Livros e... Abandono



Saudações Leitores!
Amo fazer postagens diferentes para o blog, mesmo quando tenho tão pouco tempo para me dedicar a elas, mas deixando essas particularidades pessoais de lado gosto de falar de livros e assuntos literários, então, pensei em falar sobre algo que todos nós, leitores, fazemos em algum momento da vida mesmo ficando com o coração dilacerado: abandonar uma leitura.
Certamente um leitor compulsivo não gosta de abandonar um livro pela metade, mas infelizmente há determinadas leituras que se tornam intragáveis – o que é uma pena – e também, como leitores assíduos não temos vocação – leia-se paciência – para ler um livro que simplesmente não nos prende. 

Ora, no meio de tantos lançamentos e leituras realmente agradáveis, por que se deter a um livro que não nos chama a atenção? Costumo pensar que antes de ler tantos livros eu me obrigava a ler tudo o que começava, mas hoje, após ter uma proficiência maior em literatura não consigo ler algo que não me prenda até a metade do livro, hoje sou bem mais criteriosa com o que leio. Acredito, firmemente, que, quanto mais lemos, mais criteriosos ficamos. Volto a frisar que, com tantos livros na estante e vários outros nos desejados, é praticamente inconcebível um leitor ávido e experiente passar dias e dias numa leitura maçante.
Não obstante, reconheço que gosto não se discute e, portanto, um livro que achei muito ruim pode ser para outro tipo de leitor um dos favoritos dele. Essa diversidade de leitores e de literatura é um ponto extremamente maravilhoso nesse mundo da leitura: sempre haverá leitores para todos os gostos e gêneros literários.
Eu, particularmente, acredito que todo ser humano alfabetizado é um leitor em potencial, entretanto, a escola ou a sociedade falhou ao lhe apresentar apenas um determinado tipo de literatura – a clássica – pois pode ter prejudicado todo o potencial dele, entretanto, muitas vezes é esse contato literário na escola que faz despertar o gosto pela leitura. É importante, sobretudo, deixar as leituras livres para que todos possam descobrir o tipo de livro que mais lhe agradam e assim lerem cada vez mais.

Um ponto interessante é que não deveríamos ficar com peso na consciência por abandonar um livro – mesmo que o este tenha sido muito bem recomendado – o importante mesmo é ler por prazer e principalmente aquilo que gostamos.
Sei que falar é fácil, mas quando abandonamos um livro dói bastante, sentimos que deixamos um campo de batalha e dá aquela sensação de perda e medo: e se a história - por algum milagre - fica boa depois? Bem, provavelmente não fica, mas esse medo deixa qualquer leitor devastando, por isso é que é tão difícil abandonar uma leitura.
Mas o que realmente leva um leitor a abandonar um livro?
Bem, no meu entender, o principal motivo seria o leitor não estar na vibe para aquela leitura, estar saturado daquele gênero, ou ter um enredo ruim, ou ter uma narrativa lenta e excessivamente culta a ponto de necessitar sempre de um dicionário do lado, ou um livro mal escrito (não existe coisa pior!), ou estar vivendo a famosa ressaca literária.
E você, o que te faz abandonar a leitura de um livro? Qual – ou quais – livros você já deixou encostado?

Camila Márcia

10 comentários:

  1. "Volto a frisar que, com tantos livros na estante e vários outros nos desejados, é praticamente inconcebível um leitor ávido e experiente passar dias e dias numa leitura maçante." hm.... acho que não concordo ><' Eu sempre pensei da seguinte forma: todo livro tem uma mensagem e algo a nos acrescentar, então, não consigo abandonar livro nenhum sem antes tirar todas as conclusões possíveis sobre ele. Tenho que dizer que esse meu posicionamento já me rendeu leituras horríveis, mas, por exemplo, se eu tivesse abandonado A hospedeira q até a página 100 foi maçante pra mim, eu teria me arrependido muito... mas, como você mesma disse, é tudo questão de gosto e de ponto de vista ^^ Muito interessante o post.

    Beijos!
    Polly - Entre Livros e Personagens

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, Pollyanna, como entendo você. Antes eu não abandonava um livro por nada nessa vida era um práxis minha: jamais deixar um livro pela metade mesmo que eu estivesse achando horrível, eu achava um sacrilégio abandonar a leitura e me forçava a seguir... já cheguei a passar meses no mesmo livro, acredita? Mas, com o tempo, percebi que eu estava exagerando e que com tantas opções em casa e nas bibliotecas eu deveria aproveitar e ler apenas aquilo que eu gostasse.... mas, por via de regra, eu sempre leio até a metade do livro pra ver se ele tem salvação... se passar da metade e ele não melhorar então deixo de lado, leio algo mais atrativo...
      Mas, é claro que esse posicionamento: de abandonar um leitura, tem muito da decisão da pessoa e do gosto e do tempo... é uma série de fatores, eu entendo.

      Muito obrigada por seu comentário e visitinha, flor.

      xoxo
      Mila F.

      Excluir
  2. Oi Camila.
    Você está coberta de razão. A coisa mais difícil do mundo pra nós, leitores, é abandonar um livro. Eu tento ao máximo não parar uma leitura, mas tem uns livros que vamos combinar, né? E eu sou do tipo que tenta ler o livro mais de uma vez, porque às vezes a gente só não tá no momento para aquela leitura. Isso aconteceu comigo com "A Mulher do Viajante no Tempo": comecei a ler uma vez, não gostei. Na segunda vez, não consegui parar de ler e ele virou um favorito. HUASEHUASHEUASEHAE Mas o mesmo não aconteceu com os livros do Dan Brown. Peço desculpas aos fãs dele, mas pelor amor de Deus, esse cara não me desce. Além de todos os livros do Dan Brown, já abandonei mais 05 livros (ai meu coração) durante toda a minha vida literária: "Deusa do Mar", "Copo Vazio", "Cinquenta Tons Mais Escuros", "Clarice na Cabeceira" e "Sombras".
    Beijos!

    http://roendolivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Ana [acena]!
      Acho que por já termos vivido o dilema de abandonar ou não um livro sabemos que isso é bem comum entre leitores e o quanto isso machuca... principalmente quando um livro é bem comentado: Por que eu não gostei? Será que o problema é a gente?
      Bem difícil, viu...
      Também já aconteceu comigo de eu começar uma leitura e não gostar, partir para outra e depois retomar aquele livro depois e gostar bastante... por isso, antes de abandonar em definitivo um livro costumo dar uma segunda chance... mas tem vez, viu, que não entra.... hihihi
      Ainda vou ler A Mulher do Viajante no Tempo e espero gostar... já Dan Brown - apesar de conhecer várias pessoas que gostam - ainda não me senti impulsionada a ler... simplesmente não tenho interesse. Livros eróticos, bem, não fazem meu estilo... eles sempre carecem de um enredo bom - porque o foco são as cenas de sexo - e portanto a narrativa quase não se justifica... Mas para quem curte, tem muito erótico no mercado e que valem a pena a leitura [assim dizem minhas amigas fãs do gênero].

      Obrigada pela visita e comentário flor...

      xoxo
      Mila F.

      Excluir
  3. Concordo muito com você! Quanto mais lemos, mais ficamos exigente com a próxima leitura. Eu também era daquelas que lia um livro até o final para que fosse justo dar uma opinião sobre ele. Dou ao livro toda chance que ele tem de me prender antes dele ser abandonado. Hoje ainda tenho dó de deixar um livro pela metade e vergonha de demonstrar minha opinião para algo que ficou incompleto, mas tenho muitos mais abandonos do que antigamente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Roh, obrigada pela visita e comentário.
      A opinião dos seguidores aqui do blog são muito importante para mim e pelo o que estou vendo, não é apenas eu que sofre por abandonar um livro... e eu também dou todas as chances possíveis para um livro antes de abandoná-lo... quero me certificar de que não vou me arrepender... Mas tem vez que não rola aquela leitura.
      Não tenho uma lista muito grande de livros abandonados, mas tenho alguns já. Hoje penso da seguinte forma: quero ler livros bons que me deixam com mais vontade de ler e não um livro que me arraste com ele para um marasmo e uma falta de empolgação...

      xoxo
      Mila F.

      Excluir
  4. Eu sou das que abandona sem do... Ou por ser muito maçante ou por não estar no clima de uma leitura mais pesada (ai eu deixo pra depois)....

    http://foreverabookaholic.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Camylla,

      Por isso que digo, tem gente que insiste naquela leitura quando talvez fosse melhor abandonar e tentar retomar a leitura depois de um tempo...

      xoxo
      Mila F.

      Excluir
  5. Eu acho que não devemos nos prender a uma leitura chata tendo tantos livros bons sendo lançados... passa pra frente aquele livro que você não consegue engolir as páginas e parte para outro e outro e outro até gostar... Eu sou daqueles que só acredita em leituras feitas com prazer... óbvio que há coisas que somos obrigadas como ler apostilas e livros para estudo de escola e faculdade, mas há um objetivo: notas e conhecimento... mas você pegar um livro para desopilar e ficar lendo ele sem gostar não rola...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Em,

      Acho que a gente tem mesmo que ler por prazer a literatura de diversão... a a literatura teórica que devemos ter obrigação porque fomos nós que escolhemos uma determinada profissão e temos que nos atualizar, mas literatura em que lemos para nos distrairmos tem que ser feita com prazer... acho que se começar a ler um livro e perceber que não está naquela vibe pode mudar e quem sabe mais adiante retomá-lo...

      xoxo
      Mila F.

      Excluir

Muito obrigada pelo Comentário!!!!