Resenha: “Não Olhe Para Trás” de Jennifer L. Armentrout

Saudações Leitores!
Quando recebi Não Olhe Para Trás* tive uma surpresa linda e mesmo não estando nas minhas pretensões de leituras do mês eu resolvi embarcar em suas páginas e foi muito bom, sabe quando você termina de ler algo realmente denso e precisa de um livro meio termo? Esse livro era exatamente o tipo de leitura que eu precisava: deliciosa!


Não Olhe Para Trás, Jennifer L. Armentrout, São Paulo, SP: Farol Literário, 2014, 440 pág.
Traduzido por Maria do Carmo Zanini

Don’t look back é um daqueles romances juvenis clichês, viciantes. Foi escrito por Jennifer L. Armentrout, escritora best-seller americana, também conhecida por publicar livros com o pseudônimo J. Lynn.
Não Olhe Para Trás nos conta a história de Samantha (Sammy) que perdeu completamente a memória e apareceu vagando, posteriormente foi encaminhada para sua família – que ela não lembra.
"Porque nada estava bem, e nunca ficaria. Eu estava presa àquela vida da qual não me lembrava, presa no corpo daquela garota, a tal Samantha Jo Franco, e, quanto mais eu descobria a respeito dela, mais eu começava a detestá-la." (p.37)
A melhor amiga de Sammy, a também adolescente Cassie está desaparecida e provavelmente morta, Sammy estava com ela, mas não lembra nada e todos que ela não conhece, mas que conhecia antes de perder a memória suspeitam de seu envolvimento com o possível crime.
Sammy quer entender o que aconteceu na noite em que desapareceu e quer ajudar a encontrar Cassie. Nesse meio tempo ela descobre que era uma pessoa horrível, não respeitava os amigos, humilhava as pessoas e tinha um namorado que todos acreditavam ser absolutamente perfeito para ela, mas ao perder a memória ela não consegue voltar a gostar de Del (particularmente Sammy faz com que o leitor odeie Del, rsrsrs) e se apaixona perdidamente por seu ex-melhor amigo gostoso, Carson.
"E, de repente, eu não dava a mínima para o fato de todo mundo acreditar que eu não sabia mais quem eu era, porque, com ele - com Carson -, eu sabia quem eu queria ser e era só isso que importava." (p.230)
O livro tem esse mistério, tem segredos e trata de temas sérios como bullying, relacionamentos familiares, ambição, escola, amizade, amor. Tudo que está direta ou indiretamente envolvido no mundo adolescente, no entanto o mistério gira em torno do desaparecimento de Cassie que se torna algo que Sammy quer descobrir: ela quer lembrar.
No geral Não Olhe Para Trás é um livro divertido e instigante, apesar de ser clichê. A narrativa é bem fluída e prende o leitor, mas devo confessar que tem algumas partes bem bobinhas e maçantes, mas não é sempre então dá para ‘engolir’ e o mistério relacionado ao desaparecimento de Cassie é bem solucionável.
Ao chegar ao final do livro vi minhas suspeitas se tornarem realidade e em momento algum fiquei na dúvida, ou seja, a confusão estava na cabeça de Sammy, o leitor descobre fácil em quem pode ou não pode confiar. O final total e completamente previsível, contudo a leitura agradável e os bons personagens salvou a trama clichê e tornou-a bem saborosa.

*Este livro foi cortesia da Editora Farol Literário, para saber mais sobre o mesmo, clique AQUI.

6 comentários:

  1. Essa resenha me fez lembrar do livro "Para Sempre". Será que realmente tem semelhanças?

    http://filosofodoslivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De qual autor? Porque se for daquele publicado pela Novo Conceito, não tem nenhuma semelhança não. Só o fato da personagem ter perdido a memória, só que Não Olhe Para Trás ela recupera paulatinamente suas lembranças.

      xoxo
      Mila F.

      Excluir
  2. Ahhh, às vezes um livro clichê e sem muitos mistérios é tudo o que precisamos pra dar um tempo pra mente, né?
    Esse livro já está na minha lista de desejados há um tempinho. Quero muito descobrir o que aconteceu com Sammy e Cassie, e também se a Sammy se torna uma pessoa melhor depois do ocorrido.

    Beijos,
    Duas Leitoras

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Kemmy,

      Então, concordo com você, vez por outra necessitamos de um livro bom, clichê e fácil para descansar a mente das grandes emoções sem, realmente, parar de ler, pois o prazer de ler é impossível de controlar.

      Espero que o leia e que aprecie a leitura tanto quanto eu.

      xoxo
      Mila F.

      Excluir
  3. Oii, tudo bom?
    Não gosto de livros previsíveis, adoro ser pega de surpresa :(
    Adorei a resenha, bem sincera e bem escrita.
    Um beijo.
    Garota do Livro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Katrine,

      Bem, eu também gosto de livros imprevisíveis, mas às vezes é tão gostoso ler algo previsível, sabe? Dá a sensação de lar, casa, rotina e é bom... porque se não tivéssemos isso seria tão cansativo... É bom um livro que não cansa.

      xoxo
      Mila F.

      Excluir

Muito obrigada pelo Comentário!!!!