Resenha: Lady Killer, Vol. 1 - Joëlle Jones e Jamie S. Rich

quinta-feira, fevereiro 27, 2020


Lady Killer: volume 1 (Graphic Novel), Joëlle Jones e Jamie S. Rich, Rio de Janeiro: Darkside Books, 2019, 144 págs.
Tradução: Raquel Moritz
COMPRAR: Amazon | Outras Lojas

Sudações Leitores!
Lady Killer (Lady Killer, 2015), de Joële Jones e Jamie S. Rich se trata de uma Graphic Novel absolutamente inusitada, tem um tom satírico, engraçado e envolvente.

Lady Killer traz um cenário norte-americano da metade do século XX, exatamente em 1950, em que as mulheres eram vistas como perfeitas e treinadas apenas para cuidar da casa, marido e filhos, porém o que vemos nessa Graphic Novel tem o intuito de quebrar esse paradigma.


Aqui vamos acompanhar a Josie Schuller que vem desestruturar (e satirizas!) o modelo de mulher norte-americana perfeita, aquela que só faz o que é tradicional, entretanto, ela consegue dar conta da casa, do marido, das duas filhas e da sogra (embora esta última desconfie que há algo errado) e ainda, consegue ser uma assassina secreta, ou seja, nem sua família sabe de sua profissão.

Josie trabalha para uma empresa de assassinos de aluguel e geralmente seu chefe lhe passa os casos mais complexo, tendo em vista que ninguém desconfiaria de uma mulher como assassina, além disso, ela consegue usar de sua imagem de femme fatale para se aproximar de muitos dos homens que tem que matar.


Nesse meio tempo, seu chefe acaba colocando em xeque que a qualidade de Josie como esposa e mãe pode comprometer seu trabalho, colocando a maternidade como uma verdadeira cruz para as mulheres que querem trabalhar, além disso, Josie se depara com outra situação bastante comum às mulheres: o assédio de seus supervisores e patrões.

Ainda tentando segurar as pontas em casa e o emprego Josie acaba se vendo na triste situação de ser perseguida, afinal, ela "sabe demais" e isso pode colocar tanto sua vida como a de sua família em risco e acredite, a forma como Josie lida com os problemas envolve muito sangue e muita luta. Portanto, Lady Killer é uma Graphic Novel não apenas sangrenta, mas cheia de aventura e mistério.


Ao passo que vamos acompanhando toda as aventura de nossa heroína Josie Schuller, vamos percebendo a crítica por traz da Graphic Novel, vamos nos encantando com o traço, as cores e sobretudo com alguns cartazes de famigeradas propagandas machistas sofrendo uma "releitura" feminista e satírica e sangrenta. É bastante cômico e divertido isso!

Em suma, achei genial Lady Killer e já me vejo ansiosa para ler o segundo volume (Lady Killer, vol.2), até porque o plot twist e o final desse volume foram tão arrebatadores que deixou um gostinho de quero mais, muito muito muito mais. O único ponto ruim dessa G.N é que o custo dos volumes é um pouco elevado, então a "saída" é esperar uma oferta ou boa promoção para garantir o exemplar!

COMPRAR: Amazon | Outras Lojas

  • Share:

You Might Also Like

0 comentários

Muito obrigada pelo Comentário!!!!