Lançamento: Glória... e outros

Saudações Leitores!
A Companhia das Letras quer falir esta blogueira aqui, querem saber os motivos? Apresento quatro deles logo abaixo:

Glória
Victor Heringer
Selo: Companhia das Letras
ISBN: 9788535931501
Formato: 14.00 X 21.00 cm
Páginas: 296  | Acabamento: Brochura
COMPRAR: Amazon
A crônica de uma família no Rio de Janeiro que compartilha o humor particular e o desgosto genético.Glória conta a história dos Alencar Costa e Oliveira, uma “família de doentes imaginários”. Eles se comunicam com chistes, tiradas, diálogos zombeteiros. Falam o oposto do que querem dizer ou repetem as mesmas frases até que passem a ter outro sentido. Neste caso, o bordão oficial da casa quando algo dá errado — a comida queima no forno, os filhos não param quietos — é “Deus é, era, gago”. Serve, como se vê, para quase todas as situações. Além do humor idiossincrático, os Alencar Costa e Oliveira têm outra característica em comum. Ninguém da linhagem morre de doença ou de acidente. A melancolia aguda, fatalidade que se repete de geração em geração, é a maldição que paira sobre o sobrenome. Esta talvez seja a única tradição da família: a causa do óbito, invariavelmente, é o desgosto. Com erudição, graça e inventividade, Victor Heringer traça o destino de três irmãos — Daniel, Abel e Benjamin —, misturando referências literárias e notas de rodapé improváveis. Neste livro nonsense e engenhoso, o estilo à la Machado de Assis se funde ao cotidiano carioca do século XXI, quando as formigas invadem o bairro da Glória e os personagens frequentam uma sala de bate-papo virtual em que a palavra de ordem é a ironia. 
As últimas testemunhas
Svetlana Aleksiévitch
Selo: Companhia das Letras
ISBN: 9788535931518
Formato: 14.00 X 21.00 cm
Páginas: 272  |  Acabamento: Brochura
COMPRAR: Amazon
Neste livro doloroso e potente, a Nobel de literatura Svetlana Aleksiévitch reuniu os relatos francos de vários sobreviventes da Segunda Guerra que, quando crianças, testemunharam horrores que nenhum ser humano jamais deveria experimentar.A Segunda Guerra Mundial matou quase 13 milhões de crianças e, em 1945, apenas na Bielorrússia, havia cerca de 27 mil delas em orfanatos, resultado da devastação tremenda causada pelo conflito no país. Entre 1978 e 2004, a jornalista Svetlana Aleksiévitch entrevistou uma centena desses sobreviventes e, a partir de seus testemunhos, criou uma narrativa estupenda e brutal de uma das maiores tragédias da história. A leitura dessas memórias não é nada além de devastadora. Diante da experiência dessas crianças se revela uma dimensão pavorosa do que é viver num tempo de terror constante, cercado de morte, fome, desamparo, frio e todo tipo de sofrimento. E o que resta da infância em uma realidade em que nada é poupado aos pequenos? Neste retrato pessoal e inédito sobre essas jovens testemunhas, a autora realizou uma obra-prima literária a partir das próprias vozes de seus protagonistas, que emprestaram suas palavras para construir uma história oral da Segunda Guerra.
Dentro da noite veloz
Ferreira Gullar
Selo: Companhia das Letras
ISBN: 9788535931648
Formato: 13.80 X 21.00 cm
Páginas: 120  |  Acabamento: Brochura
COMPRAR: Amazon
Lançado em 1975, este volume de poemas de Ferreira Gullar é marcado pela intensa carga política.Ao aliar excepcional qualidade literária e aguda preocupação com as questões sociais, Dentro da noite veloz é um livro altamente engajado. Em poemas célebres como “Não há vagas” e “Homem comum”, Ferreira Gullar, em tom questionador e inquieto, denuncia a realidade cruel e desigual do país. No prefácio a esta edição, Armando Freitas Filho aponta: “É isso que este livro imenso nos mostra: a vida, a aventura, o perigo do universo que nos convida para a peripécia existencial de cada um de nós. Ninguém melhor que Ferreira Gullar para nos fazer viver e morrer, com sua experiência humana e destemida que passa dentro dessa noite feroz e veloz, sempre a postos para uma nova e — se necessário for — combativa manhã”.
A revolução dos bichos
George Orwell e Odyr
Selo: Quadrinhos na Cia
ISBN: 9788535931419
Formato: 20.40 X 27.00 cm
Páginas: 176  |  Acabamento: Brochura
COMPRAR: Amazon
A obra-prima de George Orwell adaptada para os quadrinhos. Clássico moderno, A revolução dos bichos ganha vida e movimento no traço do gaúcho Odyr. Ao narrar a insurreição dos animais de uma granja contra seus donos, a obra mostra como o conflito os leva a uma tirania ainda mais opressiva que a dos humanos.Odyr passou os últimos anos envolvido numa empreitada desafiadora: transformar em quadrinhos um dos maiores clássicos da literatura mundial, A revolução dos bichos. Em tinta acrílica, fazendo com que cada página se tornasse uma verdadeira obra de arte, Odyr deu forma à narrativa de George Orwell — e a personagens antológicos como os porcos Napoleão e Bola-de-Neve. Escrita em plena Segunda Guerra Mundial e publicada em 1945, essa breve narrativa causou desconforto ao satirizar ferozmente a ditadura stalinista numa época em que os soviéticos ainda eram aliados do Ocidente na luta contra o eixo nazifascista. Mas não só. Mais de sessenta anos depois, A revolução dos bichos se tornou uma alegoria universal sobre as fraquezas humanas que levam à corrosão de grandes ideias e projetos de revolução política. 

0 comentários:

Deixe seu comentário

Muito obrigada pelo Comentário!!!!