Resenha: “Alltruísmo” de Guilherme Ramos

Saudações Leitores!
Sabe quando você se depara com uma capa bonita e com um título de livro bastante interessante? Então espiem só o Alltruísmo*, digam-me se não tive motivos para ficar curiosa e querer conferir o livro... Como sempre, depois de fazer uma leitura eu anseio por compartilhar com vocês minha experiência, então segue abaixo, não deixem de conferir, comentar...



Alltruísmo, Guilherme Ramos, Barueri, SP: Novo Século (Talentos da Literatura Brasileira), 2015, 260 pág.

Alltruísmo é um livro nacional, escrito por Guilherme Ramos e já tem alguns dias que terminei e não sei como definir este livro, porque é uma mistura de ilustrações, contos, crônicas, poema, etc.
Este livro tem de tudo um pouco sobre sentimentos, relacionamento, dia a dia. Ao mesmo tempo em que é poético é muito filosófico.

"Que lugar lindo você é.
Posso te marcar para sempre?
Ela tatuou palavras.
Ela tatuou amor no meu coração." (p.35)

No princípio do livro eu gostei mesmo, achei a proposta bem interessante, mas posteriormente achei que perdeu um pouco o rumo e alguma coisa se perdeu, pode ter se tornado repetitivo e cansativo.
O objetivo do livro é, em sua essência, mostrar o Alltruísmo com dois lls, uma forma de reforçar a virtude e se importar mais com os outros do que com sigo mesmo. Alguns dos textos presentes em Alltruísmo mostra como podemos ser melhores, ou mesmo o que é possível mudar e como mudar, é um livro para ser lido com calma, porque tem a missão de nos fazer refletir.

"Dê a você de presente a vida que você veio viver. Máscaras é o sofrimento que pagamos por não termos coragem de ser aquilo que realmente somos para os outros." (p.101)

Alltruísmo não é bem o tipo de livro que eu costumo ler, mas é uma boa surpresa quando pego, porque me divirto e posso me dar a oportunidade de ‘navegar’ por páginas desconhecidas. Quando disse que gostei muito do começo do livro é porque realmente gostei, mas isso não quer dizer que não tenha gostado do restante, foi bem gratificante a leitura.



* Este livro foi cortesia da Novo Século, para saber mais sobre o mesmo, clique AQUI.

2 comentários:

  1. Oi,Mila!
    Eu adoro livros de contos e crônicas. E também curto poesia, mas faz tempo que não leio nada do gênero. Pelo que percebi esse livro é um mix de tudo isso, mas algo me deixou intrigada em relação à sua qualidade. O tema proposto é bem interessante, mas achei tudo meio autoajuda demais. Ou é só impressão mesmo?
    Pode ser uma boa leitura, mas confesso que não me chamou a atenção.

    Bj grande!
    Zilda Peixoto
    http://www.cacholaliteraria.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Zildaaaaaaaa,

      Bom ter você aqui, na verdade o livro é instrutivo mesmo, e isso pode ser considerado autoajuda, mas não acredito que seja só isso, a intenção também foi de escrever algo bonito e agradável para leitura.
      Não sei se é uma leitura indicada para todas as pessoas, possivelmente nem todo mundo se agradaria desta leitura, mas no geral eu gostei.

      xoxo
      Mila F.

      Excluir

Muito obrigada pelo Comentário!!!!