Lançamento: O Jardim das Borboletas... e outros

Saudações Leitores!
Vamos conferir alguns dos lançamentos da Editora Planeta e seus selos? Tem muito livro bom chegando neste fim de ano e o objetivo é mostrá-los para vocês aos bocadinhos... Confiram abaixo:

O JARDIM DAS BORBOLETAS
DOT HUTCHINSON
FICÇÃO
Palavras-chave: Thriller; Sequestro; Assassinos; New adult
ISBN 978-85-422-1202-0
Formato 16 x 23 cm
Capa dura  Páginas 304
COMPRAR: Amazon

Quando a beleza das borboletas encontra os horrores de uma mente doentia. Um thriller arrebatador, fenômeno no mundo inteiro Perto de uma mansão isolada, existia um maravilhoso jardim. Nele, cresciam flores exuberantes, árvores frondosas... e uma coleção de preciosas “borboletas”: jovens mulheres, sequestradas e mantidas em cativeiro por um homem brutal e obsessivo, conhecido apenas como Jardineiro. Cada uma delas passa a ser identificada pelo nome de uma espécie de borboleta, tendo, então, a pele marcada com um complexo desenho correspondente.
Quando o jardim é finalmente descoberto, uma das sobreviventes é levada às autoridades, a fim de prestar seu depoimento.
A tarefa de juntar as peças desse complexo quebra-cabeça cabe aos agentes do FBI Victor Hanoverian e Brandon Eddinson, nesse que se tornará o mais chocante e perturbador caso de suas vidas. Mas Maya, a enigmática garota responsável por contar essa história, não parece disposta a esclarecer todos os sórdidos detalhes de sua experiência. Em meio a velhos ressentimentos, novos traumas e o terrível relato sobre um homem obcecado pela beleza, os agentes ficam com a sensação de que ela esconde algum grande segredo.

O LIVREIRO
COMO UMA FAMÍLIA QUE COMEÇOU ALUGANDO 10 LIVROS NA SALA DE CASA CONSTRUIU UMA DAS PRINCIPAIS LIVRARIAS DO BRASIL
PEDRO HERZ
BIOGRAFIA
Palavras-chave: Livraria Cultura; Biografia; Livros
ISBN 978-85-422-1179-5
Formato 16 x 23 cm
Brochura  Páginas 240
COMPRAR: Amazon

Uma história de amor aos livros
Impulsionada pela necessidade de complementar a renda da família, Eva Herz – imigrante judia que veio para o Brasil fugindo da perseguição nazista – decidiu investir na compra de alguns best-sellers para alugar a seus compratriotas alemães em São Paulo. A engenhosa iniciativa deu origem, em 1947, à Biblioteca Circulante, que posteriormente se estabeleceria no cenário nacional como Livraria Cultura, marco artístico e cultural da cidade e referência quando o assunto é leitura.
Em O livreiro, Pedro Herz, filho mais velho do casal Eva e Kurt, faz um relato biográfico de como a família se firmou na nova cidade e, mais do que isso, fundou uma das principais livrarias do país. Uma história de empreendedorismo que rendeu a Pedro experiências marcantes – como conhecer o pai de Anne Frank durante os anos em que viveu na Suíça; ter o poeta Vinicius de Moraes autografando o livro Falso mendigo em um engraçado episódio que se deu em 1978; além de vivenciar umas das mais significativas manifestações da sociedade civil brasileira pelo fim do regime militar durante o lançamento, na Livraria Cultura, da obra O que é isso companheiro?.
Um livro inspirador, que apresenta a trajetória admirável do empreendedor cultural Pedro Herz, e vai além, promovendo importantes reflexões sobre o futuro da leitura no Brasil e sobre a história de uma livraria que, nas palavras do escritor e jornalista Ignácio de Loyola Brandão, “só São Paulo faria”.

O DESTINO DE UMA NAÇÃO
COMO CHURCHILL DESISTIU DE UM ACORDO DE PAZ PARA ENTRAR EM GUERRA CONTRA HITLER
ANTHONY MCCARTEN
HISTÓRIA/BIOGRAFIA
Palavras-chave: Churchill, Winston, Sir, Primeiros ministros; Grã-Bretanha; Biografia; História
ISBN 978-85-422-1199-3
Formato 16 x 23 cm
Brochura  Páginas 280
COMPRAR: Amazon

Um novo olhar sobre a Segunda Guerra Mundial
Logo após assumir o posto de primeiro-ministro da Grã-Bretanha em maio de 1940, Winston Churchill proferiu três discursos que mudaram o rumo da Segunda Guerra Mundial. São falas memoráveis que deram o tom da resistência britânica. Com palavras, ele mudou o clima político e mobilizou uma reticente e amedrontada população. Em O destino de uma nação, Anthony McCarten analisa como isso foi possível e conta nos mínimos detalhes como foram aquelas “horas escuras” pré-guerra.
A partir de pesquisas nos Arquivos Nacionais, onde teve acesso às atas das reuniões do Gabinete de Guerra que Churchill chefiava, McCarten traz revelações impressionantes. A mais importante delas: a possibilidade real de um acordo de paz entre Grã-Bretanha e Alemanha. Pelo menos em duas ocasiões, o primeiro-ministro, apresentado à história como o maior inimigo de Hitler, disse que não faria objeções a negociações se o ditador alemão fizesse algumas concessões. “Será que Churchill considerava seriamente entrar em conversações de paz com um maníaco homicida que ele abominava mais do que qualquer outra pessoa? Parece que sim”, conclui McCarten.
Transformado em filme, O destino de uma nação vai comover e impressionar todos os que se interessam pela história do mundo.

0 comentários:

Deixe seu comentário

Muito obrigada pelo Comentário!!!!