Resenha: A Casa dos Novos Começos - Lucy Diamond

domingo, agosto 04, 2019

A Casa dos Novos Começos, Lucy Diamond, São Paulo: Arqueiro, 2019, 320 pág.
Tradução: Viviane Diniz
COMPRAR: Amazon | Outras Lojas

Saudações Leitores!
A Casa dos Novos Começos (The House of New Beginnings) escrito pela inglesa Lucy Diamond é o tipo de livro leve, fluído, desenrolado e que traz reflexões intensas sobre relacionamentos (sejam familiares, entre amigos e amorosos).

De antemão já quero dizer que apesar de ter gostado bastante de A Casa dos Novos Começos, creio que fui com sede demais ao pote e esperei mais, ou seja, não me desgostou, mas não correspondeu às minhas expectativas. Esperei algo parecido com o livro A Pequena Livraria dos Sonhos que li e amei, mas este volume passou bem longe.

"Às vezes, era preciso dosar a tristeza. Se conseguisse se distrair, manter-se ocupada, ativa, o tempo acabaria passando até chegar a hora de apagar as luzes e dormir."

Em A Casa dos Novos Começos vamos acompanhar três mulheres: Georgie, Charlotte e Rosa que se mudaram para uma casa alugada em Brighton (cidade litorânea próxima a Londres), todas buscando recomeçar a vida.

Todas as personagens estão passando por momentos muito difíceis na vida, seja em relação ao namorado, a separação, a perda, a traição, a família, entretanto, ao se mudarem para essa casa, acabam se conhecendo e dividindo algumas experiências que a transformaram em amigas, companheiras e confidentes.
"É difícil, não é? A vida, quero dizer. Famílias. Amar as pessoas."
Apesar do que eu disse no parágrafo a cima, o livro não fala sobre essa relação de amizade, o que para mim é uma pena, Lucy Diamond resolveu apenas citar que elas se tornaram amigas e dividiram alguns momentos juntas que são compartilhados com os leitores, porém, o foco maior é na individualidade dessas personagens: suas lutas diárias, suas superações, suas formas de lidar com seus problemas.
O mais interessante em A Casa dos Novos Começos é que vamos acompanhando a superação e o crescimento das personagens e como o recomeço em Brighton foi um ponto importantíssimo para cada uma se encontrar e se conhecer melhor. Em outras palavras, não tem como não refletir sobre as situações vividas pelas personagens e até mesmo adequá-las a nossa própria vida.

Em suma, apesar de ter esperado mais de A Casa dos Novos Começos não tem como não se apaixonar, suspirar e achar fofinho o livro. Para vocês terem uma ideia, a leitura fluiu tão bem que devorei o volume em dois dias. Desse modo, recomendo o volume para quem quer um romance contemporâneo leve, divertido e fluído.
"É muito mais difícil perdoar alguém e ser benevolente com as falhas da pessoa quando se está deprimido"

  • Share:

You Might Also Like

0 comentários

Muito obrigada pelo Comentário!!!!