Resenha: “Contos da Seleção: O Príncipe e O Guarda” de Kiera Cass

Saudações Leitores!
Acompanho a trilogia desde a publicação de A Seleção e, claro, foi amor a primeira vista e muita, muita, muita expectativa até a publicação do volume seguinte A Elite, portanto, quando foi lançado Contos da Seleção: O Príncipe e O Guarda, não pensei duas vez e solicitei a Editora Seguinte um exemplar para resenhar, mesmo já tendo lido o conto O Príncipe. Agradeço imensamente a Seguinte ter me cedido o exemplar. Li o livro todo em um dia e eis a resenha para vocês. Detalhe: não tem spoiler, fiquem tranquilos.

Contos da Seleção: O Príncipe e O Guarda, Kiera Cass, São Paulo: Seguinte, 2014, 257 pág.
Traduzido por Cristian Clemente.

The Selection Stories: The Prince and The Guard trata-se do livro contendo os dois contos escritos por Kiera Cass para amenizar depois de A Seleção a espera pelas continuações: A Elite e A Escolha (que ainda será lançado).
Os contos fizeram tanto sucesso que foi publicado Contos da Seleção: O Príncipe e O Guarda, que pode ou não ser lido pelos fãs da trilogia e, acredito, que todos optam por ler, pois se tratam de contos curtos e envolventes sob a perspectiva de Maxon, O Príncipe, e Aspen, O Guarda.
Ano passado, antes da publicação de A Elite foi disponibilizado o conto O Príncipe que li e na resenha disse que o conto não tinha spoiler, de fato não há spoiler, mas narra partes de A Seleção sob a visão de Maxon e de como ele conheceu America, contudo o conto mostra muito mais que isso, e nos apresenta toda a pressão que Maxon passa [impossível não soltar suspiros] e, neste livro, [para a alegria geral dos fãs] Kiera Cass nos presenteou com um “Final estendido exclusivo de O Príncipe” que vem a narrar sob a visão máster fofa de Maxon uma situação inusitada que ele viveu com America em A Seleção, foi muito bom rever essa cena sob o olhar dele e perceber o quanto ele ficou assustado e revoltado com a atitude corajosa de America. O mais interessante para quem quer ler esse conto é ler o primeiro volume da trilogia antes, pois as coisas ficam mais encaixadas.

Este ano, próximo ao lançamento do terceiro livro que finalizará a trilogia, A Escolha, foi lançado o segundo conto: O Guarda que está disponível neste livro. Este conto é narrado sob a perspectiva de Aspen, que está no castelo e simplesmente está arrependido por ter deixado America se inscrever para a seleção e tenta de todas as formas mais discretas e até audaciosas possíveis reconquistar Meri. Aspen está seguro de que Meri é a mulher de sua vida e teme que tenha descoberto isso tarde demais. Lemos cenas de profunda sensibilidade neste conto, pois Aspen e Meri tem uma história juntos e é impossível não percebermos a grande conexão que ambos têm, ademais, como não se emocionar novamente com a triste cena do guarda Woodwork e Marlee? Ou das constantes invasões ao castelo? O Guarda, no entanto, deve ser lido somente após A Elite, pois também traz partes de coisas que aconteceram no livro e até sugestiona algumas atitudes bizarras que o rei Clarkson com Maxon que nos dão dicas do que poderá acontecer em A Escolha [pelo menos eu fiquei com essa impressão].
Após os contos O Príncipe e O Guarda, temos um trecho de A Escolha [que não tive coragem de ler, prefiro aguentar mais um pouco até o lançamento] e, posteriormente, temos alguns Extras que são incríveis: uma entrevista com Kiera Cass, com perguntas bem bacanas sobre o surgimento da trilogia e dos personagens; A lista completa das Selecionadas; A Lista das Castas; As árvores genealógicas de America, Maxon e Aspen, que contem explicações bastante sugestivas e; para finalizar, temos a playlist oficial dos livros A Seleção e A Elite.
Em suma, Contos da Seleção: O Príncipe e O Guarda é um livro maravilhoso e, para quem é fã, trata-se de uma leitura mais do que obrigatória.

Camila Márcia

10 comentários:

  1. Milaaaaaaaaa, você já leu Contos da Seleção? Claro que sim, né? O tanto que você gosta dessa trilogia é claro que teria lido. Estou ansiosa para ler também.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim Ju, já li e faz um tempinho, mas só agora que postei a resenha. Fico feliz que você trnha gostado e espero que você leia logo e goste do livro. Fofo.

      xoxo
      Mila F.

      Excluir
  2. Eu vivo entre o amor e o ódio com a Kierinha, porque sinceramente ela atropelou a distopia e as reflexões criticas em prol do triangulo amoroso Aspen, America, Maxon e eu acho que dava para equilibrar os dois lados do livro. Mas, amooo a Kierinha por ter feito a America, a protagonista mais geminiana de todos os tempos. Também corri para ler "Os contos da Seleção" porque fã não resiste néh?!?!? Já reservei inclusive "A escolhida" no Submarino hohohoho \o/ Estou super, ultra, plus ansiosa para conhecer a continuação dessa história.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hihihihi
      Tenho que reconhecer que dava para ter um equilíbrio entre o romance do livro e a parte distópica, seria o máximo pois assim o livro seria completo, até porque a gente fica com umas perguntas e não sabemos responder...
      Mas também estou ansiosa por A Escolha, ansiooooosa demais!

      xoxo
      Mila F.

      Excluir
  3. Camila,
    amei, eu gosto bastante da trilogia, reconheço que há pontos soltos e que deveriam ter sido mais bem trabalhados, nem que os livros tivessem mais páginas, mas infelizmente o foco é o triangulo amoroso, então eu considero esse triangulo um dos mais perfeitos dentre vários livros... chega parte o coração em pensar que ela terá que escolher um.... porque todos sabemos que a escolha será de América e não de Maxon. hihihihi

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Duda,
      O foto é realmente o triângulo amoroso e por mais que queiramos um desenrolar e explicações sobre esse mundo distópico é difícil termos as respostas para nossas perguntas, bem só falta um livro e as respostas não surgiram... pela lógica não virão, mas quem sabe...

      xoxo
      Mila F.

      Excluir
  4. Oi Mila,
    Também sou fã da trilogia e estou ansiosa pela publicação de A escolha, gostei da Seguinte ter publicado Contos da Seleção, para podermos guardar os contos junto com os livros, puxa é tão ruim ser fã de uma série e disponibilizarem contos em formato digital e a gente querer que eles se tornem livros físicos para podermos colocar na prateleira junto com os demais livros... enfim...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Em,
      Sabe que também penso assim? Gosto quando saem contos extras, mas me irritam não os ter publicados no papel... A Seguinte arrasou trazendo para o Brasil essa publicação.

      xoxo
      Mila F.

      Excluir
  5. Ainda não li nenhum dos contos ainda, mas sou Team Maxon assumida. É claro que quero ler O Guarda também, até já ouvi rumores de que depois de ler algumas fãs até mudaram de time, hahaha. Eu até tenho os contos baixados já que a Seguinte disponibilizou, mas o que me incentiva a comprar o exemplar são esses extras aí.
    Agora é esperar ansiosamente por A Escolha e saber como será o desfecho dessa trilogia distópica incrível!

    Beijocas :3
    http://surtosliterarios.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Mallu, obrigada pelas visitas e comentários fofos!
      Também sou team Maxon e o conto O GUARDA realmente nos deixa suspirando, mas pera... Maxon, Maxon, Maxon... <3 já roubou meu coração e apesar de ter suspirado pelo Aspen, o que são alguns suspiros se o Maxon foi quem roubou meu coração? hihihihi
      A Escolha já pode vir...

      xoxo
      Mila F.

      Excluir

Muito obrigada pelo Comentário!!!!