Resenha: "Coragem" de Rose McGowan

Coragem, Rose McGowan, Rio de Janeiro: Harper Collins, 2018, 288 pág.
Tradução: Carolina Caires Coelho
COMPRAR: Amazon

Saudações Leitores!
Brave (2018) no Brasil publicado como Coragem pela Harper Collins Brasil, foi escrito pela atriz Rose McGowan, e tem como objetivo denunciar as seitas e a corrupção na indústria de entretenimento de Hollywood.

É muito difícil eu ler biografias ou autobiografias, geralmente só abro exceções quando são de personalidades ou escritores que admiro ou tenho muita (muita, muita) curiosidade de conhecer, mas este não era o caso de Coragem, tanto que fiquei meio desanimada para ler, mas comecei a leitura sem pretensão alguma e pensando "O livro é pequeno, eu vou começar e se eu não estiver gostando abandono", ao longo de tantos anos lendo eu aprendi que não adianta forçar a leitura de algo pois resultará em duas coisas horríveis: um trauma literário e uma ressaca literária prolongada, contudo, Coragem me SURPREENDEU MUITO.
Fiquei surpresa e assustada quando me deparei devorando as páginas desse livro tão rapidamente,  pois jamais esperei isso de mim, mas os relatos de Rose foram tão chocantes, polêmicos e arrebatadores que a tarefa mais difícil que encontrei foi soltar o exemplar.

Rose conta vários fatos de sua infância difícil na Itália, quando pertencia à mesma seita que os país e o quanto lá aconteciam coisas absurdas, violentas e abusivas. Também conta como conseguiu fugir dessa seita e do país, pois se continuasse lá provavelmente não conseguiria sair. Vamos acompanhando Rose relatando a trajetória da sua adolescência conturbada e sem a figura de um pai e uma mãe que fossem acolhedores e aconselhadores. Rose praticamente teve que viver lançada a própria sorte.
Não é a toa que com uma formação tão sofrida e desregrada ela não ficasse cheia de traumas psicológicos e que fosse sofrer um pouco até encontrar a si própria e sua voz, até isso ela passou por relacionamentos violentos, devastadores, teve doenças psicológicas e problemas alimentares, foi estuprada, apanhou e quando encontrou um emprego foi enganada e levada a crer em algo que era absolutamente o oposto. Os "amigos" lhe viraram as costas, ou simplesmente não foram suficientemente corajosos para explicarem os podres da industria de Hollywood, então, isso também, ela teve que aprender na marra.

Então até chegar no lugar em que está atualmente ela passou por muita coisa horrível e absurda que, eu como leitora, fiquei chocada, pois mesmo sabendo de alguns relatos e denuncias, nada se comprada com o que Rose falou minunciosamente e citando empresários, assessores, produtores etc, é assustador ver que muitos trabalhos artísticos que amamos são frutos de violência nos sets de filmagem, ou mesmo por trás das câmeras.... O fato é que nunca mais irei assistir a alguma produção da mesma forma.

Para finalizar, minha experiência com Coragem foi algo inesperado e incrível, amei ter me dado essa oportunidade de sair da zona de conforto e ler este livro, pois mesmo diante de toda a dor e agressões relatadas, podemos ver resquícios de esperança e que o mundo está mudando e que as mulheres podem, sim, conquistar um espaço mais digno e superar os sofrimentos: Rose é um exemplo disso!



0 comentários:

Deixe seu comentário

Muito obrigada pelo Comentário!!!!