Resenha: "Hecatombe Hipotética" de Claudia Gomes

Saudações Leitores!
Recebi Hecatombe Hipotética da propria Claudia Gomes e foi uma leitura tãoooo boa que eu precisava vir compartilhar com vocês e, quem sabe, fazê-los se interessarem por ela e adquirirem um exemplar parar ler!
Por falar nisso, quem quiser comprar o livro basta entrar em contato com a autora pelo e-mail: claudiacanteri@gmail.com
Vou deixar alguns links das redes sociais da Claudia para que vocês possam acompanhar o trabalho maravilhoso dela e se comunicarem com a mesma: Facebook, Twitter e Instagram.


Hecatombe Hipotética, Claudia Gomes, Serra: Ed. Do Autor, 2014, 100 pág.

Claudia Gomes é a poeta de Hecatombe Hipotética nascida em Espirito Santo que tem um jeito todo particular de fazer poesia marginal. 

Falar de poesia, para mim, é falar de sentimentos que muitas vezes não conseguimos expressar em uma conversação normal (cotidiana, rotineira) sem soar démodé e ao mesmo tempo, essa ânsia de se expressar que existe dentro de um indivíduo torna os sentimentos em arte de palavras (rimas, trocadilhos, metáforas). Assim nasce a poesia.


Em Hecatombe Hipotética não temos apenas um tema geral para todas as poesias encontradas e nem uma forma métrica padrão, pelo contrário: as palavras são tão livres que não se prendem um padrão e os temas são tão variados que passeiam entre o impalpável e aos assuntos mais rotineiros e sentimentais - ou não.


O livro em si, é dessas leituras rápidas, no entanto, como pede a poesia deve ser lido e digerido lentamente para que cada palavrinha tenha sentido e, também, sentimento. Acredito que já me tornei suspeita para falar desse livro, pois ele me pegou de jeito e quando isso acontece não conseguimos ser objetivos... então vou deixar meus sentimentos falarem e o próprio livro se defender:


Não estou sendo exagerada quando digo que o livro é bom e que gostei praticamente de TODAS as páginas/poesias - mas é claro que tenho as minhas favoritas - e é incrivelmente lamentável como alguns livros tão bons não são tão conhecidos e, no entanto, mereciam ser.

Portanto, é com alegria demasiada que estou falando e divulgando esse livro na esperança de que ele se destaque e cativem vocês, leitores, que aproveitem a primeira oportunidade de o lerem.


O trabalho gráfico e de diagramação de Hecatombe Hipotética também enche os olhos e deixa o leitor apaixonado. Vê-se o gosto e empenho de "dar à luz" a um livro que marque o leitor de alguma forma e não apenas passe por suas mãos...


Quando terminei a leitura de Hecatombe Hipotética fiquei com aquele gostinho de quero mais e ao mesmo tempo com a alma elevada a tocar nas nuvens... geralmente sinto-me assim quando leio poesia.

Acredito que o mundo precisa de mais poesia, espalhar mais amor e sentimentos bons. Para mim, escrever um poema é muito mais difícil do que uma prosa, pois poemas são seres humanos dissecados no papel... Você não vê um ser humano: você vê a alma humana naquilo que ela tem de melhor ou... pior.


Sei que postei um monte de fotos nesta resenha, mas a minha pretensão era essa mesmo: fazer com que o livro falasse por si mesmo e encantassem vocês. Sinto que minhas palavras para falar de Hecatombe Hipotética não seriam suficientes então, resolvi mostrá-lo. 


4 comentários:

  1. parabéns Claudia! que suas poesias continuem encantando os leitores, que sua luz jamais se esgote! vivaaaa!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Êbaaaaa.... poesias lindas, livro do coração.

      xoxo
      Mila F.

      Excluir
  2. Mila que livro lindoooo

    fiquei com vontade de ler. Obrigada por me apresentá-lo.

    abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Juh (*.*) Que fofa! De nada... leia, leia, leia... tem o e-mail da escritora, caso você queira comprar o livro (*.*)

      xoxo
      Mila F.

      Excluir

Muito obrigada pelo Comentário!!!!