Resenha: “A Maleta da Sra. Sinclair” de Louise Walters

Saudações Leitores!
Assim que vi a capa de A Maleta da Sra. Sinclair* foi amor a primeira vista e quando constatei, através da sinopse, que o livro tinha possibilidade de me cativar, não pensei duas vezes em solicitá-lo e assim que botei minhas mãos no exemplar eu o devorei...


A Maleta da Sr. Sinclair, Louise Walters, São Paulo: Planeta (Essência), 2015, 352 pág.
Traduzido por Fátima Pinho

Mrs. Sinclair’s Suitcase (A Maleta da Sra. Sinclair) publicado originalmente em 2014, é o livro de estreia d a inglesa Louise Walters e foi um verdadeiro achado para mim. Lembro que estava procurando um livro no skoob e apareceram algumas sugestões de livros similares, a primeira coisa que me chamou atenção foi essa capa linda e já fui acessando a página do livro e conferindo a sinopse. Gamei.
O livro me fez o coração ficar descompassado, não porque o enredo fosse inédito, ou mesmo fabulosamente narrado, mas é porque é um livro doce, real, fofo e me fez suspirar com tanta delicadeza. Era o tipo de livro que estava buscando ler no momento.


A Maleta da Sra. Sinclair traz a história de Roberta, uma mulher de 34 anos que vive de forma solitária e trabalha na livraria The Old and New, vale frisar que Roberta é uma leitora voraz e colecionadora de livros, ela vê nos livros não apenas as histórias que eles contam, mas a de quem escreveu, a de quem já o leu. 
"Os livros contam muito mais histórias do que aquelas impressas em suas páginas. Livros cheiram, livros chiam, livros falam. Ao segurar um livro, você tem nas mãos uma coisa viva, que respira e sussurra." (p.9)
Nesse meio tempo seu pai leva uma velha mala que pertencia a avó de Roberta, e a partir desse 'presente' ela descobre cartas escritas para sua avó, no entanto, as cartas deixam a entender uma história completamente diferente da que Roberta conhece.
Intercalada com a narrativa no presente de Roberta, temos a narrativa no passado de Dorothy Sinclair (avó de Roberta) que com 40 anos está desesperada para engravidar, mas vive em um casamento infeliz com Albert. Após alguns abortos seu marido, também desolado pela incapacidade da esposa de engravida, vai para a Segunda Guerra Mundial.


Nesse meio tempo, de maneira bem inesperada Dorothy conhece um piloto de guerra polonês chamado Jan Pietrykowsky e sem dúvida se apaixonam a primeira vista. No entanto, estando a um passo da felicidade Dorithy terá que tomar uma decisão que mudará toda a sua vida.
Grande parte da história de Dorothy é contada através de cartas e isso dá uma dinâmica e fluidez ao livro, além do mais, as cartas me deixaram encantada. 
"O isolamento é uma concha onde me escondo com prazer e é bem diferente de solidão. Isolamento é algo que sempre achei que merecia. Algo que escolhi, que prefiro e que quero. Se vocês está sozinho, não pode ser machucado." (p.67)
A Maleta da Sra. Sinclair é uma história pungente, porque vemos a história de duas mulheres solitárias e introspectivas - Roberta e Dorothy - em que ambas tem que aprender a superar seus medos e lutarem por aquilo que desejam. É um livro bastante sensível, sobretudo para quem sempre sonhou em ter filhos, pois vemos a luta constante de Dorothy engravidar, pois somente sendo mãe se sentiria completa.


Tanto a história de Roberta como de Dorothy trazem muita reflexão e foram divinamente contadas e apesar de não ter um suspense, porque tudo fica bastante delineado logo nas primeiras páginas, é um livro imensamente gostoso de ler e emocionante também. Tem toda uma delicadeza e profundidade que encantam o leitor. Um livro sobre relacionamentos e segredos familiares.

"Ninguém pode entender bem a cabeça do outro. Estamos todos dentro de nossas cabeças, mentes e corações. Mas é assim que tem de ser. Só podemos alcançar os outros até certo ponto; talvez as pontas dos nossos dedos venham a alcançar os de outra pessoa, e esse momento será muito bonito. Mas nunca será mais que pontas de dedos." (p.98)

* Esse livro foi cortesia da Editora Planeta/Essência, para mais informações sobre o mesmo, clique AQUI.

2 comentários:

  1. Eu tenho absoluta certeza - após conferir sua resenha - de que eu provavelmente me apaixonaria por esse livro... OLha essa capaaaaaaaaaaaa.... Morri.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahaha Juh, dando chiliques (*.*)

      É uma doçura e amorzinho esse livro. Espero que confira.

      xoxo
      Mila F.

      Excluir

Muito obrigada pelo Comentário!!!!