Resenh: “A Vez da Minha Vida” de Cecelia Ahern

Saudações Leitores!
Esse livro me cativou logo na primeira página, e por mais que eu tenha gostado de P.S. Eu Te Amo, escrito pela mesma autora, definitivamente, apreciei bem mais A Vez da Minha Vida. P.S. Eu Te Amo foi o primeiro livro da Cecelia e definitivamente é bem diferente de A Vez da Minha Vida.
Quero agradecer a Novo Conceito por ter me enviado o exemplar e assim pude estar fazendo essa resenha para vocês. Espero que apreciem!


A Vez da Minha Vida, Cecelia Ahern, Ribeirão Preto, SP: Novo Conceito, 2012, 384 pág.
Traduzido por Ronaldo Luis da Silva

Com o título original The Times of Life (2011), no Brasil foi publicado com o título A Vez da Minha Vida, escrito pela irlandesa Cecelia Ahern, autora dos livros P.S. Eu Te Amo (2004), Onde Terminam os Arco-íris (2005), Se Você Me Visse Agora (2006), Aqui é o Melhor Lugar (2007), As Suas Lembranças São Minhas (2008), O Livro do Amanhã (2010) entre outros.
Em A Vez da Minha Vida acompanhamos a narradora personagem Lucy Silchester mentindo descaradamente para nós, leitores. Na verdade, Lucy odeia mentir [ironia], mas uma mentirinha de nada a levou a praticar outras mentiras e tudo foi virando uma imensa bola de neve e sua vida ficou completamente devastada. Lucy está frustrada porque terminou seu relacionamento de cinco anos com Blake, na realidade não foi ela quem terminou, foi ele. Desde esse dia Lucy não é mais a mesma.

"Você nunca se esquece das coisas que fez e que sabe que não deveria ter feito. Elas ficam vagueando por sua mente, como um ladrão avaliando o local para um trabalho futuro." (p.6)

Lucy tem uma vida miserável, num emprego que odeia, com amigos que ela acredita que não a suportam e morando num apartamento minúsculo que se torna a representação física de seu caos particular e, para completar divide o minúsculo apartamento com o Senhor Pan, um gato hermafrodita, num prédio em que é proibido ter gatos! Pra fechar com chave de ouro a família de Lucy é perfeita: seus irmãos Riley e Philip são profissionais bem sucedidos e apenas ela que não faz o que ama, além do mais sua mãe é... bem, sua mãe e seu pai um carrasco que a menospreza. Viram? Perfeição total!
É por todos esses motivos que Vida começa a mandar cartas e mais cartas para se encontrar com Lucy, mas Lucy se recusa a dar atenção a sua vida, ela está conformada demais com sua desgraça para olhar a sua vida. Mas a Vida não desiste e persiste. Falando em Lucy... gente, ela é hilária, mentirosa descarada e completamente louca, mesmo vendo a usina de defeitos dela eu compreendi seus motivos e frustrações, mesmo vendo que ela é cabeça dura eu adorei essa personagem!

"Vida era como um tio bêbado em um casamento ruim, tentando dançar como John Travolta em uma mistura bizarra de Pulp Fiction com "Stayin' Alive", mas estava feliz e me fez sorrir. Então, fiz um pouco de Uma Thurman e dancei com Vida como se ninguém estivesse vendo, até que éramos os últimos na pista e os últimos a sair. Ele era persuasivo: a vida tem um jeito de conseguir o que quer quando realmente sabe o que quer." (p.170)

Cecelia Ahern escreveu um livro peculiar que tem tudo para agradar até os mais exigente dos leitores, pois o livro é divertido, irônico e faz você rir feito louco durante a leitura [melhor não ler em locais públicos, caso contrário, mandam te colocar uma camisa de força]. A questão é que, várias pessoas podem estranhar o fato da Vida ser uma pessoa como outra qualquer e que reflete tudo o que somos e que às vezes não enxergamos. Esse fato é a parte bizarra da história, mas se você for um leitor que não se importa com essas bizarrices e aceita a Vida como um ser humano então você vai curtir o livro, até porque no livro o fato de a Vida bater na sua porta é algo bem natural, super comum!
No principio, confesso que achei estranho de ver a Vida como pessoa, mas aos poucos me acostumei com a ideia e desejei conhecer a minha Vida (em pessoa), a história faz refletir, nos faz rir e eu simplesmente devorei o livro e ficava rindo a toa. Particularmente, gostei muito mais de A Vez da Minha Vida do que de P.S. Eu Te Amo [não me matem!], sei que ainda é cedo para julgar, pois só conheço esses dois livros da Cecelia, mas P.S. Eu Te Amo foi escrito em 2004 e A Vez da Minha Vida em 2011 e isso comprova que a escritora evoluiu bastante, pelo menos é isso que se espera.

"Tentei pensar em meus sonhos, aonde queria chegar, o que realmente queria, mas acho que, para saber o que você quer, tem que saber o que não quer e tudo o que realmente desejei foi que Vida não tivesse me contato, para que eu pudesse ter continuado no caminho que estava seguindo. Vida complicou as coisas, Vida tentara fazer as coisas mudarem quando eu estava perfeitamente satisfeita. Ele chamou meus hábitos de rotina e me tirou daquele lugar confortável. Gostava de minha rotina; perdi minha rotina e choraria a morte dela para sempre. " (p.196-197)

A reflexão que a Cecelia Ahern provoca é intensa e emociona, porque muitas vezes negligenciamos nossa vida e nossos objetivos e isso acaba nos tornando pessoas frustradas, com certeza, mais do que indico A Vez da Minha Vida este é um daqueles livros que dá vontade de fazer com que todos os  seus amigos leiam.

Camila Márcia

7 comentários:

  1. Quero muito ler esse livro! Eu tive contato com alguns capítulos em função de um ação da Novo Conceito mas não cheguei a receber o livro pra resenha. Pelo que havia lido achei a Lucy divertidíssima.

    (desconstruindoaspalavras.blogspot.com.br)

    ResponderExcluir
  2. Ótima resenha Mila, fiquei tãooooooo curiosa que vou colocar o livro na minha lista de desejados!

    bjs.
    JU

    ResponderExcluir
  3. Adorei a resenha Mila, faz tempo que estou de olho nesse livro e a cada resenha que leio meus olhos ficam cheios de lágrimas por ainda não tê-lo. Quero muito flor!

    Abraço.

    ResponderExcluir
  4. Definitivamente quando terminar minha atual leitura: Cruzando o Caminho do Sol, vou partir para a leitura de: A Vez da Minha Vida, sinceramente sua resenha me convenceu a lê-lo absolutamente agora... kkkkk

    ResponderExcluir
  5. Mila, quero muito ler esse livro desde o lançamento. Ansiosa demais.

    beijinhos.

    ResponderExcluir
  6. Tenho curiosidade em conhecer a escrita da Ahern, mas após o lançamento de "A Vez da Minha Vida" e de "O Livro do Amanhã" passei a me interessar muito mais por esses dois. Ambos parecem ser bizarros e ainda assim cativantes, enquanto P.S. Eu Te Amo, aparentemente, é muito mais emocionante. Acho interessante saber que o livro te encantou tanto, "pena" que irei ler na ordem de publicação, por isso vai demorar um bom tempo para chegar nesse livro :x

    Beijos, Mila.
    Ricardo - www.blogovershock.com.br

    ResponderExcluir
  7. Ai, Mila, tu me fez querer ler esse livro imediatamente. Estou evitando ler P.S. Eu te amo há tempos, com medo do que posso encontrar lá (não quero chorar que nem uma louca). Evitei também A Vez da Minha Vida porque achei que fosse aquele drama do P.S., mas agora que sei que não é, lerei. Adoooooro personagens engraçadas e loucas!
    Ótima resenha. Espero gostar tanto de A Vez da Minha Vida quanto você.
    Beijos,
    Mari
    http://mundo-da-noite.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Muito obrigada pelo Comentário!!!!