Resenha: “Por Lugares Incríveis” de Jennifer Niven

Saudações Leitores!
Eu não encontro palavras para descrever meus sentimentos por Por Lugares Incríveis* pois esse livro me deixou comovida, eu não sei nem o que falar e espero que minha resenha consiga expressar pelo menos 1/3 do que senti. Permitam-me compartilhar com vocês.


Por Lugares Incríveis, Jennifer Niven, São Paulo: Seguinte, 2015, 335 pág.
Traduzido por Alessandra Esteche

All the Bright Places, no Brasil: Por Lugares Incríveis foi escrito pela escritora norte americana Jennifer Niven, a escritora tem outros livros escritos, mas que não foram publicados no Brasil.
"... às vezes há beleza nas palavras difíceis _ depende da maneira como as lemos." (p.278)
Assim que olhei para a capa de Por Lugares Incríveis fiquei encantada, ao ler a sinopse foi algo intenso e que mexeu com meus sentimentos e fiquei ainda mais curiosa, no entanto – não sei explicar –, quando consegui ter o livro nas minhas mãos me bateu um pânico: e se eu não gostasse e se me magoasse? Essa leitura tinha tudo para mexer com meus sentimentos, traz um tema delicado para mim: suicídio/tentativa de suicídio, e infelizmente já tive uma experiência familiar sobre esse assunto e outra vez uma amiga também me proporcionou reviver isso.
Depois de tantos elogios e resenhas positivas sobre Por Lugares Incríveis, me deparei com a vontade de ler e abracei o livro. Realmente fiquei sem palavras para descrever a quantidade de sentimentos que me tomaram de assalto durante a leitura, não consegui deixar de me envolver com os personagens e sofrer junto com eles, chorar com eles e por eles.
"E se a vida pudesse ser assim? Só as partes felizes, nada das horríveis, nem mesmo as minimamente desagradáveis. E se a gente pudesse simplesmente cortar o tuim e ficar só com o bom?" (p.145)
Jennifer Niven, em Por Lugares Incríveis, nos conta a história de Theodore Finch e Violet Market, ambos se conheceram na torre do colégio quando pensaram em saltar de lá para abraçar a morte, mas Finch conseguiu convencer Violet a não saltar, a não se suicidar e Violet, por sua vez salvou Finch.
É importante salientar que ambos eram completamente diferentes e que algo trágico os levaram até aquela situação. Violet era uma garota popular, mas estava lidando com a perda da irmã que morreu em um acidente de carro, enquanto Violet continuou viva. Finch, sempre se sentiu deslocado, era soturno, vivia na sombra de apagões e sentimentos conflituosos, já pensou várias vezes em tirar sua própria vida.
"Aqui dentro, ele morreria mais devagar, porque é isso o que acontece quando se é um Finch. O casamento morre. O amor morre. As pessoas desaparecem." (p.160)
Após o incidente da torre, Finch e Violet se aproximam ainda mais, após um trabalho de geografia em que os dois formaram dupla e cujo objetivo era visitar pontos turísticos de Indiana antes que eles se formassem e fossem para a faculdade.
Há a relutância inicial, a confusão de sentimentos, mas com o decorrer da narrativa Finch e Violet acabam se envolvendo e se tornando um o escape do outro, mas mesmo diante desse pequeno céu e aventuras conhecendo lugares incríveis, eles não podem mudar quem são e os conflitos que lhe são tão tortuosos, mesmo com o romance e a atenção, algo parece não se encaixar. Há muito o que se conhecer sobre a vida e sobre a morte para que eles saibam qual dos dois escolherem.
"_ Deixa eu te perguntar uma coisa: você acha que existe um dia perfeito?
_ O quê?
_ Um dia perfeito. Do início ao fim. Quando nada de terrível ou triste ou comum acontece. Você acha que é possível?
_ Não sei.
_ Você já teve um?
_ Não.
_Também nunca tive, mas estou em busca dele." (p.17-18)
O que leva uma pessoa a cometer o suicídio ou tentá-lo? É a pergunta que acompanha o livro e, com os capítulos narrados de forma alternada por Finch e Violet, vamos destrinchando os seus sentimentos e percebemos que há tantos fatores envolvidos: perda, sensação de culpa, uma família desestruturada e ausente, qualquer coisa – muitas vezes insignificante – pode ser algo que abrirá a porta para esses sentimentos destrutivos.
Jennifer Niven tem o objetivo não só de contar um história gostosa de se ler, poética, sensível, destruidora, angustiante, mas é notável que a intenção da escritora é sensibilizar o leitor para o suicídio e para dar atenção a quem amamos, muitas doenças psicológicas são tão silenciosas que quando são detectadas pode ser tarde demais.
"Nesses momentos, nada disso importa. É como se fosse com outra pessoa, porque tudo o que a gente sente é uma escuridão por dentro, e essa escuridão meio que toma conta. Na verdade, nem pensamos no que pode acontecer com quem deixamos pra trás, porque só conseguimos pensar em nós mesmos." (p.298)
Confesso que demorei a ler o final, eu estava sofrendo tanto com esse livro que adiei as últimas páginas de Por Lugares Incríveis eu sabia – no meu coração – o que ia acontecer, embora eu relutasse a acreditar, mas há coisas inevitáveis quando não se tem ajuda e compreensão, então eu me vi largando o livro, respirando fundo e criando coragem para seguir até a última página. Chorei, como eu já previa. Estou magoada com esse livro porque ele me fez sentir novamente o sentimento de impotência, eu nada podia fazer para evitar o que estava escrito. Encantei-me com a sensibilidade da história e a realidade dos fatos. Impossível não favoritar esse livro e guardá-lo num lugarzinho especial no meu coração.
"O que percebo agora é que o que importa não é o que a gente leva, mas o que a gente deixa." (p.316)

Agora vou tentar me recuperar dessa leitura, porque ela me deixou devastada. Espero que eu tenha conseguido convencer você, leitor, a se aventurar por essas páginas.


* Este livro foi cortesia da Editora Seguinte, para saber mais acesse AQUI.

12 comentários:

  1. Oi Mila, sempre leio ótimas resenhas desse livro, a sua foi incrível também. Quero muito lê-lo.
    Um beijo.
    Garota do Livro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Katrine,

      Os comentários a respeito desse livro, fazem jus, ele é muito bom mesmo. Espero o que o leia em breve e que está história se torne uma de suas favoritas, como se tornou para mim.

      xoxo
      Mila F.

      Excluir
  2. Mila... esse livro. Sem palavras.
    Um dos melhores do ano, sem sombra de dúvida.

    Um beijo,
    Luara - Estante Vertical

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lu, saudade de vc....

      Concordo. Uma das melhores leituras que já fiz esse ano. Me deixou desconcertada. Amei, amei, amei.

      xoxo
      Mila F.

      Excluir
  3. Oi,Mila!
    Não sei nem o que dizer depois dessa resenha. Você não apenas expressou 1/3, como me fez prender a respiração e o choro ao relembrar com tanta sensibilidade o conteúdo do livro. Pra mim foi muito difícil concluir essa leitura. É triste, angustiante demais. Mas acho que não é à toa que certos livros chegam em nossas mãos. Jennifer nos permitiu conhecer a fundo a mente de um suicida, suas aflições, medos, angústias. Sinto que, de alguma maneira, estamos mais preparados para lidar com o assunto, ainda que se trate apenas de uma ficção. Mas como você mesmo citou qualquer um pode vivenciar ou ter vivenciado uma situação triste como essa. No mais quero dizer que fico feliz por você ter concluído a leitura superando as lembranças. Sinta-se abraçada, lindinha!

    Zilda Peixoto
    http://www.cacholaliteraria.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Zilda,

      Muito obrigada pelas suas palavras - seu comentário - muito importante para mim, sei que você se emocionou com esse livro e foi por sua resenha que comecei a ler, porque me inspirou a leitura. Fico muito gratificada por essa leitura, que me marcou profundamente. Gosto de livros que arrancam uma parte da gente para deixar uma parte de si.

      xoxo
      Mila F.

      Excluir
  4. Fiquei muito feliz ao ler e ver que você gostou bastante porque já estou louca pra ler esse livro, acho que vou comprar pra ler logo, acho que vou gostar bastante ^^
    Beijão!

    Sorriso Espontâneo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Betânia,

      Essa é uma leitura certeira, é impossível não se emocionar e se envolver com a história. Acredito que se você gostou do que encontrou em minha resenha, você irá amar esse livro.

      Obrigada por sua visita e comentário.

      xoxo
      Mila F.

      Excluir
  5. Oi, Camila! Conheci seu blog e tô adorando ele ^^
    Esse livro desde seu lançamento me chamou muita atenção. Agora, depois dessa resenha maravilhinda, ficou muito mais ansioso *_* Qro mto ler. A capa tbm é incrivel, rs ^^

    Bjs!!

    http://bookdan.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hello Dan,

      Feliz por você ter descoberto meu espaço, espero que volte sempre por aqui.
      Você precisa ler esse livro, tão delicado, destruidor. \õ/

      xoxo
      Mila F.

      Excluir
  6. Esse livro acabou de entrar para minha lista. O enredo parece muito interessante.
    SUA ESTANTE

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tai,

      Encanta-me saber que agora você deseja este livro porque ele é realmente uma leitura fantástica. Vai fundo!

      xoxo
      Mila F.

      Excluir

Muito obrigada pelo Comentário!!!!