Cemitério Maldito (Filme)

segunda-feira, dezembro 30, 2019

Saudações Leitores!
O Cemitério foi uma das leituras mais marcantes e favoritadas neste ano de 2019, então, nada mais natural do que após ler o volume ter ido conferir o filme Cemitério Maldito. Demorei para postar minha opinião sobre o filme, porque foi perturbador demais e eu nem cheguei perto de dizer tudo o que senti ao assistir, mas espero que o que eu falar abaixo te estimule a ler e a assistir ao filme.

Cemitério Maldito
Título Original: Pet Sematary
Direção: Dennis Widmyer, Kevin Kolsch
Duração: 100 min
Gênero: Suspense, Terror
Ano: 2019
País de Origem: Estados Unidos
Sinopse: O Dr. Louis Creed (Jason Clarke), após se mudar de Boston para a zona rural do Maine com sua esposa Rachel (Amy Seimetz) e seus dois filhos, descobre um misterioso terreno indígena nos fundos da sua nova propriedade. Quando uma tragédia ocorre, Louis recorre ao seu vizinho, Jud Crandall (John Lithgow), e acaba iniciando uma cadeia de horrores que libera um mal insondável com terríveis consequências.

Não vá esperando que o essa adaptação seja fiel ao livro

Logo de cara eu preciso dizer que filme Cemitério Maldito é diferente do livro que o originou (O Cemitério), não que seja absurdamente diferente, mas houve algumas mudanças drásticas, de forma a tornar alguns acontecimentos mais "terríveis" e gerar uma certa novidade e imprevisibilidade a esta nova adaptação.

Logo nos primeiros minutos do filme - para quem já leu a obra do King - irá perceber mudanças drásticas que vão se acentuando em todo o decorrer da adaptação, porém, longe de ser algo que frustre quem está assistindo ou que seja incômodo, as mudanças aparecem de uma forma natural.

Por outro lado, mesmo não sendo totalmente contrária as mudanças sofridas em relação ao livro, devo admitir que algumas me pareceram desnecessárias e que houve omissão de alguns pontos que foram apresentados no livro que eu teria amado ver na tela.

Nem tudo é perfeito, não é mesmo? Mas pelo menos não foi ruim e isso pra mim já conta muitíssimo.

É perturbador, dramático, assustador e cheio de dilemas que nos confrontam

Quem conferiu minha resenha sobre o livro, sabe que fiquei absolutamente angustiada, chocada e que o livro foi bastante perturbador para mim, de forma que fiquei com medo, porque me parecia uma situação bastante plausível a forma como Louis lidou com seus problemas, porém, ao mesmo tempo soava abissal demais. Fiquei angustiada e temerosa e refletindo sobre a natureza humana ao lidar com os fatos do livro.

Dito isso, quero dizer que o filme foi tão perturbador quanto o livro, primeiro porque quando fui assisti-lo considerei-me preparada para todo o terror e limites que encontraria na película, mas as mudanças foram um fator determinante para me impactar e me deixar surrealmente aterrorizada.

Em vários aspectos o filme me pareceu ainda mais cruel e perturbador do que o livro, afinal de conta fui pega desprevenida várias vezes e tudo foi intensificado por conta de poder "visualizar" a trama, ver as atuações, etc. Foi tenso!

Algumas coisas ficaram surreais de mais na adaptação

Mesmo tendo gostado bastante dessa adaptação devo confessar que algumas coisas ficaram ainda mais surreais do que o necessário, tudo bem que o King coloca elementos sobrenaturais em seus livros, ma a adaptação exagerou em alguns deles e isso pode não agradar a todos que forem assistir a película.

Contudo, mesmo assim eu fiquei absolutamente chocada e angustiada com esse filme, tanto quanto já tinha ficado ao ler a obra que o originou, as duas "versões" formaram um combo recheado de surpresas que eu jamais teria imaginado.

Sobre atuações e outros detalhes

No que concerne a atuações, devo alertá-los para não esperarmos grande coisa, mas que mesmo não sendo atuações top elas conseguiram servir bem para repassar a atmosfera e a sensação de angustia e terror presentes no livro.

Adorei também a fotografia do filme, que com certeza, refletiu com maestria a atmosfera do filme e deixou aquela sensação constante de que algo muito ruim ou assustador sempre estava a ponto de acontecer.

Essa atmosfera me deixou com os nervos a flor da pele durante o filme, sobretudo, logo que percebi que as diferenças entre filme e livros eram grandes e que já não sabia mais o que esperar ou o que poderia acontecer.

Pra finalizar, preciso só mencionar o final: fiquei com o coração mais partido do que em término de relacionamento, sério! Surpreendente.

  • Share:

You Might Also Like

2 comentários

  1. sua resenha foi muito bem feita,cria realmente expectativas com relação ao filme. A resenha do livro também foi bem feita, só tenho problemas com os finais de King, acho que ele falha muito nos finais dos livros,parece que se perde..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E eu vou te dizer, tanto o final desse livro, quando o do filme são bizarros, mas gostei. Valem super a pena.

      Obrigada pelo elogio, pelo comentário, pela visita.

      xoxo
      Mila F.

      Excluir

Muito obrigada pelo Comentário!!!!