Resenha: “Will & Will - Um nome, Um destino” de John Green e David Levithan

Saudações Leitores!
Desde o lançamento eu estava treslouca para ler Will & Will, por dois motivos: o assunto abordado e por ser de dois escritores muito conhecidos e que nunca tinha lido nada deles. Juntando o útil e o agradável, a Galera Record me surpreendeu com esta cortesia (obrigada!). Não deu outra: li urgentemente e vocês conferem o que achei aqui:


Will & Will - Um nome, Um destino, John Green e David Levithan, Rio de Janeiro: Galera Record, 2013, 325 pág. Traduzido por Raquel Zampil

O título original de Will & Will - Um nome, Um destino é Will Grayson, Will Grayson (2010), escrito por John Green, autor de Quem é Você, Alasca? (2005), O Teorema de Katherine (2006) e A Culpa é das Estrelas (2012) já publicados no Brasil e por David Levithan que também é um escritor de livros para jovens e adultos e escreveu numerosas obras com personagens masculinos gays, seus livros publicados no Brasil são: Nick e Norah (2006) e Todo Dia (2012).
A história é narrada em primeira pessoa, cada capítulo é narrado por um dos Will Grayson, já que no livro temos dois Wills, um que é heterossexual e um homossexual. A narrativa é bem encantadora e fluida, isto é, prende o leitor. Os dois Wills por um acaso do destino além de terem o mesmo nome acabam se encontrando numa sex shop, em uma dramática e bizarra situação.
Will Grayson heterossexual é um garoto tímido, apagado e calado que esconde seus sentimentos e palavras, nunca fala o que pensa e tem medo de tudo. É o típico adolescente levado pelos amigos, não é muito popular, mas tem um amigo gay que é o gay mais gay que já conheceu e se chama Tiny Cooper e tem Jane e Gary. Sua família é estruturada, mas Will Grayson não sabe o que quer ele sempre quer o que os outros dizem para ele querer e no amor ele é uma verdadeira catástrofe, pois deixa passar todas as oportunidades de arranjar uma namorada, o que não é nada fácil para alguém cujo melhor amigo é o gay mais escandaloso da escola. De fato, todos pensam que Will também é gay.

"Só acho que, se você não diz a coisa mais sincera, às vezes, essa coisa nunca se torna realidade." (p.288)

O outro Will Grayson é gay, mas ainda não assumiu isso para ninguém embora esteja perdidamente apaixonado por Isaac. O Will gay é uma pessoa depressiva, a família desestruturada, só tem mãe, pois seu pai foi embora, não tem amigos a não ser dois nerds estranhos chamados Derek e Simon. Ah, tem Maura, mas particularmente ele a despreza.

"no entanto, não posso deixar de pensar que "trocar de vida" é algo que somente um completo idiota pode acreditar. como se você pudesse pegar o carro, ir até uma loja e comprar uma vida nova. vê-la em sua caixa brilhante, olhar pela tampa de plástico, vislumbrar a si mesmo em uma nova vida e dizer: "uau, pareço muito mais feliz - acho que esta é a vida de que preciso!", levá-la até o caixa, pagar no cartão de crédito. se trocar de vida fosse fácil assim, seríamos uma raça em êxtase. mas não somos." (p.81)

O destino dos dois Will Grayson se cruzam numa noite particularmente horrível para ambos, e por consequência Will 1 apresenta seu amigo Tiny a Will 2 e os dois começam a namorar. Will 1 também está apaixonado por Jane, mas ele não sabe como dizer isso para ela.
Green e Levithan escreveram um livro em que fica claro que a temática é o amor não só carnal, passional, mas também o amor de amigos e o respeito e a sinceridade com que uma amizade é levada, além do mais mostra os vários conflitos que tanto homossexuais quanto heterossexuais passam na descoberta do amor e na tensão das expectativas.
Will & Will livro é muito fofo, daqueles que ao finalizar a leitura você fica pensando e pensando nos personagens, em particular Tiny, não consigo entender porque o livro não se chamou Tiny, porque na realidade o Tiny é o que liga os dois Wills é o ponto em comum na vida desses dois adolescentes desconhecidos que tentam descobrir a si mesmos e ao mundo.
Mesmo não tendo lido nada do John Green antes e nem de David Levithan, mas por saber seus estilos de escritas, na narrativa fica completamente visível qual dos Will cada um escreve.
Com certeza, se você tem algum tipo de preconceito você precisa ler Will & Will, porque independente da opção sexual de uma pessoa, todos merecem respeito. É por amor que muita coisa acontece e é o amor que nos faz capazes de entender o que nos cerca independente de qualquer outra coisa. Will & Will pode não ter me feito chorar, mas me fez ver o mundo e as pessoas com outros olhos, olhos de Tiny Cooper: temos que fazer a nossa parte para mudar o mundo e disseminar o amor e a amizade!

Camila Márcia


7 comentários:

  1. Ai, quero esse livro,agora! Sua resenha me conquistou, preciso de algum livro de Green, ainda não li nada dele, e acho que vou começar por esse!
    Beijos.
    http://www.garotadolivro.com/

    ResponderExcluir
  2. John Green é meu divo eterno e esse livro está na minha lista, logo depois de eu terminar de ler Paper Towns.

    http://itsjuliasfault.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi, Camila!
    Foi muito engraçado: eu tava conversando com a Fê sobre esse livro, aí vc divulgou a resenha no twitter rs.
    Este livro tá gerando opiniões bem diferentes, mas estou me preparando para não me decepcionar, já sabendo bem do que o livro fala (o fato de Tiny ser o "protagonista" - ou quase).

    Eu só conheço a escrita do John e vou conhecer a de David, pois tenho muita curiosidade de saber como é.

    Espero gostar tanto quanto vc (e a Fê rs).

    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Oi Mila!
    Esse também foi meu primeiro livro do John Green e do David Levithan. INCRÍVEL, me apaixonei pela sensibilidade dos dois. É realmente fantástico esse livro.

    Um beijo,
    Luara - Estante Vertical

    ResponderExcluir
  5. Pra sua resenha ficar perfeita, faltou você falar mais do Tiny DIVO Cooper, rsrsrsrs. Brincadeira flor, AMEI a sua resenha, transmitiu tudo que eu senti lendo o livro. Realmente o tema era o amor, seja ela por um amigo, por um conjuge, pelos pais, etc.
    Não foi meu primeiro livro do JG (já li ACEDE), mas foi o primeiro do Levithan e quero ler mais coisas dele.

    Beijos
    www.leitoraincomum.com

    ResponderExcluir
  6. Will 1, Will 2.... fiquei meio confusa, mas acho que intendi a história toda hahaha
    parece ser um livro excelente!!! também estou doida para ler *-*
    2 autores ótimos em um lugar só, só pode ter se tornado uma coisa boa :P

    ResponderExcluir
  7. Oi Camila.
    Essa é a primeira resenha que leio desse livro, to com ele aqui no kindle, mas a premissa não me atraiu tanto, precisava saber um pouco mais da história e sua resenha está perfeita pra sanar minha necessidade.
    Já que o assunto é amor...to dentro.

    Beijos
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir

Muito obrigada pelo Comentário!!!!