Resenha: “Mentirosos” de E. Lockhart

Saudações Leitores!
Quando eu recebi a prova antecipada de Mentirosos* eu não sabia bem o que esperar da história e isso foi maravilhoso, do meu ponto de vista, pois me proporcionou um fator surpresa incrível. Confiram a resenha abaixo e me deixem desabafar um pouco meus sentimentos - não, não vou soltar nenhum spoiler, sosseguem... Ah, detalhe: hoje é o dia do lançamento desse livro, pay attention! Outro detalhe: essa capa é a da prova do livro, a capa real dele é diferente da que vocês verão abaixo.

Mentirosos, E. Lockhart, São Paulo: Seguinte, 2014, 272 pág.
Traduzido por Flávia Souto Maior

We Where Liars (2013) foi escrito por E. Lockhart, a mesma escritora de O Histórico Infame de Frankie Landau-Banks já publicado no Brasil.
O que posso falar de Mentirosos? Este foi um livro que me roubou as palavras, é um livro extremamente bem escrito, cheio de metáforas, com uma narrativa que prende o leitor, expõe mistério, romance, família e amizade. Se eu tivesse apenas uma palavra para descrevê-lo seria: Inteligente.

"Seja um pouco mais gentil do que precisa ser." (p.125)

A história se passa no decorrer de vários verões (anos) na Ilha Beechwood que é da família Sinclair e, Cadence vai narrando o que lhe aconteceu no decorrer dos anos e o que aconteceu com seus Mentirosos: Gat, Mirren e Johnny. A história prende o leitor desde o começo, pois o jogo de palavras e mistérios vão instigando a cada página.
Mentirosos por ser tão bom e cheio de detalhes completamente reveladores é quase impossível de se resenhar, pois corremos o risco de contar algum spoiller [DeusMeLivre!], sim, cada palavra pode ser um detalhe importantíssimo para o desfecho surpreendente do livro.
Confesso que, fiquei completamente embasbacada com o final e não acreditei e fiquei remoendo durante dias o livro, tamanha foi a genialidade de E. Lockhart, o livro é inteligente e vai deixando pistas e vai surpreendendo a cada página.

"Na primeira noite, chorei, rói as unhas e tomei vinho roubado da despensa de Clairmont. Girei impetuosamente céu adentro, furiosa, golpeando estrelas em seu ancoradouro, rodopiando e vomitando.
Bati o punho na parede do chuveiro. Lavei a vergonha e a raiva em água fria, muito fria. Depois fiquei tremendo na cama como o cachorro abandonado que era, pele tremendo sobre os ossos." (p.28)

Vale ressaltar que, o potencial do livro não está apenas no fantástico enredo, mas também na forma de narrar de Lockhart, simplesmente faz mágica com as palavras, ademais os capítulos curtos e a narrativa ágil prende e fascina, absolutamente nada é desnecessário. Lockhart tem o poder da síntese e da objetividade com clareza e encanto, em momento algum eu me senti sendo ludibriada pela autora estar dando voltas na narrativa para dar volume ao livro. Fabuloso!
Outro ponto a favor do livro são os personagens: na medida em que eles são simples, são demasiadamente complexos e cheios de personalidades reais, é como se eles existissem realmente e estivessem ao nosso lado. Nota: não estou me referindo apenas aos personagens principais, mas a todos. Lockhart não negligenciou nenhum de seus personagens, o leitor pode notar o carinho com o qual cada um foi construído.  Aqui, também não posso deixar de citar um dos casais mais fofos que já vi: Candy e Gat, os dois tem química, dor, amor, desejo, intensidade, cumplicidade, confesso que meu coração palpitava sempre que os dois estavam juntos.

"Foi melhor do que chocolate ficar com você ontem à noite.
Como sou bobo! Achei que nada fosse melhor do que chocolate.
Em um gesto profundamente simbólico, te dou essa barra de Vosges que comprei quando fomos para Edgartown. Pode comer ou simplesmente sentar ao lado dela e se sentir superior." (p.45)
Não vou dar mais detalhes, porque seria cruel, o bom desse livro é as surpresas, portanto, acho que você não deveria perder tempo: leia-o já!


*Esse livro foi cortesia da Editora Seguinte, para saber mais sobre ele clique AQUI.

8 comentários:

  1. UAU ! Com uma resenha dessas, tenho que ler esse livro o quanto antes, gosto de livros inteligentes como esse :)
    Beijos, Polliana.
    http://www.vicioempaginas.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Polliana,
      pois super indico a leitura, o livro é muito inteligente e ao final você fica chocada e em êxtase. Eu fiquei louca querendo conversar sobre esse livro, é incrível.

      xoxo
      Mila F.

      Excluir
  2. Mila, esse livro ACABOU comigo <3 Também não sabia o que esperar e foi muito além do que eu esperava!

    Um beijo,
    Luara - Estante Vertical

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Lu,

      E que final, hein? Você não ficou chocada com o rumo maravilhoso e genial que a história tomou? Puxa, em momento algum eu suspeitei que fosse o que foi e ainda hoje tenho dificuldade de assimilar, mas refletindo a leitura, tudo se ligou de uma forma maravilhosa, desde o começo.

      xoxo
      Mila F.

      Excluir
  3. Oi Milaaa,
    Amo quando o livro em si faz com que nos apaixonemos não somente pelos personagens principais, mas pelos demais personagens. É ótimo ver que todos tem um papel legal no livro.
    Me interessei bastante pelo enredo que você citou e vou procurar saber mais e quem sabe ler.
    Ótima resenha
    http://livrosimaginarios.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Camilaaaaa, vá em frente, encare a leitura é saborosa e incrível.
      E se precisar de alguém para conversar sobre o livro estou aqui.

      xoxo
      Mila F.

      Excluir
  4. Muito boa sua resenha, fiquei muito curiosa com o livro, não vejo a hora de lê-lo. Beijos.

    http://dearsuckerblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Laine,

      Que bom que gostou da resenha e espero que você ame o livro, ele é maravilhoso, incrível e emocionante.

      xoxo
      Mila F.

      Excluir

Muito obrigada pelo Comentário!!!!