Resenha: “O Vilarejo” de Raphael Montes

Saudações Leitores!
Já faz algum tempo que li O Vilarejo*, na verdade foi minha leitura de Halloween (quem me acompanha no Instagram sabe), mas somente hoje estou conseguindo postar a resenha (desculpem-me por isso), pois estou com alguns posts atrasados, mas pretendo ir atualizando o blog aos poucos... Fiquem com a resenha da minha leitura 'tenebrosa' de Halloween...

O Vilarejo, Raphael Montes, Rio de Janeiro: Suma de Letras (Objetiva), 2015, 93 pág.
Ilustrado por Marcelo Damm

O Vilarejo foi escrito pelo brasileiro Raphael Montes conhecido por seus romances policiais: Suicidas (2012) e Dias Perfeitos (2014).
Basicamente o livro O Vilarejo traz vários contos que se passam em um vilarejo, os contos independem um do outro e podem ser lidos em ordem diversa, mas é comum vários personagens participarem dos mesmos contos. No final, podemos compreender a história que se passa no vilarejo.
O livro traz contos que deveriam ser assustadores, e no sentido latto podemos considerar assustadores, acontece muita coisa ruim no vilarejo, algumas são bastante triste, outras assustadoras e outras revoltantes. Fica evidente logo no começo do livro que o autor se propõe a escrever sobre os "diabos" presentes no vilarejo e ao falar deles, e da população acabamos nos defrontando com os sete pecados capitais apresentados de forma cruel, sem rodeios.
Sem dúvida alguma, em O Vilarejo nos defrontamos com uma narrativa envolvente e misteriosa e apesar dos acontecimentos do livro serem terríveis, o livro em si não chega a assustar.
Ainda não tinha me deparado com nenhuma obra de Raphael Montes, mas eu gostei bastante dos contos apresentados em O Vilarejo e gostei da forma como ele elaborou os contos, na verdade, fico pensando em como será um romance do autor, afinal nos romances há muito mais espaço para trabalhar com a história e os personagens. Se Raphael Montes já foi um gênio desenvolvendo super bem os contos imagino que no romance se torne impecável.
Em resumo, minha opinião sobre o livro foi muito boa, fiquei desejando mais contos, pois me agradei da leitura e desejo ter mais oportunidade de ler o autor, mas esse contos em particular não chegam a deixar o leitor assustado, mas trazem uma reflexão crua sobre a capacidade do ser humano ser cruel quando se deixa levar tão somente pelos seus instintos e/ou ganância.

*Esse livro foi cortesia da Editora Suma de Letras, para saber mais sobre o mesmo, clique AQUI.

0 comentários:

Deixe seu comentário

Muito obrigada pelo Comentário!!!!