Resenha: "1 Milhão de Motivos para Casar" de Gemma Townley

Um Milhão de Motivos para Casar, Gemma Townley, Rio de Janeiro: Record, 2015, 392 pág.
Tradução: Alice França
COMPRAR: Amazon

Saudações Leitores!
The Importance of Being Married no Brasil 1 Milhão de Motivos para Casar é um chick-lit escrito por Gemma Townley, que é irmã da rainha dos chick-lits: Sophie Kinsella. Gemma Townley escreveu também: Quando em Roma, Mentirinhas Inocentes, Curvas de Aprendiz e Manual Para Românticas Incorrigíveis. Particularmente, este é meu primeiro contato com esta escritora, pois apesar de amar chick-lits eu não costumo ler tantos assim, o que acho uma pena.

Uma amiga me recomendou  1 Milhão de Motivos para Casar dizendo ser uma leitura leve e engraçada, e eu estava precisando desse tipo de livro, após ler dois livros destruidores recentemente queria algo divertido, talvez seja por isso que consegui gostar do volume, mesmo não tendo se tornado de maneira alguma favorito ou mesmo chegado perto disso.


Nesse livro vamos acompanhar a saga de Jessica Wild que herdou 4 milhões de libras (uma fortuna que a tornaria rica), mas que por conta de uma mentira contada encontra um empecilho para receber a fortuna, já que ela inventou que era casada com Anthony Milton, seu chefe, portanto, sra. Milton. Então ela e a amiga Helen começam a montar um plano para que ela consiga se casar com Anthony o quanto antes e se torne a Sra. Milton, pessoa que herdou toda a grana. As coisas não são tão simples, obviamente, até porque Jess não suporta a ideia de casar e depender de homem algum!
"Tudo bem, eu sei o quanto isso parece horrível..inventar Namorados é algo que se faz quando se tem 13 anos. Mas você tem que acreditar quando digo que não tinha escolha. Ou, se realmente tinha escolha, não era algo evidente para mim naquele momento."
Gemma Townley trabalha muito bem as personagens e chega a ser interessante alguns pensamentos expostos, mas nem por isso o livro foge do clichê. Anthony se mostra ser um cafajeste mulherengo e Jess passa a se apaixonar por outro carinha o que torna o casamento com seu chefe algo ainda mais difícil de ser realizado, para completar, tem todas as confusões no escritório onde nossa mocinha atrapalhada trabalha.
"Não que eu não gostasse de homens, mas não queria me envolver. Apenas não queria um namorado. Não tinha tempo para isso. Romances, na minha opinião, eram uma droga perigosa que transformava mulheres sensatas e independentes em adolescentes melosas e apaixonadas, e isso nunca iria acontecer comigo."
A ideia do livro me pareceu super incrível, mas senti falta de situações mais cômicas que poderiam e deveriam ter existidos diante da situação absurda de se amarrar a um homem em menos de 50 dias. Faltou algo, sabe? 

1 Milhão de Motivos para Casar é uma leitura leve, divertida até, mas jamais poderia considerar engraçada. Não consegui rir em momento nenhum, contudo, como eu não tinha expectativas, consegui gostar do livro, mas não foi algo que me marcou como outros chick-lits que já li, provavelmente comecei a ler Gemma Townley pelo livro mais fraquinho dela, pois na internet tem muita gente que fala bem da escritora... Eu, simplesmente, não achei nada demais.
"_ Esse é o problema dos livros e dos filmes românticos. Eles confundem as pessoas. Antigamente, casamento tinha a ver com dinheiro, posse de terra, fundo genético, até diplomacia internacional. Naquele tempo, as pessoas sabiam muito bem o que esperar de um casamento, concorda? Agora todo mundo espera estrelas e arco-íris; não é de se admirar que todos acabem tão decepcionados."

0 comentários:

Deixe seu comentário

Muito obrigada pelo Comentário!!!!