.
    http://livrodagarota.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. já assisti o filme e gostei bastante, espero que o livro seja melhor *-*

    ResponderExcluir
  3. Simplesmente é um livro que tenho que ler e apesar de saber que com certeza irei chorar, preciso saber cada detalhe de PS - Eu te amo, sua resenha só aumentou minhas expectativas e vontade de adquiri-lo =D

    Bjs

    daimaginacaoaescrita.com

    ResponderExcluir
  4. Apenas dos inúmeros livros da Cecelia que a Novo Conceito tem lançado, o que mais me interessa (e não apenas devido ao filme) é P.S.: Eu Te Amo, por isso passei ele na frente de muitos outros – mesmo assim vou demorar para começar a leitura. De qualquer forma, acho que a mensagem pode ser muito importante e necessária pra qualquer tipo de leitor. Espero gostar tanto quanto você.

    Beijos!
    Ricardo - www.blogovershock.com.br

    ResponderExcluir
  5. Como sempre sua resenha está perfeita, Mila.
    Já li P.S. Eu Te amo e confesso que gostei bastante, mas esperava mais, logo eu assisti o filme e me apaixonei e quando li o livro esperava algo parecido com o filme, mas é claro que toda adaptação cinematografica muda muita coisa... Hoje eu só queria ter lido o livro primeiro, acho que teria gostado muito mais do livro. Entretanto prefiro o filme.

    Mas uma coisa inquestionável é a narrativa e o poder da palavra da Cecelia... a mulher escreve muito bem, sou fã dela. Muito.

    bjão.

    ResponderExcluir
  6. Já assisti ao filme por isso não tenho muito interesse pelo livro.

    ResponderExcluir

Muito obrigada pelo Comentário!!!!