Resenha: "Belezas Perigosas, vol.1 da Trilogia Gemma Doyle" de Libba Bray

Belezas Perigosas, Libba Bray, Rio de Janeiro: Rocco, 2008, 324 pág.
Tradução: Léa Viveiros de Castro
COMPRAR: Amazon

Saudações Leitores!
A Great and Terrible Beauty (2003) no Brasil Belezas Perigosas não é nenhum lançamento, mas é um livro que, há bastante tempo, tinha vontade de ler e que inclusive tinha na minha estante há anos, mas ainda não tinha lido. Esse é o primeiro livro da Trilogia Gemma Doyle que vem seguido de Anjos Rebeldes e Doce e Distante. Libba Bray é uma escritora norte americana bastante conhecida.

Em Belezas Perigosas vamos acompanhar a adolescente Gemma Doyle de 16 anos. De início a história começa em Bombaim no ano de 1895 com uma discussão entre Gemma e sua mãe, Virgínia Doyle, sobre o fato de não suportar mais morar na Índia e querer ir com a mãe para Londres e frequentar bailes e festas, após essa discussão algo assustador acontece: Gemma acaba tendo uma visão assustadora de sua mãe se matando e depois ela vê o fato se tornar real.
"E se essa menina do outro mundo for um espírito maligno que quer me prejudicar? E se as histórias que contam para as crianças na hora de dormir para mantê-las quietas - histórias de fantasmas, duendes e bruxas que usam de estratagemas para se apoderar de sua alma - forem verdadeiras?"
Dois meses após o triste acontecimento, Gemma vai para Londres com seu irmão e percebe que sua família está mais preocupada com as aparências do que com os sentimentos de perda de Gemma, que não consegue entender essas visões que tem tido e não está sabendo lidar com o peso na consciência de ter visto a mãe morrer.

Em Londres, Gemma vai para um dos melhores e tradicionais colégios internos chamado Spencer cujo tema é "Graça, Charme e Beleza", onde as moças aprendem a se portar na sociedade e serem uma "dama, recata e do lar. Mas é nesse colégio interno que Gemma vai conhecer outras jovens garotas: Felicity, Ann, Pippa e com elas vão criar um grupo intitulado Ordem e desse grupo e através de um diário (o diário de uma tal de Mary) Gemma vai descobrir seus poderes e sua capacidade de viajar para outros mundos.
"Todo mundo é cruel de vez em quando. Todo mundo faz coisas que gostaria de poder desfazer. Esses remorsos se tornam parte de quem somos, junto com todo o resto. Tentar mudar isso é como perseguir nuvens."
Uma série de aventuras, descobertas, perigos e romance (com um cigano chamado Kartik) vão acontecer durante a narrativa que vão impressionar o leitor. Devo ser honesta e dizer que apreciei bastante a leitura de Belezas Perigosas e que o livro tomou um rumo totalmente inesperado e ao chegar ao final vários questionamentos ficaram - mesmo com tantas descobertas - e sei que tal fato dá um gancho incrível e também assustado para a continuação da trilogia com o livro intitulado Anjos Rebeldes o qual pretendo ler em breve (vamos ver se vou conseguir).

Quando comecei a ler Belezas Perigosas tinha altas expectativas, pois ele me foi recomendado por uma amiga que falou muito bem dele, portanto, me joguei nessa leitura, adorei a personalidade da personagem principal: Gemma Doyle pois a mesma é uma adolescente bem singular e fiquei com a impressão de que já tinha visto uma outra personagem bem parecida, após quebrar a cabeça me toquei e fiz a conexão de que Gemma me fazia lembrar uma personagem corajosa, irreverente e desbocada chamada Suzannah Simon (de A Mediadora). Nossa estas duas são bem parecidas!
"Mas perdão... Eu vou me agarrar a este frágil fio de esperança, lembrando-me de que em cada um de nós existe bondade e maldade, luz e escuridão, arte e dor, escolha e remorso, crueldade e sacrifício. Nós somos o nosso próprio chiaroscuro, o nosso pedaço de ilusão lutando para emergir em algo sólido, em algo real. Temos que perdoar isso em nós. Eu tenho que me lembrar de me perdoar. Porque tem muita zona cinzenta para ser trabalhada. Ninguém pode viver o tempo todo na luz."
Para finalizar, Belezas Perigosas é uma leitura muito boa, no entanto eu esperei um pouco mais, pois não esperava um livro com personagem adolescente, contudo, tirando essa quebra de minhas expectativas eu apreciei a leitura e achei-o bem escrito e bem desenvolvido. Estou ansiosa pelos próximos volumes (que já tenho na minha estante).

0 comentários:

Deixe seu comentário

Muito obrigada pelo Comentário!!!!