Resenha: "The Kiss of Deception - Crônicas de Amor e Ódio, vol. 1" de Mary E. Pearson

The Kiss of Deception, Mary E. Pearson, Rio de Janeiro: DarkSide Books, 2016, 416 pág.
Tradução: Ana Death Duarte
COMPRAR: Amazon

Saudações Leitores!
The Kiss of Deception (2014) escrito pela norte americana Mar E. Pearson é o primeiro livro da trilogia Crônicas de Amor e Ódio sucedida por The Heart of Betrayal e The Beauty of Darkness. Trilogia esta que me chamou atenção pelas capas fabulosas publicada pela Editora DarkSide, depois de paquerar com esta capa fui conferir e sinopse e identifiquei no livro coisas que amo, mas demorei a ler e hoje me arrependo.

Confesso que assim que comecei a ler The Kiss of Deception a leitura não engrenou como achei que engrenaria, os quatro primeiros capítulos eu passei uma eternidade para ler de tão maçantes que foram, mas depois do bendito quarto capítulo passei a ler freneticamente, juro que até sonhar com o livro eu sonhava quando ia dormir.

Não tem como não gostar de The Kiss of Deception, principalmente quem gosta de romance de época misturado com ação e muito suspense, para completar uma receita total de sucesso: os personagens são incríveis.
"Eu me perguntava como seria ter alguém que me conhecesse tão bem, alguém que olharia direto na minha alma, alguém cujo próprio toque eliminaria todos os meus outros pensamentos. Tentei imaginar alguém que ansiasse pelas mesmas coisas que eu e que quisesse passar o resto da vida comigo, e não porque isso estava em conformidade com um contrato sem amor escrito em um papel."
No primeiro volume de Crônicas de Amor e Ódio vamos acompanhar toda a tradição de uma linhagem de Primeiras Filhas que tem o dom e Lia é a princesa de Morrighan e Primeira Filha que está com um casamento arranjado com o príncipe e futuro rei de Dalbreck, mas Lia não está satisfeita com os arranjos e acaba fugindo desse destino abandonando seu reino, sua coroa e sua família.
Nesse ínterim, o príncipe de Dalbreck fica absolutamente ofendido por ter sido deixado no altar e decide ir atrás da princesa, seguir seus rastros até encontrá-la. É também nessa busca que se encontra um Assassino do reino de Venda que foi incumbido de matar a princesa para que Morrighan não fizesse outros laços através de casamento e assim se tornasse um reino mais poderoso.

The Kiss of Deception tem pouco mais de 400 páginas, mas dá a impressão de que tem muito mais, pois acontecem tantas coisas e são expostas tantas informações que, como leitora, eu ficava absolutamente envolvida e querendo ler e ler e ler sem parar até juntar tudo. Mesmo que em alguns momentos tenha sido um pouco cansativo, saber que tudo faz sentido no final fez valer a pena, sabe?
Para completar, Mary E. Pearson, deixou-me surpresa e chocada em vários momentos, ela não poupou o leitor ao misto de sentimentos e sofrimentos, principalmente em relação ao triângulo amoroso: Rafe, Kaden e Lia são uma total confusão, eu simplesmente não sabia qual shippar!
"Porque, sempre, desde o primeiro dia em que a vi, tenho ido dormir pensando em você e, todas as manhãs, quando acordo, meus primeiros pensamentos são sobre você... Quando não estou com você, fico me perguntando onde você está. Fico me perguntando o que está fazendo. Eu penso no quanto desejo tocá-la. Quero sentir sua pele, seus cabelos, passar todas as mechas de seus cabelos escuros pelos meus dedos. Quero abraçar você, segurar suas mãos, seu queixo. Quero puxar você para perto de mim e nunca mais soltar."
Daí teve um momento crucial neste primeiro volume que eu não consegui me controlar e veio muitos palavrões expulsados do íntimo do meu ser, pois a escritora conseguiu me trollar da forma mais monumental que poderia existir: colocando pistas na minha cara direto (vi em várias resenhas que isso aconteceu com outros leitores também, ufa!). Simplesmente eu não conseguia acreditar no que estava lendo e fiquei com cara de pamonha e engolindo em seco a saliva para me adaptar com a nova ideia, porque eu fiz o favor de ignorar as pistas e criar uma expectativa muito surreal e eu JAMAIS iria esperar pela revelação que aconteceu. JAMAIS!

Mas para ser sincera, ISSO me fez amar ainda mais o livro e a escritora, essa rasteira me fez perceber o quanto de potencial essa trilogia tinha e essa escritora era uma mestre da narrativa. Resumindo: Só consegui amar The Kiss of Deception que aliás, tem esse título TUDO a ver com o enredo. Estou escrevendo essa resenha (a do primeiro volume) enquanto já estou na metade da leitura do segundo livro: The Heart of Betrayal e adianto: estou completamente in love.
"Talvez houvesse centenas de formas diferentes de se apaixonar."
"... todos nós podemos ter as nossas próprias histórias e os nossos próprios destinos e, às vezes, uma sorte aparentemente ruim, mas todos também fazemos parte de uma história maior. Uma história que transcende o solo, o vento, o tempo... e até mesmo nossas próprias lágrimas."

0 comentários:

Deixe seu comentário

Muito obrigada pelo Comentário!!!!