Resenha: “Pode Beijar a Noiva” de Patricia Cabot

Saudações Leitores!
Devo confessar que nunca senti vontade de ler Meg Cabot e, juro, se não tivesse ganhado de minha amiga Poliana esse livro eu não teria lido e nem conhecido a Meg. Assumo que não esperava grande coisa do livro e, no fim, tive ótimas surpresas com ele, principalmente em relação a narrativa, Meg/Patricia escreve com uma simplicidade e um carinho incrível. Pretendo ler outros livros da escritora. Saiba mais o que achei lendo abaixo:

Pode Beijar a Noiva, Paricia Cabot, São Paulo: Planeta (Essência), 2011, 238 pág.
Traduzido por Sulamita Pen

Kiss The Bride, no Brasil, Pode Beijar a Noiva, foi escrito por Patricia Cabot, pseudônimo de Meg Cabot. Trata-se de um romance de época envolvente e sedutor.
Até então, nunca tinha lido Meg Cabot e foi um prazer ler um livro dela, mesmo sobre o pseudônimo de Patrica Cabot, mesmo que ela não escreva mais através desse pseudônimo, os livros que ela publicou sob ele ainda continuam a serem produzidos e traduzidos em/para vários idiomas.
Pode Beijar a Noiva, traz aquela história de época bem água com açúcar e cheia de sedução típicas de romance de banca. Temos Emma Van Court, órfã, criada pelos tios ricos e que é muito amiga de Stuart e James. Stuart é primo de James e está sempre envolvido em causas nobres e da igreja. James, ou lorde Denham é um homem de personalidade forte e demasiadamente rico e bonito.
Com essas informações, é claro que vocês já deduziram o triângulo amoroso. Só que não é realmente assim, Emma está apaixonada por Stuart e decidiu fugir com ele para a Ilha de Faires, na Escócia, e se casarem. Não obstante, James revolta-se com tal atitude, pois ele é apaixonado por Emma.
Contudo, o inevitável acontece e Emma e Stuart fogem, casam-se e moram em Faires até o dia em que Stuart morre. Quando James descobre a morte do primo corre para a abominável Ilha de Faires para socorrer e entender porque Emma escondeu a morte de Stuart.
Na ilha há toda uma situação embaraçosa em que Emma está às volta com uma herança, mas impossibilitada de recebê-la já que, para se apoderar da herança, ela precisa voltar a se casar. Um acordo que mudará as vidas de todos da ilha está a ponto de acontecer. Uma verdade vem à tona. Uma revelação aparece inesperadamente e o amor desvanece a dor e derruba barreiras.
Em Pode Beijar a Noiva, temos uma história leve, viciante, erótica e sedutora; tem uma delicadeza doce capaz de encantar todos os tipos de leitores. Os personagens também são um ponto forte na história, pois eles são cativantes e intensos, quase palpáveis.
Em suma, apesar de clichê e completamente previsível desde a primeira a última página, Pode Beijar a Noiva é um livro bem interessante para distrair, passar o tempo e se encantar. Poucas histórias tão simples e clichês são capazes me envolver como este livro conseguiu, acabei de descobrir que necessito ler mais Meg Cabot.

Camila Márcia

2 comentários:

  1. Eu estava super interessada em ler esse livro. Depois que vi sua resenha me interessei ainda mais, sou apaixonada por histórias assim e sinto que esta ira me cativar.
    Parabéns pela resenha, ótima!!
    Aproveitando, te indiquei para uma tag, um grande beijo e sucesso
    http://livrosimaginarios.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Camila,obrigada pela visita e comentário.
      Então se você tiver oportunidade de ler este livro vale muito a pena, ele é muiiiiiiiiiito fofo.

      xoxo
      Mila F.

      Excluir

Muito obrigada pelo Comentário!!!!