SOCIAL MEDIA

Mostrando postagens com marcador Filmes x Livros. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Filmes x Livros. Mostrar todas as postagens
Saudações Leitores!
Estou bem empolgada para falar do filme Morte Sobre o Nilo (1978), adaptação do livro de Agatha Christie: Morte no Nilo, que é um dos meus favoritos da autora, inclusive eu tenho esse filme em DVD (que ganhei de um ex-namorado que sabia da minha admiração por A.C.), então na época que ganhei o DVD o assisti, inclusive, nem tinha blog e tampouco tinha lido o livro ainda (na época não ligava de assistir filme e depois ler o livro ou vice-versa), mas como este ano finalmente li o volume, resolvi assistir ao filme novamente e comentar aqui com vocês.

Morte Sobre o Nilo (Filme de 1978)

terça-feira, 13 de outubro de 2020

Saudações Leitores!
Enquanto tem meses que mal consigo assistir um filme por semana (como é minha meta), outros fico bem empolgada e dobro a meta (como foi o caso de setembro), no entanto, não vou mentir: nem todas as minhas escolhas foram boas, algumas foram bem frustrantes e quero compartilhar com vocês essas impressões, vai que não rolou pra mim mas pode ser interessante para você, né? Gosto é uma coisa que não se discute!

Filmes Assistidos em Setembro 2020

sábado, 3 de outubro de 2020

Saudações Leitores!
É bizarro que, mesmo tendo lido Eu, Você a Garota que Vai Morrer há anos atrás já sabendo da adaptação, nunca me empolguei para assistir, afinal o livro não foi lá uma boa leitura e não consegui entender até hoje o motivo do hype.

Eu, Você e a Garota que Vai Morrer (Filme)

terça-feira, 22 de setembro de 2020

Saudações Leitores!
Vou confessar para você que não lembro da última vez que assisti tantos filmes em um único mês. Tudo bem que a maioria dos filmes que assisti eu já tinha assistido antes e resolvi assistir novamente por conta de serem adaptações de livros e, por eu querer ler as continuações, resolvi "relembrar" através dos filmes... de qualquer maneira vocês vão ver nesse post como foi a experiência de assisti-los novamente.

Filmes Assistido em Agosto 2020

terça-feira, 8 de setembro de 2020

Saudações Leitores!
Li o livro A Química que há entre Nós em 2018 e quando soube da adaptação (produzida pela Amazon Prime Vídeo) fiquei bem empolgada para conferir, principalmente porque lembro que na época que li achei o livro um YA super diferente dos YAs da época, tanto é que me surpreendeu e me frustrou porque minhas expectativas estavam altíssima.

Hoje já reconheço que o livro foi bem melhor do que o que na época achei e até trouxe temas muito importantes e impactantes para serem discutidos, então fui conferir o filme e já quero conversar e até fazer um comparativo sobre o que achei.

A Química que Há entre Nós
Título original: Chemical Hearts
Gênero: Drama. Romance
Duração: 93 min.
Ano: 2020
País de Origem: Estados Unidos
Minha Avaliação: 
Sinopse: Henry Page, de 17 anos, nunca esteve apaixonado. Ele se imagina um romântico, mas o tipo de amor pelo qual ele está esperando ainda não aconteceu. Em vez disso, ele tem sido feliz em concentrar toda a sua atenção em finalmente se tornar o editor de jornal do ensino médio. Então, no primeiro dia do último ano, ele conhece Grace Town, e sabe que tudo está prestes a mudar.

SERÁ QUE FOI FIEL AO LIVRO?

Embora faça bastante tempo que li A Química que há entre Nós, ainda lembro bem da história e dos acontecimentos, mas provavelmente, esqueci pequenos e sutis detalhes e muitos deles fui lembrando na medida em que assistia a película, portanto, em minha humilde opinião, achei que o filme conseguiu capturar toda a essência do enredo e das emoções que o livro me passou na época. Já que os livros tem dessas: a gente pode até esquecer partes da história, mas nunca esquece como se sentiu ao lê-lo.

Inclusive gostei muito do filme e consegui ter uma percepção ainda melhor do livro, acreditem! Apesar de, na época, ter lido e gostado de A Química que há entre Nós não considerei as mil maravilhas, porque estava com as expectativas muito altas, mas mesmo assim apreciei, porque foi um livro bem diferentão dos YAs que lia, principalmente porque a gente acompanha a perspectiva de um jovem rapaz heterossexual vivendo suas primeiras experiências amorosas da forma mais dolorosa possível: encontrando uma jovem que está quebrada e se apaixonando por ela.


Na questão de romance, tanto o livro como o filme são bem azedos, porque temos um romance que mesmo sendo fofo (em várias partes), também é algo fadado a não dar certo porque o casal, individualmente, está vivendo momentos diferentes. Portanto, não se deve assistir para shippar ou torcer pelo casal porque o timming deles está completamente errado, embora a relação seja algo transformadora para ambos.

É exatamente esse o ponto que torna esse filme mais legal que o livro, pois vamos ver as emoções, os sentimentos muito mais profundamente e observar que não há vilões nessa relação embora a gente sinta muita raiva das coisas que acontecem, porém vemos que não era o momento certo e nem as pessoas certas para ficarem juntas, em outras palavras, o filme promove uma reflexão muito grande sobre a importância de um relacionamento saudável e estar "de bem" consigo mesmo para, assim, ser uma boa companhia para os outros.


GATILHOS SOBRE DEPRESSÃO, LUTO E DORES EMOCIONAIS RELACIONADAS A PERDAS

Acho super importante que antes de assistir a um filme, principalmente com adolescentes e crianças, observemos a classificação do filme (aqui é 14+) e também sobre as temáticas que são abordadas, porque pode possuir gatilhos. Só um adendo: também acho que os livros deveriam ter essa classificação e informar se tem algum tipo de gatilho.

Nesse filme nós temos muitos gatilhos para quem sofre com a perda de alguém e que ainda não superou, que está com depressão, quebrado, magoado e perdido a tal ponto que não consegue se relacionar com mais ninguém - mesmo que a melhor pessoa do mundo apareça em sua vida -, porque tem questões psicológicas e emocionais mal resolvidas e, portanto, pode estar precisando de ajuda profissional e de muita rede de apoio.


Isso quer dizer que a protagonista desse filme tem uma energia muito obscura, um humor triste, melancólico (atmosfera presente em todo o filme) e isso faz com que a gente até julgue a personagem, mas que dentro do contexto em que ela está vivendo faz todo o sentido agir de tal forma e o mais legal é que, sim, ela busca por ajuda e essa é uma das melhores mensagens do mundo. Você não está sozinho. Você não precisa lidar com tudo sozinho. Busque ajuda.

O ponto mais negativo que acho que esse filme tem é que pode passar a impressão de que ele é apenas um romance fofo, clichê e que vai ter um final feliz, quando, na verdade, é muito mais profundo, tenso, denso, real e pesado do que isso.

Sim, vários personagens vão se machucar, porque a vida é feita de escolhas e, sobretudo, quando deixamos as pessoas entrarem em nossas vidas estamos selando um "pacto" de que vamos ser afetados pelo que acontece a essas pessoas ou pelo que elas fazem com a gente, mas também significa ter uma rede de apoio familiar e de amigos sempre que precisar.

É nesse ponto que senti falta de ter sido trabalhado mais, as relações de amizade e familiar, a gente sabe que elas estão ali perpassando todo o enredo, mas não há um aprofundamento tão grande dessas camadas, ou seja, o foco de todo o filme é praticamente o casal de protagonistas e eu lembro que no livro não era assim, tinha vários momentos do protagonista com os amigos e familiares. Isso não foi bem desenvolvido na película.

Todavia, no geralzão, gostei muito do filme e, quando paro para pensar, chego até a conclusão de que curti mais o filme que o livro, no entanto, também alerto que não há muitos acontecimentos durante o filme, tendo em vista que trabalha mais com as questões emocionais dos personagens, então, é provável que alguns telespectadores achem o ritmo beeeeem lento, quase parando mesmo.

Mas se você estiver emocionalmente bem e não tiver problema com os temas abordados ou já leu o livro, vale a pena dar uma conferida.

ALIÁS, SE VOCÊ JÁ TIVER ASSISTIDO OU FICOU INTERESSADO EM ASSISTIR, COMPARTILHA COMIGO NOS COMENTÁRIOS....

A Química que há entre Nós (Filme)

domingo, 6 de setembro de 2020

Saudações Leitores!
Desde o começo do ano tenho conseguido cumprir a meta de assistir pelo menos um filme por semana de forma aceitavelmente tranquila, porém, nunca me vi tão tragada por ocupações e cansaço como no mês de julho, de modo que até quando ia assistir filmes e apertava o play acabava dormindo.

Foi muito difícil assistir um filme por semana em julho, mas consegui esse feito e assisti um filme a mais para poder conferir a continuação recém lançada e falar sobre ambas aqui, portanto, confira o que assisti e achei das películas.

Filmes Assistidos em Julho 2020

quinta-feira, 6 de agosto de 2020

Saudações Leitores!
Como já tinha assistido A Barraca do Beijo 1  em 2018 (e até assisti novamente agora em 2020 para fazer o post), vim comentar o que achei de A Barraca do Beijo 2 lançamento da Netflix.

A Barraca do Beijo 2 (Filme)

terça-feira, 28 de julho de 2020

Saudações Leitores!
Tô atrasada no bonde? Estou. Porém, com o lançamento da parte 2 de A Barraca do Beijo, fiquei super a fim de compartilhar minhas impressões sobre o primeiro filme antes de voltar para falar sobre a parte 2.

A Barraca do Beijo (Filme)

domingo, 26 de julho de 2020


Saudações Leitores!
Quero compartilhar com vocês meu veredito sobre o filme A Vida Invisível que é a adaptação do livro da escritora brasileira Martha Batalha: A Vida Invisível de Eurídice Gusmão.

Você já tinha ouvido falar? Já tinha colocado na sua lista de "Quero Assistir"? Ele foi até cogitado para o Oscar desse ano (2020), porém, acho que não "passou" em algum dos critérios, mas fica aqui meu veredito, espero que gostem.

A Vida Invisível (Filme)

terça-feira, 7 de julho de 2020

Saudações Leitores!
Há muito tempo atrás li O Grande Gatsby e apesar de não ter se tornado um de meus livros favoritos, ainda assim foi uma leitura muito boa e, desde aquela época, queria assistir ao filme com Leonardo DiCaprio, mas sempre esquecia de procurar para assistir, até que agora calhou de ver e, vim comentar com vocês o que achei.

O Grande Gatsby (FILME)

terça-feira, 5 de maio de 2020

Saudações Leitores!
Finalmente assisti Por Lugares Incríveis, minha vontade era ter assistido no dia que foi lançado na Netflix, porém naquela semana me vi atropelada com tantas coisas para fazer que adiei até o dia 08 de março, quando o assisti eu fiquei em bastante conflito e tentei explicar neste post.

Por Lugares Incríveis (Filme)

quinta-feira, 12 de março de 2020

Saudações Leitores!
Para Todos os Garotos: P.S. Ainda Amo Você foi lançado dia 12 de Fevereiro (2020), mas não tive tempo de assistir no dia da estréia, por mais que eu estivesse eufórica e esperando por ela desde o filme anterior (kkkk), mas enfim, assisti no final de semana e... céus, como AMEI! Mas, obviamente, nem tudo foram flores e, por isso, precisava comentar com vocês minhas impressões.

Para Todos os Garotos: P.S. Ainda Amo Você
Título Original: To All the Boys: P.S. I Still Love You
Duração: 102 min
Gênero: Comédia, Drama, Romance
Ano: 2020
País de Origem: Estados Unidos
Sinopse: É um novo ano. Lara Jean (Lana Condor) e Peter (Noah Centineo) finalmente pararam de fingir que são um casal e se tornaram um casal DE VERDADE! E em meio às novas descobertas com Peter – o primeiro beijo de verdade, o primeiro encontro de verdade ou o primeiro Dia dos Namorados –, Lara Jean pode contar com Kitty (Anna Cathcart), Margot (Janel Parrish), Chris (Madeleine Arthur) e uma nova e inesperada confidente, Stormy (Holland Taylor), para entender melhor essa nova fase da vida em que precisa conciliar o namoro e a busca pela própria identidade. E para complicar ainda mais as coisas, um outro destinatário de suas cartas reaparece e Lara Jean terá que enfrentar seu primeiro grande dilema: é possível amar dois garotos ao mesmo tempo?


OWNT QUE FOFO!

Quem já assistiu Para todos os Garotos que Já Amei já deve saber mais ou menos o que esperar dessa continuação: um filme fofo, com sua carga de drama, comédia romântica, reflexões e um romance que dá um quentinho gostoso em nosso coração. Pelo menos, foi isso o que esperei e, portanto, Para Todos os Garotos: P.S. Ainda Amo Você, não me decepcionou nadinha. Eu amei!

De longe, a Lara Jean e o Peter são um dos casais que mais admiro e poder acompanhá-los não só nos livros, mas através de uma adaptação é SUPER!
Tal como P.S. Ainda Amo Você me transportou para situações que vivi na minha adolescência, o filme conseguiu fazer a mesma coisa e de uma forma ainda mais fofa, porque consegui visualizar tudo, consegui sentir as mesmas emoções que senti lendo o livro: raiva das incertezas e dúvidas de Lara Jean, chateação pelo comportamento do Peter e fiquei com o coração partido em relação ao John.

Mas sopesando tudo: enredo, personagens, fotografia, figurino e trilha sonora, o filme foi exatamente TUDO O QUE EU ESPERAVA. Ahhh, como aproveitei assistindo! E quando terminei, quis imediatamente dar replay.

MAS A ADAPTAÇÃO NÃO ESCAPOU ILESA DE MUDANÇAS!

E vamos ao calcanhar de Aquiles: houve sérias mudanças na adaptação que pode tanto agradar como desagradar quem conheça os livros de Jenny Han, porque devo admitir que algumas me pegaram absolutamente desprevenida.

Embora não tenha desgostado das mudança, ficou esquisito o John Ambrose não ter parentesco algo com a Storm e que a Storm, uma das personagens mais carismáticas do asilo de idosos teve um papel de segundo plano, quando no livro ela roubou a cena.

Outro ponto que senti muita falta, foi a situação da Lara Jean tendo que lidar com o vídeo vazado, o filme praticamente excluiu essa problemática e só fez uma simples menção, quando no livro é abordado de forma tão mais incrível, servido de exemplo para quem passa ou já passou por situação semelhante.
Outra coisa que foi passado "nas carreiras" durante o filme foi a situação do Peter com a ex-namorada, achei corrido e muito apressado, não chegou nem perto da profundidade que a situação teve no livro, de modo que deu a impressão de que Lara Jean estava sendo ciumenta desnecessariamente, quando não foi bem assim. 

De modo que senti que o filme fazia com que víssemos o Peter como vítima do ciume da Lara Jean, como se ele não estivesse fazendo por onde (no livro vemos várias atitudes ruins de Peter e isso ficou de fora no filme, por que será?).

Mas tudo bem, alterações em relação ao livro e a adaptação já eram esperadas, até porque seria impossível colocar tudo do livro dentro de pouco mais de uma hora de filme, não é mesmo? Era óbvio que muita coisa ficaria de fora e, outras tantas, teriam de acontecer de forma apressada.

PARA FINALIZAR...

Antes de concluir minha opinião, eu não poderia deixar de comentar que eu absolutamente shippei Lara Jean e John Ambrose, aliás eu sou dessas pessoas que adora "fogo no parque" e um triângulo amoroso dá uma revigorada e emoção a uma história.

O ruim dos triângulos amorosos é que um sempre vai ficar "sobrando" e vamos ficar com o coração partido porque visualizamos tudo o que aquela história poderia ser, não é mesmo? Mas mesmo ficando com o coração partido por John, acredito que Lara Jean ficar com o Peter nem chegou a ficar em questionamento, era o esperado.

Em resumo, Para Todos os Garotos: P.S. Ainda Amo Você, é totalmente um filme clichê do começo ao fim, mas tem suas particularidades que o tornam singular, emocionante, sensível e reflexivo, o filme ideal para assistir despretensiosamente com pipoca, chocolate quente e um xodó do lado.

Para Todos os Garotos: P.S. Ainda Amo Você (Filme)

terça-feira, 18 de fevereiro de 2020

Saudações Leitores!
Vim atualizar vocês sobre todos os filmes que assisti durante o mês de Janeiro, quem sabe, se você estiver em busca de algo para assistir possa "pescar" essas dicas... ou não...

Filmes Assistidos em Janeiro 2020

terça-feira, 11 de fevereiro de 2020

Saudações Leitores!
A maior parte dos filmes que assisti em Dezembro foram com temática de Natal e apesar de não ter quase como ter erro em um filme como esses, alguns me decepcionaram, então no resumão vou falar tudo, honestamente, para vocês.

Filmes Assistidos em Dezembro de 2019

sábado, 4 de janeiro de 2020

Saudações Leitores!
O Cemitério foi uma das leituras mais marcantes e favoritadas neste ano de 2019, então, nada mais natural do que após ler o volume ter ido conferir o filme Cemitério Maldito. Demorei para postar minha opinião sobre o filme, porque foi perturbador demais e eu nem cheguei perto de dizer tudo o que senti ao assistir, mas espero que o que eu falar abaixo te estimule a ler e a assistir ao filme.

Cemitério Maldito
Título Original: Pet Sematary
Direção: Dennis Widmyer, Kevin Kolsch
Duração: 100 min
Gênero: Suspense, Terror
Ano: 2019
País de Origem: Estados Unidos
Sinopse: O Dr. Louis Creed (Jason Clarke), após se mudar de Boston para a zona rural do Maine com sua esposa Rachel (Amy Seimetz) e seus dois filhos, descobre um misterioso terreno indígena nos fundos da sua nova propriedade. Quando uma tragédia ocorre, Louis recorre ao seu vizinho, Jud Crandall (John Lithgow), e acaba iniciando uma cadeia de horrores que libera um mal insondável com terríveis consequências.

Cemitério Maldito (Filme)

segunda-feira, 30 de dezembro de 2019

Saudações Leitores!
Assisti a adaptação Deixe a Neve Cair dois dias depois de seu lançamento da Netflix, mas somente hoje estou vindo postar o que achei do filme, estou atrasada? Estou, mas é o que temos.

Deixe a neve cair
Título Original: Let it Snow
Direção: Luke Snellin
Duração: 93 min
Gênero: Romance
Ano: 2019
País de Origem: Estados Unidos
Sinopse: Três contos se passam durante a noite de Natal, enquanto uma tempestade de neve obriga os habitantes de uma pequena cidade a se refugiarem, dando início à diversos encontros românticos.

Deixe a Neve Cair (Filme)

terça-feira, 24 de dezembro de 2019

Saudações Leitores!
Fiquei tão surpresa porque mês de novembro consegui assistir a vários filmes, pelo menos eu optei mais por eles do que por séries.
Como minha vida está meio corrida, o tempo curto e ainda não me adaptei a minha rotina, acabei optando por assistir a filmes nos meus horários livres ou quando eu estava simplesmente de saco cheio (não queria ler e nem trabalhar), então venho mostrar para vocês o que vi na minha tela.

Filmes Assistidos em Novembro de 2019

segunda-feira, 9 de dezembro de 2019

Saudações Leitores!
Ainda estou me perguntando como, num mês tão atribulado (como foi outubro), consegui assistir 5 filmes... Não encontrei a respostas ainda, porém, vim falar sobre os filmes assistidos e, quem sabe, convencê-los a assistirem também.

Filmes Assistidos em Outubro de 2019

terça-feira, 12 de novembro de 2019

Saudações Leitores!
Vamos falar sobre O Castelo de Vidro estrelado por Brie Larson e que é a adaptação do livro que tem o mesmo nome? O livro eu conferi já tem algum tempo (2016), mas lembro o suficiente para poder tecer comentários.

O Castelo de Vidro
Título Original: The Glass Castle
Direção: Destin Daniel Cretton
Duração: 127 min
Gênero: Biografia, Drama
Ano: 2017
País de Origem: Estados Unidos
Sinopse: Uma família disfuncional viajava o tempo todo, sem se preocupar com o futuro. Quando o dinheiro dos pais acabou, Jeanette e o irmão tiveram que cuidar de si mesmos, até conseguirem ir embora.

O Castelo de Vidro (Filme)

sábado, 21 de setembro de 2019

Saudações Leitores!
Faz bastante tempo que li o livro Garota, Interrompida, porém apenas agora que fui conferir filme, acho que a leitura foi tão traumatizante que perdi o total interesse em assistir, mas daí arranquei o siso, estava sem fazer nada e me deparei com a sugestão na Netflix, assisti. Vamos falar um pouquinho sobre?

Garota, Interrompida
Título Original: Girl, Interrupted
Direção: James Mangold
Duração: 127 min
Gênero: Biografia, Drama
Ano: 1999
País de Origem: Alemanha, Estados Unidos

Sinopse: Em 1967, após uma sessão com um psicanalista que nunca havia visto antes, Susanna Kaysen foi diagnosticada como vítima de "Ordem Incerta de Personalidade" - uma aflição com sintomas tão ambíguos que qualquer garota adolescente pode ser enquadrada. Enviada para um hospital psiquiátrico, onde viveu nos 2 anos seguintes, ela conhece um novo mundo, de jovens garotas sedutoras e transtornadas. Entre elas está Lisa, uma charmosa sociopata que organiza uma fuga com Susanna, Daisy e Polly, com o intuito de retomarem suas vidas.

Garota, Interrompida (Filme)

quarta-feira, 18 de setembro de 2019

Instagram